Home Top Ad

A sorte de Elisa começa a mudar em 'Totalmente Demais'

Share:

Divulgação Globo/Renato Rocha Miranda
Trocar Campo Claro pelo Rio de Janeiro, em busca de paz, não parece ter sido uma boa escolha para Eliza (Marina Ruy Barbosa). Se na cidade natal, seu tormento era o padrasto, Dino (Paulo Rocha), na Cidade Maravilhosa, ela já foi roubada, e só com a ajuda de Jonathas (Felipe Simas) consegue escapar da mal-intencionada investida de Jacaré (Sérgio Malheiros) e Braço (Dhonata Augusto). Mas a chegada de seu anjo da guarda é o sinal de que os dias melhores finalmente começam a chegar. Sem muita opção, Eliza baixa a guarda e dá ouvidos ao rapaz. E é assim que nasce a história de amor deles.

Eliza vai morar com Jonatas no cinema abandonado e ele a ensina como trabalhar nas ruas. Ela aceita a sugestão dele para vender flores em bares e restaurantes do centro da cidade, mas antes os dois buscam roupas que estão destinadas a doação. À noite, próximo ao local onde estão, acontece o grande evento de lançamento do Concurso Garota Totalmente Demais. Eliza fica surpresa quando reconhece, no tapete vermelho, Arthur (Fábio Assunção), o “príncipe” que conheceu ainda em Campo Claro. Ela tenta falar com ele, mas é impedida pelos seguranças.

Naquela noite, consegue vender um buquê inteiro para Florisval (Aílton Graça), que compra para dar de presente a Maristela (Aline Fanju). Empolgada com o dinheiro que ganhou, Eliza celebra a boa sorte com o novo amigo antes de dormir. E a noite termina com o primeiro beijo entre ela e Jonatas.

ENTREVISTA MARINA RUY BARBOSA

1) Qual foi a sua reação ao ver que a novela voltaria à grade no cenário atual? Como será reviver aqueles momentos?
Foi uma bela surpresa. Nesse momento tão estranho e triste, ‘Totalmente Demais’ ser escolhida para entrar no ar me alegrou muito.

2) O que significou ‘Totalmente Demais’ em sua carreira? Como a encaixa em seu hall de bons trabalhos?
Ah, Totalmente Demais foi uma virada na minha vida profissional e pessoal. Acho que eu cresci muito como atriz com a oportunidade que a equipe me deu de contar essa história e amadureci muito como menina-mulher. Foi uma novela realmente especial, fiz grandes amigos para a vida toda.

3) Fale um pouco sobre o perfil do seu personagem e com quem se envolvia.
A Eliza é uma menina muito forte, começa a história sofrendo um assédio do padrasto. Tema infelizmente sempre atual! Mas a trama fala de sonho, de amor, de conquistas, é uma obra que aborda tudo isso de forma construtiva e leve. Contracenei muito com a Juliana Paes, Fabinho e Felipe! E fomos muito parceiros durante toda a novela, companheiros mesmo. Acho que para uma novela dar certo tem que ter esse espírito coletivo de generosidade.

4) Tem alguma lembrança marcante/divertida daquela época?
Ah, toda a novela foi bem especial. Mas acho que esse início quando a Eliza foge de casa e vai para as ruas foi o mais marcante para mim. Fiz laboratório com o Felipe Simas nas ruas do Centro do Rio, antes da gente começar as gravações, e a nossa missão/meta era não sermos reconhecidos por ninguém.

5) O que o público pode esperar ao rever essa história?
Pode esperar muito sonho, amor, esperança... E dessa vez vamos ver todos juntos! Melhor ainda, né?

6) Em tempos de quarentena como tem sido a sua rotina? Você tem planos para depois?
Tenho ficado com a família e aproveitado para colocar em dia coisas que tinha deixado para depois.