Home Top Ad

Estudo analisa impacto do Covid-19 sobre consumidores

Share:


Com o aumento dos casos de Covid-19 no Brasil, empresas passaram a implementar home office, comércios não-essenciais foram fechados e muitas pessoas passaram a adotar o isolamento social. No início desse período de incertezas, a Turner encomendou um estudo da Kantar para entender os impactos que as medidas para a evitar a propagação do vírus teriam no comportamento das pessoas e em sua relação com marcas e consumo.

A pesquisa ouviu consumidores em 18 países, incluindo o Brasil. Os brasileiros estão entre os mais apreensivos com o atual cenário: 60% disseram que estão muito preocupados, perdendo somente para chineses (63%) e à frente dos turcos (53%, no terceiro lugar). Dos entrevistados no Brasil, 70% declararam que vão se reprogramar economicamente. A televisão é o meio preferido para buscar informações a respeito da crise. Os consumidores brasileiros também esperam das empresas exemplos de comportamento e que protejam seus funcionários. O brasileiro quer estar preparado e acredita que as empresas devem mostrar como podem ser úteis.

Sobre as expectativas em relação à comunicação das marcas, os consumidores mostraram diferentes percepções. “Se por um lado, as pessoas (80%) acham que as empresas não devem explorar a crise, por outro, 88% acreditam que elas devem informar o que fizeram a respeito da situação e como podem ser úteis no dia-a-dia (86%)”, analisa Daniel Spinelli, diretor de Data & Analytics da Turner no Brasil. “Nossa intepretação desta parte do estudo é que o brasileiro claramente vai ficar atento para saber ‘quem é quem’ na hora da crise. Não fazer nada ou não se posicionar agora, em especial para grandes empresas, pode ser bastante delicado, pelo que indica a pesquisa.”



Com comércios não-essenciais fechados, o consumo tende a cair e isso também tem impacto sobre os hábitos do público. “Obviamente, a tendência de compras em geral deve diminuir. E apesar de vários segmentos terem queda, uma parte das pessoas passa a considerar agora algumas categorias mais do que antes, como roupas e acessórios (70%) e eletrônicos (76%)”, afirma Spinelli.


A forma de consumir conteúdo também foi alterada: 60% afirmaram estar muito preocupados com a situação e 40% acreditam que estarem bem informados é fundamental neste período. Os meios considerados de maior credibilidade passaram a ser mais consumidos, com destaque para a TV.


O estudo global “Covid-19 e seus impactos no comportamento das pessoas” foi desenvolvido pela Kantar em 18 mercados, incluindo alguns dos principais focos da pandemia, como China, Itália, Espanha e Estados Unidos. Com uma amostra de 500 brasileiros de 18 anos ou mais, a entrevista foi conduzida em um painel online em março.