Home Top Ad

No Mundo da Bola apresenta série especial "Os Setentões" na TV Brasil

Share:

FOTO: Divulgação TV Brasil 
Mesa redonda dominical da TV Brasil no ar às 21h, o programa No Mundo da Bola lança este mês a série "Os Setentões". O quadro traz entrevistas especiais com ex-jogadores, técnicos e demais profissionais do futebol que têm muita experiência e história contar. O bate-papo é conduzido pelo apresentador Sergio Du Bocage.
Ao vivo, no estúdio da atração esportiva, no Rio de Janeiro, o tradicional debate recebe esta semana o ex-jogador Roberto Dinamite, craque do Vasco da Gama, e o jornalista Felippe Cardoso. Eles analisam os principais assuntos do futebol ao lado do comentarista titular do No Mundo da Bola, o experiente Marcio Guedes.
A série "Os Setentões" começa com o ex-treinador Carlos Alberto Parreira, campeão mundial com a seleção brasileira nas Copas de 1970 como preparador físico e 1994 como técnico. Com 11 Mundiais no currículo, ele é recordista em participações em Copas do Mundo como técnico de diferentes seleções.
As entrevistas ficam disponíveis no site do No Mundo da Bola na página da TV Brasil (http://tvbrasil.ebc.com.br/no-mundo-da-bola). Também serão veiculadas no programa Stadium, da TV Brasil, e na programação da Rádio Nacional.
Na descontraída conversa, o ex-técnico Carlos Alberto Parreira aborda temas como a sua trajetória no esporte, a evolução técnica e tática do futebol e a seleção brasileira.
Logo de início, Parreira se diz realizado. "Não falta nada. Aquele sonho de menino, de um dia trabalhar com futebol, quem sabe chegar à seleção brasileira, ser preparador físico, ele foi plenamente realizado. Agora que estou aposentado, vejo o futebol com alegria e satisfação", afirma para a produção da emissora pública.
Trajetórias, conquistas e análises
Às vésperas de comemorar 76 anos, em 27 de fevereiro, Parreira fala sobre o início da trajetória profissional como preparador físico, lembra dos tempos como técnico do Fluminense e recorda os momentos vividos do chamado "mundo árabe".
Carlos Alberto Parreira explica como se tornou técnico e comenta os títulos que obteve como treinador do Fluminense, seu time de coração, no Campeonato Carioca de 1975 e no Brasileirão de 1984. Também destaca a conquista da Série C com o clube em 1999.
Os títulos da Copa do Brasil e do Torneio Rio-São Paulo com o Corinthians em 2002 também são assuntos do ex-técnico que também rememora a campanha no Bragantino no Campeonato Brasileiro de 1991 quando foi derrotado pelo São Paulo de Telê Santana.
A aposentadoria é outro assunto da entrevista com o jornalista Sergio Du Bocage. Formado em Educação Física, Carlos Alberto Parreira conta como se sente agora fora do ambiente de futebol na sua rotina.
Ele comenta a experiência como observador da Fifa, analisa a evolução técnica e tática do futebol, aborda a mudança do esporte a partir da Copa do Mundo de 1966 e debate o uso da tecnologia no esporte.
Parreira também reflete sobre a realização da Copa do Mundo em mais de um país-sede, mas não soube dizer quem é o país do futebol no momento. É uma pergunta que não tem resposta.
A trajetória profissional na seleção a partir da Copa do Mundo de 1970 ganha destaca na conversa. Parreira explica a preparação de Pelé e de Carlos Alberto Torres para aquele Mundial. Recorda a conquista da Copa de 1994, a derrota em 2006 e a goleada de 7 a 1 para a Alemanha.
O ex-técnico revela como foi a convocação do craque Romário para a Copa do Mundo de 1994. Por fim, analisa o desempenho de Neymar e dá uma dica para o atual treinador da amarelinha, Tite, ser campeão em 2022 no Catar.