Home Top Ad

GNT traz 'Parada do Orgulho LGBTQIA+' ao vivo para a TV, pela primeira vez

Share:

Divulgação Istock 
A “23ª Parada do Orgulho LGBTQIA+ SP”, a maior do mundo, que acontece no próximo domingo (23), em São Paulo, será transmitida pela primeira vez na TV, ao vivo, pelo GNT. O evento, que no início levava a sigla LGBT, ganhou aderência de outros grupos ao longo dos anos e se tornou o marco da celebração internacional do Orgulho LGBTQIA+. Este ano, o tema é “50 anos de Stonewall”, em homenagem a Revolta de Stonewall, que deu origem às manifestações e lutas por direitos LGBT no mundo. A partir das 14h, Caio Braz entra ao vivo no YouTube do GNT, direto de um estúdio montado em um prédio na Avenida Paulista, recebendo personalidades importantes do movimento, influenciadores. João Vicente, Fernanda Paes Leme e Gaby Amarantos integram o time de apresentadores e reforçam que a luta pela diversidade deve ser de todos e amplificada ao máximo. Às 16h, simultaneamente com o YouTube, a TV passa também a transmitir o evento ao vivo. O canal convida a participação de todos na transmissão através da hashtag #ParadaAoVivoNoGNT. 

“O GNT acompanha as transformações do nosso tempo e é empático aos movimentos pela diversidade, com a comunidade LGBTQIA+ e com todos que lutam pela construção de uma sociedade livre de preconceitos e discriminação. Ao longo de todos esses anos sempre buscamos dar voz a todos, promovendo programas e documentários que trazem a diversidade na sua essência. Nos últimos anos ampliamos ainda mais o nosso espaço também através das plataformas digitais. Em um ano comemorativo do evento no mundo inteiro, o GNT amplia esse diálogo através dos vários canais de interação com nosso público”, explica Fabiana Gabriel, Gerente de Marketing e Digital dos canais GNT, VIVA e Mais Globosat.

Divulgação Istock

Divulgação Istock

A Parada acontece no mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+”, comemorado em 28 de junho. Durante todo o mês, o GNT vem exibindo pílulas sobre o tema na programação da TV e em suas redes sociais. “A cada 20 horas morre um LGBTQIA+ no Brasil. A cada 20 horas exibimos pílulas na programação propondo um minuto de silêncio para refletir, respeitar e repensar”, comenta Stephanie Purwin, Gerente de Programação dos canais GNT, VIVA e Mais Globosat.

No dia 26, a partir de 0h15, o GNT exibe pela primeira vez o documentário nacional “De Gravata e Unha Vermelha”, dirigido por Miriam Chnaiderman, que dá voz a transexuais, transgêneros, adeptos do crossdressing e entusiastas que debatem sobre a construção individual do próprio corpo. O estilista Dudu Bertholini mostra as infinitas possibilidades de existência. O filme explora o gênero, a sexualidade e as roupas através de depoimentos de Rogéria, Ney Matogrosso, Laerte, Bayard, Letícia Lanz, Johnny Luxo, Walério Araújo e muitos outros. O documentário pode também ser visto no GNT Play e nos serviços sob demanda das operadoras.


Cobertura nas redes sociais