Home Top Ad

Sambista Nelson Sargento ganha homenagem no Recordar é TV deste sábado na TV Brasil

Share:

Divulgação TV Brasil
Para terminar a semana de Carnaval em grande estilo, a TV Brasil celebra a vida e a obra do experiente sambista Nelson Sargento no Recordar é TV ao resgatar neste sábado (29), às 20h, participação do veterano, hoje com 95 anos, no programa "Gema Brasil", ainda na antiga TVE Educativa do Rio de Janeiro, em 2002.

A homenagem ao bamba identificado com a escola de samba Mangueira promove a folia em alto astral na telinha da emissora pública a partir do conteúdo de arquivo preservado no acervo da emissora pública. Nelson Sargento compartilha sua sabedoria no papo com o saudoso ator e chef de cozinha Rodolfo Bottino

Receitas práticas combinadas com um papo agradável eram os principais ingredientes da produção da TVE/RJ. A homenagem festeja a longevidade de Nelson Sargento, que nasceu em 25 de julho de 1924. Além do sambista, o canal ainda exibe deliciosa conversa com a querida Leny Andrade.

Nessas edições do programa Gema Brasil exibidas pela TV Educativa do Rio de Janeiro no início dos anos 2000, os artistas dão um show de simpatia, enquanto falam da vida pessoal e profissional, além de saborearem os quitutes junto com o saudoso Rodolfo Bottino.

Memórias de Nelson Sargento

Entre uma boa história e outra, Nelson Sargento canta e toca sucessos como "Agoniza mas não morre", "Ciúme doentio" e "Fé em Deus". Também traz outras obras históricas como o samba-enredo "Vale de São Francisco", composto em 1948 por Carlos Cachaça e Cartola para a Mangueira, sua escola de samba do coração.

Criado nos morros do Rio de Janeiro, histórias não faltam para o cantor e compositor Nelson Sargento, então com 77 anos, durante a conversa gravada em 2002. Mestre da música popular, o samba é a especialidade desse talento que sabe como ninguém retratar a vida de seu povo.

Junto com o filho, o bamba participou do programa conduzido por Rodolfo Bottino. Dentre as situações lembradas pelo artista, está sua época de pintor. Nelson Sargento mostra alguns dos quadros com imagens feitas por ele.

O sambista conta que gravou o primeiro disco com 50 anos e revive um pouco de sua história. Nelson Sargento destaca a importância de um bom produtor. O artista destaca a música que mais marcou a sua vida: "Agoniza mas não morre".