Home Top Ad

Canal Brasil exibe o documentário "They Will Have To Kill Us First"

Share:

Divulgação
No próximo sábado, dia 11/07, às 19h, o Canal Brasil exibe o documentário “They Will Have to Kill Us First”, da diretora norte-americana Johanna Schwartz. O filme conta a história de músicos do Mali, ex-colônia francesa na África, após a invasão jihadista no norte do país, em 2012, que proibiu as manifestações artísticas.

A diretora aborda os efeitos das guerras civis em países africanos, sobretudo a partir das investidas do Estado Islâmico, sob o ponto de vista cultural. O norte do Mali foi alvo de constantes batalhas entre forças oficiais do exército do país e radicais do grupo terrorista desde o início da década de 2010. Em 2012, quando os rebeldes assumiram o poder, instituíram uma forma das mais radicais de lidar com os costumes da população, que vai desde o código de costumes até a abolição das formas culturais. A documentarista conviveu anos com músicos que foram obrigados a buscar exílio depois de terem sua arte – e também seu emprego – considerados ilegais e passivos de punições assustadoras.

O documentário traz vários perfis de maleses afetados pelas novas leis. Há bandas de rock e pop que se apresentavam em bares locais e estavam prestes a assinar contratos com gravadoras para expor sua arte para o resto do mundo, cancioneiros populares e até pessoas que faziam casamentos e festas. Todos eles lembram a vida antes da chegada dos jihadistas, a liberdade para executar seu ofício sem medo de represálias e as brutais leis dos novos comandantes – que envolviam até cortar a mão de quem os desobedecesse. Alguns migraram para outras cidades do país, outros cruzaram a fronteira e buscaram exílio em Burkina Faso. Todos, no entanto, são unânimes ao afirmar a importância da música em suas vidas. “Eles terão que nos matar primeiro”, como diz o título do filme, demonstra o tamanho do buraco que as notas musicais deixaram em suas almas.

They Will Have To Kill Us First (2015) (105’)
ESTREIA
Direção: Johanna Schwartz
Classificação: 16 anos
Horário: sábado, dia 11/07, às 19h.
Alternativos: terça, dia 14/07, às 11h e quinta, dia 16/07, às 15h30.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.