Home Top Ad

Carimbó paraense é celebrado na série Visceral Brasil

Share:

Divulgação TV Brasil
Desde meados do século XIX, para celebrar São Benedito, a população de Santarém Novo no Pará prepara uma festa anual de Carimbó com duração de 11 dias. O evento é conduzido pelo lendário conjunto Os Quentes da Madrugada, homenageado do último episódio inédito da série Visceral Brasil - As Veias Abertas da Música, que vai ao ar na TV Brasil à meia-noite desta sexta (8) para sábado (9).

Como em diversas localidades paraenses, o Carimbó de Santarém Novo se mantém vivo através dos mestres, das novas gerações e da força da comunidade. Dança, música, culinária, artesanato e procedimentos rituais compõem um precioso patrimônio cultural preservado pela oralidade.

Liderado por mestres como Dico Boi, Ticó e Zé Pitanga, o grupo Os Quentes da Madrugada é reconhecido nacionalmente como um dos mais tradicionais e autênticos do Carimbó do Pará. Além disso, o conjunto se destaca pela excelência artística de seu repertório e a precisão de seus músicos e cantores.

Formado exclusivamente por lavradores, pescadores e tiradores de caranguejo da própria comunidade, o grupo utiliza somente instrumentos de percussão produzidos artesanalmente pelos mestres locais, tais como os grandes curimbós escavados em tronco de árvore e encuirados com couro de animais, o rufo (espécie de pequeno tambor de marcação), maracás feitos de cuieiras, o reque-reque feito de bambu, entre outros.

Entre as premiações com as quais Os Quentes da Madrugada já foram agraciados estão o Prêmio Culturas Populares - Edição Mestra Dona Isabel (MinC); o Prêmio Culturas Populares Mestre Verequete (Secult/PA); e o Prêmio Circulação de Música Popular - Funarte (MinC).