Home Top Ad

TV Brasil estreia série "Poetas e Prosadores Pernambucanos" neste domingo

Share:

Divulgação TV Brasil
Liêdo Maranhão, Raimundo Carrero, Lourdes Sarmento, Ronaldo Correia de Brito, Marcus Accioly e Luzilá Gonçalves Ferreira. Seis escritores falam sobre o processo criativo e suas percepções em torno de temas que pautam suas obras na série “Poetas e Prosadores Pernambucanos”, que estreia na TV Brasil neste domingo (07), às 20h30.

Para cada autor pernambucano ou radicado no estado de Pernambuco, um documentário de 26 minutos vai mergulhar no universo encantador e envolvente da literatura. A série traz, a cada domingo, filmes realizados por produtores independentes através de uma iniciativa da TV Universitária de Pernambuco.

Foram percorridas sete cidades (Recife, Olinda, Paulista, Aliança, Cabo, Taquaritinga do Norte, Garanhuns e Salgueiro) na companhia dos escritores. Entre as locações escolhidas para a gravação das cenas, estão as casas dos autores, o Mercado de São José, o Poço da Panela, o Rio Capibaribe, Calhetas, além de ambientes rurais e urbanos das cidades do interior.

Em alguns momentos, os escritores leem ou recitam trechos de suas obras. Em outros, seus textos são interpretados pelos atores Adriano Cabral, Arílson Lopes, Marília Mendes, Renata Phaelante e Valdir Oliveira.

Literatura ganha visibilidade na figura do autor

Sob a direção de Valdir Oliveira, a série “Poetas e Prosadores Pernambucanos” dá visibilidade à arte literária não apenas entre os leitores, mas também entre os telespectadores. Para isso os filmes trazem a expressão do pensamento dos próprios autores retratados em torno dos aspectos que contextualizam suas obras.

O documentário “Liêdo do Povo” foi o escolhido para estrear a série neste domingo (07), evidenciando a sabedoria, o despudor e o riso solto de Liêdo Maranhão. Escritor, pesquisador, escultor, cineasta e fotógrafo, ele nasceu em Recife, em 1925, e faleceu em Olinda, em 2014. Durante as filmagens, Liêdo percorreu diversos pontos de Olinda e principalmente do bairro de São José, no centro de Recife. No filme, declama até poema em francês, lembrando do tempo em que morou em Paris.

No dia 14, o documentário a ser exibido é “Mundo Raimundo”, com o premiado romancista e contista Raimundo Carrero. A primeira locação é a casa do escritor. Depois a equipe circulou pela União Brasileira de Escritores, em Casa Forte, pelo centro do Recife, e viajou até Salgueiro, onde nasceu Carrero em 1947. Lá ele revisitou a feira e as pessoas com quem conviveu e em quem se inspirou para construir seus personagens.

O terceiro episódio da série traz, no dia 21, o filme “Jornada de Sarmento”, sobre a poetisa e também jornalista Lourdes Sarmento. Nascida em Recife em 1944, Lourdes revela-se no documentário como autora que registra o cotidiano em forma de versos, mas não apenas sobre o que lhe é externo. Um de seus cenários prediletos está dentro de si mesma, fazendo-a buscar nos sentimentos a razão da sua poesia.

No dia 28, será exibido “Bandeira de Ronaldo”, filme sobre o escritor Ronaldo Correia de Brito. Nascido, em 1951, no Ceará e radicado em Recife, Ronaldo esteve com equipe de filmagem em locações que dialogam com a sua produção literária. O Recife e Taquaritinga do Norte estão presentes no documentário, da mesma forma que o cotidiano desses lugares também se faz presente na sua obra.

Já o filme “Castelo de Accioly” vai ao ar no dia 4 de agosto, com gravações em Olinda, Paulista e Aliança, cidade natal de Marcus Accioly (1943). No documentário, o escritor fala da inspiração, da forma como cria seus versos e da sua relação com os animais – entre eles o cão Alfa, que o acompanhou durante grande parte da vida e do qual não esquece.

“A Luz de uma Mulher” encerra a série no dia 11 de agosto, resgatando a história de Luzilá Gonçalves Ferreira. A escritora, nascida na cidade de Garanhuns em 1936, reside no Recife desde a sua adolescência. Ela dedica grande parte de sua vida a pesquisar o universo literário feminino.