Home Top Ad

Cinemax exibe Sopro de Esperança, novo episódio da série Missões de Vida

Share:

Divulgação HBO
Sopro de Esperança, título do episódio da série documental Missões de Vida a ser exibido na segunda-feira, 20 de abril, às 18h55, no canal Cinemax, retrata o trabalho inspirador realizado por duas profissionais da saúde, em São Paulo e Belo Horizonte. Irotilde Gonçalves, assistente social do Hospital Municipal Arthur de Saboya (SP) e Dra.Irene Adams, imunologista e fundadora da ONG Clinica Ammor (MG) atuam em prol de vítimas que querem superar traumas de violências e, principalmente, buscam apoio para reconstruírem suas vidas de forma digna.

No ar, em 10 programas, com episódios inéditos exibidos no canal Cinemax, às segundas-feiras, às 18h55,  reprises no HBO Family, no HBO Signature (www.hbobrasil.com) e na HBO GO, Missões de Vida é resultado de uma parceria entre a HBO, a GRIFA FILMES e a NÓS.  Criada por Ana Cláudia Streva e Bruno Modolo, que assina o roteiro ao lado de Selma Perez e Paulo Mattos, a série é produzida por Roberto Rios, Eduardo Zaca, Patricia Carvalho e Rafaella Giannini da HBO Latin America Originals, e por Fernando Dias e Mauricio Dias, da GRIFA FILMES, e Ana Cláudia Streva, da NÓS. A direção é de Mauro Martins, Hélcio Alemão Nagamine e Carlos Baliú, com direção geral de Mara Mourão (dos premiados longas Doutores da Alegria e Quem Se Importa).

Sopro de Vida - Iroltilde Gonçalves e Dra. Irene Adams
Canal Cinemax: Segunda-feira, dia 20 de abril, às 18h55-  NOVO EPISÓDIO- 4

Reapresentações:
Canal Cinemax: Segunda-feira, 27 de abril, às 18 horas
HBO Family: Quarta-feira, 22 de abril, 15h13, e Terça-feira, 28 de abril, 15h11
HBO Signature:  Quarta-feira, 27 de maio, 15h15

A assistente social Iroltilde Gonçalves, do Hospital Municipal Arthur de Saboya, de São Paulo, há 30 anos atende mulheres vítimas de agressão. Ela revolucionou o atendimento para as que engravidaram por conta de violência sexual e necessitaram de atendimento médico, psicológico e amparo para realizar o aborto legal. “Acolher as mulheres, sem preconceitos ou julgamentos e poder ajudá-las. Esse é papel do serviço social”, relata Iroltildes. “É muito gratificante receber notícias de mulheres que atendi e refizeram suas vidas”, comemora.

Em Belo Horizonte, a imunologista holandesa Dra Irene Adams, radicada no Brasil há mais de 40 anos, fundou, em 2006, a ONG Clínica Ammor inicialmente com o objetivo de oferecer a crianças e jovens desabrigados acompanhamento na redescoberta do amor próprio e na luta para construir um futuro melhor. Com tantas outras questões urgentes e graves, também passaram a ser atendidos adultos, de todos os gêneros, em grupos de risco, na prevenção à Aids. “Com quatro anos de idade resolvi ser médica. Queria chegar junto das pessoas e elas entenderem que tudo estaria bem!”, relembra Adams.  O episódio mostra o apoio que a ONG Clínica Ammor recebeu do estilista mineiro Ronaldo Fraga que criou de uma linha de produtos (lenço, camiseta e guarda-chuva) para arrecadar fundos para o projeto. “Minha admiração pela Dra.Irene vem desse trabalho dela que resignifica muito na vida dessas pessoas, que vivem à margem da sociedade. É uma médica que vai além. Ela tem uma relação de sacerdócio, paixão e entrega”, relata Fraga.

Conheça todos os protagonistas de  Missões de Vida: Maria dos Prazeres, parteira (Jaboatão dos Guararapes PE);  Ana Claudia Quintana Arantes, médica geriatra (São Paulo- SP); Marcia Dias, fundadora ONG Santa Fé (São Paulo- SP); Gianfranco Melillo, coordenador do Arsenal da Esperança (São Paulo-SP); Roberto da Silva, professor universitário, ex-interno da FEBEM, na década de 70, e que morou na rua (São Paulo-SP); Claudia Vidigal, fundadora da ONG Fazendo História (São Paulo-SP); Irotilde Gonçalves, assistente social do Hospital Municipal Arthur de Saboya (São Paulo-SP); Irene Adams, imunologista e fundadora da ONG Ammor (Belo Horizonte- MG); Suzana Pádua, fundadora do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE) (Nazaré Paulista-SP); Ernst Gosch, criador da Agricultura Sintrópica (Ilhéus—BA); Ivanise Esperidião, fundadora da ONG Mães da Sé (São Paulo-SP); Rodrigo Mendes, fundador do Instituto Rodrigo Mendes (São Paulo-SP); Cristina Harume, médica veterinária da Associação Mata Ciliar (Jundiai- SP); Mario Mantovani, ativista da Fundação S.O.S. Mata Atlântica (São Paulo- SP); Alessandra França, fundadora do Banco Pérola de microcrédito (São Paulo-SP); Ronaldo Monteiro, ex-detento que proporciona educação para egressos do sistema prisional  (Rio de Janeiro-RJ); Eva Alves, fundadora da Comunidade Esportiva  Glicério (São Paulo-SP); Luke Dowdney, fundador da ONG Luta pela Paz (Rio de Janeiro-RJ); Êda Luiz e Braz Nogueira  (São Paulo-SP), que transformaram escolas em pontos centrais para comunidades mais humanas e dignas.