Home Top Ad

Festival lendário de 1976 é resgatado em documentário "Som, Sol & Surf Saquarema" do Canal Curta!

Share:

FOTO: Divulgação Curta!
O compositor e jornalista Nelson Motta, em meados dos anos 1970, tentou fazer uma versão brasileira de Woodstock, mas nem tudo saiu como o esperado. Trazendo a público pela primeira vez as imagens históricas daquele evento, o documentário “Som, Sol & Surf Saquarema” carrega o mesmo nome do lendário festival, realizado em 1976. na cidade da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Alguns imprevistos foram marcantes, como o temporal logo no primeiro dia, que derrubou o palco e o muro. Com isso, várias pessoas entraram e assistiram de graça aos shows de artistas como Rita Lee, Angela Rô Rô e Raul Seixas. O projeto levou Motta à falência, e a ideia de fazer um disco e um filme sobre o festival foi descartada. O documentário, com direção de Helio Pitanga, traz de volta esses dias de diversão com imagens captadas em 16 milímetros nunca vistas antes. O filme é uma produção da Bossapro Produções com exclusividade para o Curta!, com financiamento do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), da ANCINE. Estreia na Segunda da Música, 11, às 22h20.
Memórias da Infância na ditadura argentina e primeiro amor e são temas do filme semibiográfico de Benjamin Ávila

A ideia de realizar um filme veio à cabeça do diretor argentino Benjamin Ávila já na infância, quando, por causa da ditadura militar instaurada em seu país, teve que iniciar uma vida alternativa, junto da família militante. Assim nasceu Infância Clandestina, que tem roteiro coescrito pelo brasileiro Marcelo Müller. O longa, semibiográfico, conta a história de Juan, de 12 anos, que usa um nome falso fora de casa, assim como fazem seu pai, sua mãe e seu tio. O segredo da família, que usa as identidades falsas para lutar contra a ditadura, pode ficar ameaçado quando Juan, conhecido como Ernesto em sua escola, se apaixona por uma colega. Estreia na Quarta de Cinema, 13, às 21h25.