Home Top Ad

Estreia no Canal Curta! série exclusiva sobre a história do Quilombo dos Palmares

Share:

Imagem/Divulgação Curta!
Símbolo da luta contra o racismo, o Quilombo dos Palmares é analisado em profundidade e tem a sua história reconstituída na série inédita “Palmares: Coração Brasileiro, Alma Africana", exclusiva do canal Curta!. Com pouco mais de quatro horas, divididas em cinco episódios de 50 minutos, a série, dirigida por José Carlos Asbeg e Luiz Arnaldo Campos, foi filmada em Alagoas, no Rio de Janeiro e em três países africanos: Senegal, Benin e Angola. 

Para contar a história do quilombo que durou 120 anos e abrigou cerca de 40 mil negros rebelados, na Serra da Barriga, entre Alagoas e Pernambuco, a produção foi atrás dos maiores especialistas brasileiros e africanos em quilombos e escravidão. Ao todo, são 40 entrevistados, entre antropólogos, sociólogos, historiadores, arqueólogos, líderes religiosos e outros estudiosos.

Em União dos Palmares (AL), mais de 80 atores foram empregados em cenas de guerra, vida doméstica, fugas e ataques-surpresa. No Benin, em Senegal e em Angola, foram feitas encenações do embarque de escravos para o Nordeste do Brasil.

A série foi produzida com exclusividade para o canal com financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual da ANCINE, pela Palmares Produção e Jornalismo. O episódio de estreia narra como, no início do século XVII, os escravos fugidos da Capitania de Pernambuco se refugiam na Serra da Barriga, numa região de muitas palmeiras. Eles ficaram conhecidos como os Negros do Palmar. Estreia na Sexta da Sociedade, 16 de novembro, às 23h.


ENTREVISTAS E IMAGENS RARAS DE TUNGA INAUGURAM SÉRIE INÉDITA
DE DEZ EPISÓDIOS SOBRE GRANDES ARTISTAS EXPOSTOS EM INHOTIM

Imagem/Divulgação Curta!
Numa entrevista antiga, resgatada pelo diretor Pedro Urano, o artista plástico Tunga (1952-2016) diz: “Não é ordem nem desordem. É bagunça. O que é bagunça? O mundo é uma bagunça. E a gente trata de dar ordem a essa bagunça”. Com esse pensamento, Urano dá a largada à série “Inhotim — Arte presente”, dirigida por ele, com um episódio dedicado a Tunga, de quem era amigo. Ao longo de 52 minutos, o programa traz entrevistas e imagens do artista e de suas esculturas, instalações e performances (que ele preferia chamar de “instaurações”). Para falar do trabalho de Tunga, Urano também entrevistou críticos de arte, como Suely Rolnik e Paulo Sergio Duarte, e o artista visual e músico Arnaldo Antunes. Em Inhotim, Tunga é homenageado com a galeria True Rouge, que é ocupada por uma instalação feita de objetos vermelhos pendurados. O episódio mostra a performance inaugural/“instauração” dessa galeria. Também traz vídeos de performances famosas do artista, como “Inside out, upside down” (de 1997) e “Xifópagas capilares” (de 1984). Os próximos nove episódios da série serão sobre os artistas Olafur Eliasson, Claudia Andujar, Giuseppe Penone, Cildo Meireles, Matthew Barney, Miguel Rio Branco, Rirkrit Tiravanija, Jorge Macchi e Chris Burden. O projeto foi realizado pela Camisa Listrada em parceria exclusiva para o Curta!. Estreia na Terça das Artes, 13, às 23h.





Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.