Home Top Ad

Mais uma morte em 'Éramos Seis'

Share:

Divulgação Globo/ Guilherme Azevedo
Ao se candidatar para lutar durante a Revolução Constitucionalista de 1932, Alfredo (Nicolas Prattes) acreditou que vingaria a morte do irmão, Carlos (Danilo Mesquita), e conquistaria mais direitos para a população. Mas as coisas não saem como planejou. A guerra é mais cruel do que imagina.
Primeiro, ele descobre que Osório (Nicola Siri), uma pessoa nada confiável, é um dos homens do pelotão de Lúcio (Jhona Burjack). Depois, Alfredo precisa salvar Tião (Izac Dahora) quando ele é atacado e fica indeciso se atira ou não no soldado inimigo. Numa próxima batalha, Tião tem a chance de retribuir o que o amigo fez por ele, mas é ferido. Alfredo leva Tião sozinho para o hospital de campanha, onde é recebido por Inês (Carol Macedo) e pelo médico. O amigo não resiste e Alfredo fica desolado.
Alfredo não consegue entender como ele e Osório podem estar lutando pela mesma causa. Ele não confia no Osório, percebe que tem algo errado com a sua presença ali. Além disso, começa a questionar sua devoção à guerra quando percebe que lutam contra jovens como eles. Em meio a tanta confusão, Alfredo é consolado por Inês.
As cenas vão ao ar a partir de sábado, 29 de fevereiro. ‘Éramos Seis’ é escrita por Angela Chaves, baseada na novela original escrita por Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho, livremente inspirada no livro de Maria José Dupré. A direção artística é de Carlos Araújo e a obra conta ainda no elenco com Giullia Buscacio, Ricardo Pereira, Simone Spoladore, Werner Schünemann, Mayana Neiva, Camilla Amado, Denise Weimberg, Virgínia Rosa, entre outros.