Home Top Ad

Bibi Ferreira ganha homenagem no Recordar é TV desta terça na TV Brasil

Share:


O Recordar é TV celebra a diva Bibi Ferreira nesta terça (4), às 22h45, na TV Brasil. A partir do material de acervo preservado, a produção exibe trechos da edição especial do programa "Eu sou o show", exibido pela TV Educativa do Rio na década de 1980, época em que o musical "Piaf" fazia enorme sucesso com Bibi interpretando a cantora francesa.

Entrevistada pela jornalista Jalusa Barcellos, a atriz, cantora, compositora e diretora fala sobre a infância nos palcos, a experiência de fazer um filme em Londres e o famoso musical "Gota d'água". Também aborda a sua breve passagem como apresentadora pela TV Excelsior com o programa "Brasil 60".

Com 96 anos de idade e mais de 75 nos palcos em uma carreira de sucesso, a diva anunciou no segundo semestre de 2018 sua saída de cena com um comunicado nas redes sociais. A iniciativa da artista visa preservar a saúde após três sucessivas internações médicas.

Em 2017, a veterana fez uma turnê com o show "Por Toda Minha Vida" que a TV Brasil gravou no Teatro Oi Casagrande, no Rio de Janeiro, e exibiu na véspera de Natal. Grande dama do teatro e da música brasileira, Bibi encantou ao interpretar obras que se tornaram clássicos e celebrar parcerias inesquecíveis de sua trajetória.

Filha de Procópio Ferreira e a vida nos palcos

A formação em música, teatro, dança e línguas estrangeiras veio de berço. Filha da bailarina argentina Aída Izquierdo com o memorável ator brasileiro Procópio Ferreira, Bibi foi criada nos palcos. Ao longo de sua carreira, ela desenvolveu um reconhecido talento como atriz e diretora teatral. 

Bibi Ferreira tem o poder de dominar uma plateia com seu magnetismo e faz do palco uma extensão do próprio corpo. Essa força não se pode atribuir apenas a um talento brilhante, mas também a uma preparação técnica vista em poucos atores brasileiros.

Durante a entrevista realizada pela TVE/RJ em 1988, a diva dos palcos reflete sobre a época de ouro do teatro brasileiro, num período em que se fazia mais teatro profissional no Brasil do que na Inglaterra.

No decorrer do programa, Jalusa Barcellos pergunta a Bibi Ferreira sobre o seu trabalho mais difícil. A artista declara que foi a peça "O noviço" (1952), de Martins Pena. Naquela montagem, a atriz interpretou um padre.

Apesar da baixa estatura, Bibi se transformou numa gigante quando interpretou a cantora francesa "Piaf" no musical homônimo ou a personagem "Joana" no espetáculo "Gota d'água", de Paulo Pontes e Chico Buarque. No programa "Eu sou o show"

Depoimentos de artistas

A homenagem a Bibi Ferreira exibida pela TV Brasil no programa Recordar é TV conta ainda com depoimentos de arquivo de personalidades da cena artística brasileira.

Nomes como Walmor Chagas, Léa Garcia, Guilherme Karan e Rogéria recordam a importância de Bibi para a música e a dramaturgia nacional em gravação dos anos 1980 para a TVE/RJ. Os artistas comentam a interação com Bibi nos palcos e coxias já que a diva dirigiu alguns deles em cena.

Saída de cena

Este ano, em setembro, Bibi Ferreira se retirou voluntariamente de cena para preservar a saúde após três sucessivas internações. Em mensagem publicada nas redes sociais, a atriz e cantora carioca de 96 anos anunciou que encerrava a carreira.

Segundo o comunicado, a diva Bibi Ferreira não vai mais se apresentar nos palcos seja como atriz ou cantora. Também não concederá mais entrevistas, nem mesmo por e-mail, como vinha fazendo nos últimos tempos.




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.