Home Top Ad

Bossacucanova toca versões de sucessos da MPB no Todas as Bossas da TV Brasil

Share:

Divulgação TV Brasil
O programa Todas as Bossas apresenta um show inédito do grupo Bossacucanova nesta sexta (15), às 22h30, na TV Brasil. Com a participação especial de Cris Delanno, a banda traz versões de hits que marcaram a história da MPB em um espetáculo exclusivo.

A performance, que combina samba, maracatu, rock, funk e soul, transforma o palco do Espaço Cultural BNDES em um caldeirão de ritmos bem brasileiros. O conjunto mostra seu talento ao executar, com novos arranjos, obras imortalizadas por ícones como Dorival Caymmi, Tom Jobim e Chico Buarque. O show está disponível no aplicativo EBC Play.

No repertório, o grupo resgata sucessos da música nacional como "Samba da minha terra" (Dorival Caymmi), "Águas de março" e "Wave" (Tom Jobim), "Essa moça tá diferente" (Chico Buarque), "Água de beber" (Tom Jobim e Vinicius de Moraes), "Garota de Ipanema" (Tom Jobim e Vinicius de Moraes) e "Tarde em Itapoã" (Toquinho e Vinicius de Moraes) entre outros.

Conhecido por revisitar clássicos da cena musical brasileira com extrema competência, o Bossacucanova é um trio formado em 1997 pelo DJ Marcelinho da Lua, o baixista Márcio Menescal e o tecladista Alexandre Moreira.

Nos intervalos de trabalho no estúdio de Roberto Menescal, os três jovens passavam o tempo "envenenando" a bossa nova e os afro-sambas. Assim surgiu o conjunto carioca que mescla ritmos em uma miscelânia bem-sucedida com roupagem moderna a procura de inovação.

Há mais de 20 anos na estrada com a banda neste formato, eles procuram estabelecer-se não só como produtores, mas também como autores e músicos. A proposta do Bossacucanova é acrescentar um toque contemporâneo à tradicional sonoridade do samba e da bossa nova.

Em cerca de uma hora, o Bossacucanova agita o público ao revisitar sucessos da MPB. No palco, a trupe reúne Marcio Menescal (baixo), Marcelinho da Lua (toca-disco e efeitos), Alex Moreira (teclado), Flavio Mendes (guitarra), Alexandre Caldi (sax e flauta), Dado Brother (percussão) e Cris Delanno (voz e flauta).