Home Top Ad

Vinicius Wester fala da relação de MB com Lica e K1 em 'Malhação: Viva a Diferença'

Share:

Divulgação Globo/João Miguel Júnior
Bonito, rico e descolado, MB (Vinicius Wester) é mimado pelos pais, peca pelos excessos e tenta entender seu papel no mundo, vivendo com tantos privilégios, enquanto se joga de corpo e alma em experiências radicais. Em ‘Malhação: Viva a Diferença’, seu relacionamento com Lica (Manoela Aliperti) sempre foi cheio de altos e baixos, até que o namoro chegou ao fim.
Para Vinicius Wester, que interpreta o personagem, apesar de tudo, a relação dos dois é baseada em cumplicidade. “Ninguém conhecia o MB melhor do que a Lica. É uma relação de verdade, é sincera. A Lica é a pessoa que o MB ligaria de madrugada se tivesse com um problema e também a pessoa que ele ligaria depois de ganhar na loteria”, afirma o ator.
Agora, MB está passando por um momento de transição. Começou a se relacionar com K1 (Talita Younan), que é tão intensa quanto ele. É ao lado dela que MB vai descobrir um novo mundo, do qual nunca fez parte. “Pela primeira vez eu acho que o MB se joga de verdade em uma relação sem saber onde está pisando”, conta. 
Malhação: Viva a Diferença’ tem autoria de Cao Hamburger e direção artística de Paulo Silvestrini e vai ao ar logo após o ‘Vale a Pena Ver de Novo’. 
   
Entrevista com Vinicius Wester:
Qual é o sentimento que essa reprise te desperta?
É uma mistura de sentimentos. Acho que 'Malhação: Viva a Diferença' tem uma importância social muito grande, é um reflexo da juventude atual. Essa nostalgia me conduz aos dias de gravação, onde a gente foi muito feliz, aprendi muito com todo o processo e sinto muito orgulho de todo o nosso trabalho. Assisto sempre. Está na minha programação diária de quarentena. 
O que esse personagem representou na sua carreira?
O MB representa muito na minha carreira. Fazer novela é uma aventura, uma experiência única. Ser artista no Brasil é muito difícil, eu lembro que alguns meses antes de fazer o teste para ‘Malhação’ eu estava trabalhando nas Olimpíadas que aconteceram no Rio de Janeiro. Eu acordava todos os dias muito cedo, conversava com Deus e perguntava para ele quando chegaria a minha ''grande chance''. No dia do teste, saí com a sensação de que podia ter sido melhor, mas sabia que estava pronto para viver o MB. Todo o processo para mim foi importante, fui amadurecendo junto com a personagem, todos os dias que ia gravar ficava ansioso com a oportunidade de viver mais um momento da história desse personagem que mudou a minha vida.  
MB se destacou na trama e estará na série ‘As Five’. A que você atribui o sucesso do personagem?
O MB é humano, acho que por isso as pessoas se identificam, todo mundo conhece alguém parecido com ele. Hoje, olhando de fora, eu percebo que ele viveu muita coisa, ele era muito intenso, né? A relação dele com os amigos, com a família, na escola, com a bebida, com os bens, com a música, era sempre muito extrema. Ele se envolvia e se jogava de cabeça em todas as possibilidades que a vida podia oferecer. 
Como você avalia a relação do MB e da Lica?
Uma relação de cumplicidade. Ninguém conhecia o MB melhor do que a Lica. A história começa com o relacionamento deles em crise e em um determinado momento o MB diz para a Lica que a relação deles é muito maior do que qualquer coisa, e é isso. É uma relação de verdade, é sincera. A Lica é a pessoa que o MB ligaria de madrugada se tivesse com um problema e também a pessoa que ele ligaria depois de ganhar na loteria.
E ele com a K1?
Entrega. Pela primeira vez eu acho que o MB se joga de verdade em uma relação sem saber onde está pisando. A K1 (Talita Younan) chega do jeitinho dela e eu acho que aos poucos o MB vai ficando cada vez mais curioso para conhecer o universo dela, que para ele, é muito distante. Os dois são muito intensos. 
Como você avalia o momento atual do personagem na trama?
Penso que é um momento de transição. Ele acabou de conhecer a K1, conhece muito bem a Lica e acho que ele vem observando todas as mudanças pelas quais a sua melhor amiga tem passado. Desde quando a Lica conheceu as suas novas amigas, tudo começou a mudar muito rápido, ele tem tentado acompanhar o ritmo de tudo, porque isso também envolve ele. O relacionamento que ele tinha, a relação com seu melhor amigo, com a sua banda, os amigos na escola, os lugares que ele frequenta, tudo está diferente! 
Qual cena mais te marcou?
Com certeza foi a cena da sacada em que a Lica ajuda o MB. Toda aquela sequência foi muito especial, tive a oportunidade de enxergar um MB diferente, enfrentando todas as suas fraquezas. Quando ele dá de cara com todos aqueles problemas, percebe que todo mundo precisa de alguém e é na amizade que ele encontra força para buscar uma solução para tudo aquilo que ele vinha enfrentando. 
Tem alguma lembrança dos bastidores que tenha sido muito especial?
É até engraçado, porque a cada capítulo que passa, eu viajo no tempo e consigo voltar exatamente para o momento que gravamos cada uma das cenas. Os bastidores são marcantes porque é onde nós criamos as relações com as pessoas que a gente trabalha. Hoje, muitas dessas pessoas eu tenho a felicidade de poder chamar de amigos e eles têm sido a minha melhor companhia virtual nesse momento de quarentena. 
Como tem sido seus dias de quarentena? 
Um dia de cada vez. Já tive momentos incríveis e alguns bem difíceis também, mas tenho aprendido muito com tudo isso. Pela primeira vez criei uma rotina e tenho seguido, claro em alguns momentos a gente tem que adaptar para não enlouquecer, né? Tenho lido muito, assistido muitas séries e filmes, abraçado minha mãe, converso com meus irmãos. Fico horas sem fazer nada ao lado do meu pai, ouço música.
Inseriu alguma atividade na sua rotina?
Eu comecei a escrever, sempre gostei muito de fazer textos grandes para a internet, mas nunca coloquei ideias que eu tinha no papel, tem sido uma aventura gostosa.
Como está o momento atual de trabalho e os próximos passos na carreira?                                    
Comecei 2020 sorrindo com todas as novidades que estavam por vir. Minha estreia no cinema com dois filmes que eu adorei filmar, e estou na expectativa para a estreia de 'As Five', no Globoplay.  Agora estou em casa contando os dias pra tudo isso passar. Mas tenho tentado me adaptar, usando a era digital a meu favor e produzindo conteúdo para as redes sociais.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.