Home Top Ad

Ary Coslov reflete sobre talento e vocação nas artes cênicas na série Atos da TV Brasil

Share:

FOTO: Divulgação: TV Brasil
Experiente ator e diretor, Ary Coslov é o décimo convidado da série Atos. Na entrevista inédita deste domingo (3), às 20h30, na TV Brasil, ele reflete sobre a diferença entre talento e vocação na arte de atuar. Entre outros assuntos, também questiona a glamourização excessiva de alguns atores na profissão.
 
Com dezenas de trabalhos em cena e nos bastidores da televisão, teatro e cinema, Ary Coslov mergulha no universo das artes cênicas durante a descontraída conversa com um grupo de estudantes de interpretação. O bate-papo é mediado pelo professor e diretor Antonio Gilberto, na Casa das Artes de Laranjeiras (CAL), parceria da emissora pública na realização do programa.
 
Seguido pela curiosidade e questionamentos dos alunos, ele dá uma verdadeira aula de interpretação e confessa que ainda se emociona ao dirigir os atores, seja nos palcos ou na televisão. Premiado como ator e diretor, Ary Coslov explora o processo de formação do artista ao responder perguntas e em breves jogos teatrais propostos no decorrer desse episódio de Atos.
 
Durante a entrevista ao programa da TV Brasil, o tarimbado profissional da dramaturgia recorda o tempo em que fazia teatro escondido do pai no início da carreira. Para descontrair, ainda conta histórias marcantes que vivenciou em sua trajetória artística, experiências que podem incentivar o pensamento crítico não só dos atores-alunos como também dos telespectadores.
 
Tributo a Sérgio Britto
 
Para completar, Ary Coslov propõe exercícios de improvisação, passa referências para o grupo e fala sobre a importância do saudoso amigo e dramaturgo Sérgio Britto como fonte de inspiração para ele e também para as novas gerações. 
 
Personalidade do teatro, ele escreveu, dirigiu e apresentou mais de 500 edições do programa "Arte com Sergio Britto", atração televisiva dedicada ao teatro e à arte de interpretar. O querido artista conduziu a produção por mais de uma década na antiga TVE do Rio e na TV Brasil até 2011 quando faleceu aos 88 anos.
 
Ao término da entrevista na série Atos, Ary Coslov é homenageado pelos estudantes de dramaturgia da CAL. Os atores iniciantes apresentam uma cena de "Traição", de Harold Pinter, peça que o convidado desta semana dirigiu e pela qual foi premiado na função.