Home Top Ad

Segunda temporada de 'Drag Me As A Queen' estreia no E! na próxima segunda-feira

Share:

Divulgação NBCUniversal
Brilho, maquiagens, altas performances e muito glamour… O que está por trás desse universo mágico? A segunda temporada de Drag Me As A Queen, uma co-produção da NBCUniversal International e Movioca com exibição no canal E! Entertainment, intensifica a relação de troca das drags Ikaro Kadoshi, Penelopy Jean e Rita von Hunty com mulheres que estão em busca de autoconhecimento e autoaceitação.

Com estreia marcada para 18 de março, às 22h, a série traz 13 novas histórias de autoaceitação e autoconhecimento através das etapas sagradas do universo Drag - figurino, maquiagem, cabelo e performance – onde as integrantes vão reviver momentos de suas jornadas, deixar para trás o que já não é mais útil e, finalmente, abrir espaço e direcionar os holofotes para sua diva interior.

As drag queens apresentadoras vão injetar boas doses de autoestima e confiança para reforçar que todas as mulheres podem - e devem - ser o que quiserem. A segunda temporada da série mostra um pouco mais da história das participantes e se aprofunda na arte do universo Drag como instrumento mágico para revelar essas divas.

"O grande sucesso da série está baseado na conexão de nossas artistas drags com a história das participantes. Outra grande novidade do formato é que aumentamos mais a apresentação das divas no final do programa trazendo esse momento de alegria e transformação junto aos seus familiares e amigos convidados" comentou Marcello Coltro, Vice-presidente Sênior da NBCUniversal Networks e responsável pela programação e produções originais do E! no Brasil e demais países da América Latina..

E o público vai se surpreender ainda mais com o programa! Os cenários glamourosos serão palco de histórias emocionantes de mulheres que são estimuladas a refletir para se sentirem bem com os seus próprios corpos e suas trajetórias de vida que, em alguns episódios, trazem histórias tocantes de perda, insegurança, sobrevivência ao machismo e até a recuperação dos traumas de um relacionamento abusivo.

A transformação não acontece somente com as participantes - as drags, que guiam todo o processo - também garantem que não são mais as mesmas depois dessas experiências enriquecedoras. O reality divertido e alegre compartilha informações relevantes e é focado nas mulheres que, a cada episódio, vão se empoderar e descobrir a diva que existe dentro delas.

"O E! está sempre ligado nas tendências que fazem parte do universo de entretenimento e Cultura Pop e, por isso, está lançando formatos inovadores que refletem a diversidade da sociedade atual e as mais variadas tribos. Drag Me As A Queen foi um sucesso absoluto, o público pode esperar boas surpresas na segunda temporada que também será lançada na América Latina depois de grande sucesso de audiência em países como Argentina, México e Colômbia", agregou Coltro.

E a temática inclusão não acontece somente na frente das câmeras, já que 75% da equipe de produção do reality é composta por mulheres - especialmente os cargos de direção. Essa iniciativa faz parte dos valores do canal E!, que cada vez mais tem apostado em conteúdos brasileiros, lançando, até o final de 2019, novas produções de entretenimento que trazem assuntos que estão em alta - como empoderamento feminino, inclusão e diversidade.