Home Top Ad

No próximo episódio inédito de A Culpa é da Carlota, Dadá Coelho conta quem seria Frida Kahlo nos dias de hoje

Share:

Divulgação Comedy Central
Na próxima segunda, Cris Wersom, Arianna Nutt, Bruna Louise, Carol Zoccoli e Dadá Coelho estão de volta para mais um episódio inédito de A Culpa é da Carlota. Programa vai ao ar 30 de março, às 22h, no Comedy Central.

A hashtag da semana é #ORGULHODESERTURISTA convida as meninas a falarem um pouco mais sobre seus estados. Alguém aí já ouviu falar em gogómaps? Dadá Coelho explica.

Em um momento superesotérico, com direito a look temático, Bruna conta que prefere boy do "signo carteira assinado, com ascendente em tenho 30 e não moro mais com os meus pais e lua em não vai encher a p* do meu saco". E Arianna revela o porquê de escorpianos serem tão vingativos. "Eles foram feitos no Carnaval, sem amor. Na bebedeira pesada. É o signo de quem não tem pai no RG". Errada não tá!

POR TRÁS DE TODO HOMEM tem sempre uma mulher. Quem nunca ouviu essa frase? As meninas então contam como são com seus parceiros. Carol diz que é copilota. "Segurança no carro é muito importante. Ainda mais agora que a minha cadeirinha não é mais obrigatória". E Dadá dá aula de como responder comentários indigestos sobre o assunto.

No quadro FICA, CASA OU DÁ PERDIDO, eletropop, Bela Gil, Agostinho Carrara, Marília Mendonça foram descartados por elas. E as justificativas são as mais malucas plausíveis possíveis. Como sempre.

Em AMOR DO FUTURO, quando comentam as modernidades que tem que encarar nos relacionamentos chegam a conclusão unânime: todas preferem romances à moda antiga.

No TROTE NO EX da semana, Dadá inova e liga para uma Ex do seu atual. Maturidade? Mas ela não atende e ganha um belo recado na secretária eletrônica. Sorte a dela.

Em QUEIMANDO O SUTIÃ, Carol lê frases de revistas antigas (indignação define) e atualiza todas elas da maneira mais delicada e educada possível. Ninguém poderia esperar menos dela. E ainda nessa vibe de empoderamento feminino, Dadá relembra Frida Kahlo, "ela inventou a selfie e hoje ela seria blogueirinha".

Sem mais.