Home Top Ad

Clássico "Casinha Pequenina", de Mazzaropi, é destaque no Cine Verão da TV Brasil

Share:


Considerado a obra-prima da filmografia do saudoso humorista Amácio Mazzaropi, o longa "Casinha Pequenina" (1963) é a atração da TV Brasil na faixa Cine Verão desta quarta (9), às 22h45. A comédia nacional traz um elenco de astros da dramaturgia e marca a estreia do galã Tarcísio Meira nas telonas do cinema.

Ao lado do filme "Jeca Tatu" (1959), "Casinha Pequenina" foi um dos maiores sucessos da obra do ator e diretor, contabilizando mais de oito milhões de pagantes cada. A trama tem o fim da escravidão como pano de fundo e mostra a luta contra os interesses dos senhores de engenho.

No tempo do Brasil colonial, um rico fazendeiro envolve seu humilde empregado em uma tramoia. O colono de bom coração e sua família entram numa farsa para o patrão se livrar de duas mulheres que o chantageiam por causa de um assassinato do passado. Apesar do plano, o filho do colono se encanta por uma das mulheres e desmente as acusações.

A homenagem da TV Brasil a Amacio Mazzaropi, que fez história na sétima arte nacional como ator e cineasta, vai até sexta (11), sempre às 22h4, na faixa Cine Verão. Na quinta (10), está programada a comédia "O Grande Xerife" (1972). Inspirado no personagem de Monteiro Lobato, o personagem "Jeca Tatu" é o protagonista do filme homônimo de 1959. No sábado (12), o público tem a oportunidade de conferir mais um longa do artista: "O Corintiano" (1967), às 16h, na sessão Cine Mazzaropi.

Sinopse da comédia "Casinha Pequenina"

Na época do Brasil colonial, o rico fazendeiro escravista Coronel Pedro (Roberto Duval) leva uma vida repleta de crimes e assassinatos. Apesar disso, sua mulher e filhos não conhecem sua longa ficha criminal.

Os problemas do proprietário de terras começam ao ser chantageado por Carlota (Marly Marley), mulher que testemunhou os capangas dele matarem outro homem. Carlota ameaça contar tudo para a polícia caso ele não providencie um bom casamento para a filha dela, Inês.

Para se livrar da testemunha, o fazendeiro envolve um casal de colonos, Chico (Amácio Mazzaropi) e Fifica (Geny Prado) num plano. Coronel Pedro apresenta o filho deles, Nestor (Tarcísio Meira) como um homem rico da região para Inês.

O jovem acaba se apaixonando pela moça. Mesmo assim, os pais do rapaz desconfiam bastante da nova namorada dele. É nesse ínterim que se estabelece um grande clima de conflito na família.

Trabalhador rural de bom coração, Chico é casado e pai de família. Esse é o típico personagem das obras de Amácio Mazzaropi. Se por um lado o protagonista tem uma veia cômica e gozadora, por outro sempre se esforça para proteger os mais humildes.

Essa perspectiva se estabelece na maioria dos filmes do ator e diretor: Jeca Tatu aparece como uma espécie de líder dos colonos enquanto o dono das fazendas é visto como um explorador dos mais humildes.

Geny Prado destaca-se no papel de Fifica em "Casinha Pequenina", uma das suas melhores atuações na carreira no cinema. Na trama, ela teve espaço para interpretar sua personagem com personalidade. A atriz fez 17 filmes com Mazzaropi, grande amigo e eterno parceiro de cena.