Home Top Ad

TV Brasil faz pré-estreia da série "Migrantes en Latinoamerica" nesta terça

Share:


A série documental "Migrantes en Latinoamerica" tem pré-estreia na TV Brasil nesta terça (18), às 22h45. Idealizada pelo Canal Encuentro, da Argentina, a coprodução é uma parceria firmada por meio daTelevisão América Latina (TAL) rede que engloba televisões públicas e culturais do continente.

A primeira edição exibida no país será o episódio "Argentinos en Rio", produzido pela TV Brasil que narra a vida de dois portenhos residentes na cidade carioca: o sociólogo e sambista Jorge Sápia e a atriz e acrobata Maria Celeste Mendozi.

Jorgito se encontrou no universo do carnaval

O sociólogo Jorge Sápia desembarcou na famosa praia de Copacabana no ano de 1977 rodeado por um bloco de carnaval que passava pela conhecida orla naquele momento. Nos anos seguintes, o samba e a folia se tornariam sua grande paixão e o ajudariam a se integrar à cidade.

Compositor de sambas e marchinhas, fundador do bloco Meu Bem Volto Já, Jorgito, como é popularmente conhecido, hoje é vice-presidente da Sebastiana, associação que congrega blocos independentes da cidade. Trata-se, dizem os amigos, de um dos argentinos mais cariocas de que se tem notícia por essas bandas.

"Sou um argentino que faz samba e transita pelo Rio de Janeiro nesse universo do samba. A cidade me acolheu", admite Jorge Sápia.

Artista argentina se encantou pelo Rio de Janeiro

Integrante da companhia teatral "Intrépida Trupe", Maria Celeste Mendozi mora há sete anos no Rio de Janeiro. A atriz e acrobata aportou nas praias cariocas com outros integrantes do um grupo de teatro.

"O argentino quando chega no Brasil tem uma coisa de chegar no Rio de Janeiro e se apropriar porque ele se sente em casa", explica a artista.

A jovem apaixonou-se pela cidade, sobretudo pelo clima boêmio-artístico do bairro de Santa Teresa. Na capital fluminense, ela trabalhou como malabarista de sinal e participou da ocupação cultural de um casarão abandonado até conseguir ingressar na renomada companhia teatral-circense criada nos anos 1980.

Nômade por natureza, Maria Celeste Mendozi reflete, em seus últimos dias no Rio, se ainda vale a pena viver na sedutora e caótica Cidade Maravilhosa que a encantou, anos atrás.