Home Top Ad

TV paga termina setembro com menos 25 mil assinantes em sua base

Share:

Imagem/Divulgação Anatel
De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados nesta sexta-feira dia 26 de outubro, o Brasil registrou 17.791.681 contratos ativos do serviço de TV por Assinatura no mês de setembro de 2018, diminuição de 426.360 assinaturas (-2,34%) nos últimos 12 meses. Em relação ao mês anterior, a redução foi de 25.471 assinaturas (-0,14%).

A maior operadora, Claro Brasil, por exemplo, teve uma significativa queda de 67,8 mil assinantes, fechando o período de 8,824 milhões de clientes. A queda maior ficou por conta da operação de DTH do grupo, que registrou queda de quase 40 mil assinantes (fechando setembro com 1,69 milhão de clientes) e a operação de cabo perdeu outros 28 mil assinantes, fechando com 7,13 milhões. Em compensação, a Sky teve uma variação positiva de 35 mil assinantes (fechando o mês em 5,24 milhões de clientes), assim como a Oi TV, que manteve a tendência de crescimento constante há quase dois anos e fechou com 1,59 milhão, ou 20 mil clientes a mais. A Vivo TV perdeu cerca de 10 mil clientes, por 1,6 milhão. Houve ainda um número de 23 mil assinantes a mais entre as demais operadoras, que agora totalizam 437 mil clientes. Note-se que a Anatel ajustou os dados de agosto referentes a estas empresas.

Houve uma ligeira perda de 360 assinantes no mês, considerando todas as operadoras. A base de assinantes ficou em 17,791 milhões no final de setembro. Isso não significa que entre as operadoras não tenha havido fortes oscilações.

Grupos

Os quatro maiores grupos de TV por Assinatura no Brasil detinham 17.266.064 contratos ativos (97,04 % do mercado) em setembro de 2018. São eles: a Claro/NET com 8.824.748 assinaturas ( 49,60 %), a Sky, com 5.247.957 (29,49 %), a Vivo com 1.600.473  (8,99%), e a Oi com 1.592.886  (8,95%). As pequenas prestadoras da TV por assinatura totalizam 525.617 assinantes (2,96%).

Das grandes prestadoras de TV por Assinatura no país, apenas a Oi apresentou crescimento, mais 131.045 contratos (+8,96%) nos últimos 12 meses. A Vivo registrou menos 22.218 contratos (-1,37%), a SKY menos 40.787 (-0,77%), e a Claro/NET menos 418.246 (-4,53%).  As pequenas prestadoras de TV por Assinatura tiveram redução de 112.100 contratos (-12,65%).

Tecnologia

Em setembro de 2018, mais da metade dos assinantes de TV por Assinatura no Brasil receberam a programação por satélite, 9.682.924 contratos (54,42 % do mercado), por cabo foram  7.457.355  (41,91%) e por fibra ótica foram 650.948 (3,65%).

Apenas os assinantes que receberam a programação da TV por Assinatura por fibra ótica aumentaram nos últimos 12 meses, mais 268.412 (+70,17%). Os assinantes via satélite tiveram redução de 575.669 (-5,61%) e os que recebem o sinal por cabo diminuíram em 118.375 (-1,56%).

Estados e Distrito Federal

Nos últimos 12 meses, os estados com maior crescimento percentual no serviço de TV por Assinatura foram Ceará com mais 25.468 (+6,60%), Amazonas com mais 17.528 (+6,05%) e Rio Grande do Norte com mais 10.360 (4,51%).

Os números da TV por Assinatura estão disponíveis no Portal da Anatel. A Agência informa que a prestadora Brisanet teve o registro de abril de 2018 repetido para o mês de agosto de 2018 por não encaminhar os números do serviço há quatro meses. A Anatel informa também que a prestadora Nossa TV não encaminhou os dados de agosto de 2018 e essa não se encaixa nos critérios definidos na Comissão de Gestão de Dados da Anatel para que seus números sejam repetidos (empresas com mais de 50 mil acessos ou empresas com mais de 5% de acessos em alguma unidade da federação).




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.