Home Top Ad

Canal Cinemax exibe Desafio e Motivação, novo episódio da série Missões de Vida

Share:

Divulgação HBO
Rodrigo Mendes, fundador do Instituto Rodrigo Mendes (IRM) e Ivanise Esperidião, fundadora da ONG Mães da Sé , ambos na cidade de São Paulo, SP, são exemplos de como a dor pode ser transformada em esperança e vida. Segunda-feira, 4 de maio, às 18h55, no episódio Desafio e Motivação,  da série Missões de Vida, são apresentadas as histórias de Rodrigo, que ficou tetraplégico aos 18 anos, e Ivanise,  há mais de 20 anos em busca de uma filha desaparecida , que criaram projetos sociais para ajudar a melhorar o destino de muita gente. 

No ar, em 10 programas, com episódios inéditos exibidos no canal Cinemax, às segundas-feiras, às 18h55 e na HBO GO, Missões de Vida é resultado de uma parceria entre a HBO, a GRIFA FILMES e a NÓS.  Criada por Ana Cláudia Streva e Bruno Modolo, que assina o roteiro ao lado de Selma Perez e Paulo Mattos, a série é produzida por Roberto Rios, Eduardo Zaca, Patricia Carvalho e Rafaella Giannini da HBO Latin America Originals, e por Fernando Dias e Mauricio Dias, da GRIFA FILMES, e Ana Cláudia Streva, da NÓS. A direção é de Mauro Martins, Hélcio Alemão Nagamine e Carlos Baliú, com direção geral de Mara Mourão (dos premiados longas Doutores da Alegria e Quem Se Importa). 

Desafio e Motivação- Ivanise Esperidião e Rodrigo Mendes

Canal Cinemax: Segunda-feira, 4 de maio, às 18h55- NOVO EPISÓDIO- 6

Desde 1996, Ivanise Esperidião reúne- se com outras mães que perderam seus filhos nas escadarias da Catedral da Sé, no centro da cidade de São Paulo e, muitas, felizmente, conseguiram encontrá-los. No programa, Ivanise conta que, desde 1995, quando sua filha Fabiana, de 13 anos, sumiu, ela dedica sua vida a ajudar pessoas a reencontrarem entes perdidos.

Por um longo período, Ivanise procurou notícias da filha em hospitais, no Instituto Médico Legal (IML) e em delegacias. Quando sua saúde começou a ser prejudicada, ela teve de encontrar um novo rumo para as buscas. Depois de conceder uma entrevista para um jornal, passou a receber telefonemas de outras mulheres com histórias semelhantes e decidiu fundar a ONG Mães da Sé.  Ivanise, ainda com esperanças de rever a filha, afirma: “Quando você enterra alguém, você vive um luto real, mas quando desaparece é muito pior, porque você vive a incerteza”.

Rodrigo Mendes dedica sua vida para garantir que pessoas com deficiência tenham acesso à educação de qualidade.  Por meio do instituto que leva o seu nome, atua na formação de educadores e na preparação de escolas públicas e particulares que recebem crianças portadoras de necessidades especiais.  

Em 1994, Rodrigo fundou a ONG Instituto Rodrigo Mendes (IRM) , na cidade de São Paulo, anos depois de ter ficado tetraplégico, aos 18 anos, durante um assalto quando foi baleado na nuca. No programa, ele conta como teve de encontrar novos objetivos e se reinventar após a deficiência. A formação em Administração de Empresas, com mestrado em Gestão da Diversidade Humana, na Fundação Getúlio Vargas-FGV, aconteceu depois da tetraplegia, assim como o hobby de pintar.