Home Top Ad

Jornalista da Al Jazeera fala de realidade virtual nos documentários no Singulares da TV Brasil

Share:


O programa Singulares desta semana apresenta uma entrevista com a jornalista Zahra Rasool, que comanda um estúdio pioneiro no mundo em produção jornalística com uso de realidade virtual: o Contrast, lançado em 2017 pela rede de comunicação Al Jazeera. Até agora, o estúdio já produziu oito curtas-metragens e muitos outros conteúdos audiovisuais, todos com a tecnologia de câmeras em 360 graus, com as quais se retratam casos de resistência e superação no continente africano e oriente médio. Singulares vai ao ar na quinta, dia 13, às 21h15, na TV Brasil

Cada filme produzido por Zahra é conduzido por pessoas que contam um pouco da sua realidade por viverem em situações de guerra, refúgio, devastação ambiental e fome. A realidade virtual transporta o espectador para o mesmo ponto de vista dos personagens, ampliando o valor informativo das histórias. De acordo com Zahra, trata-se de uma técnica narrativa útil à medida que gera empatia no público.

"A realidade virtual é muito imersiva, porque dá às pessoas a oportunidade de estar em um lugar onde não poderiam estar", defende Zahra Rasool. "A história é muito mais autêntica, mais verdadeira e poderosa se você envolve a comunidade na narrativa. Então, a gente tenta garantir, o máximo possível, a inclusão de pessoas desses países, dessas regiões, dessas comunidades, para que elas nos ajudem a ter certeza de que as histórias estejam o mais próximo possível da realidade delas."

Entre os filmes assinados por Zahra está "Óleo em nossos riachos" (Oil in our creeks, 2017), um exemplo dessa maneira de se produzir filmes com a participação dos próprios personagens. A produção narra a história de Lessi Phillips e o que aconteceu com sua vida depois que um oleoduto explodiu próximo à sua cidade, na Nigéria, o que acabou com a atividade pesqueira e agrícola da região. A jornalista também produziu “Por dentro da América de Trump” (Inside Trump's America, 2016) e “Eu sobrevivo onde você tira férias” (I Struggle Where You Vacation, 2016).




Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.