Home Top Ad

Canal Like - Destaques da programação de 16 a 22 de agosto

Share:

Divulgação
Entrevistas exclusivas, dicas imperdíveis e muito mais! A semana do Canal Like (530 da Claro) será movimentada e Maytê Piragibe, Hugo Bonemer e Anne Braune prepararam programas especiais sobre as principais novidades da TV por assinatura e do streaming.

O domingo começa com as dicas de Anne Braune, às 10h, no “Agenda Like”! No mesmo dia, às 15h, o Like homenageia um multiartista e relembra sua carreira com o especial “Memória Sérgio Ricardo”. No ano em que completa 10 anos, um espetáculo ganha filme homônimo e vai estrear nos drive-ins e, depois, no VOD. Já sabe qual é? Na segunda, dia 17, às 20h, Hugo Bonemer conversa com a atriz Mayara Constantino e com o diretor Rafael Gomes no “Entrevista Like em Casa: Música Para Morrer de Amor”. Terça, às 18h, tem o “Like e Claro Entrevistam: Desafio Sob Fogo”, com a participação dos cinco brasileiros da nova edição de Brasil e América Latina. Na quarta, à 0h, o Like exibe um papo especial de Anne Braune com os atores Augusto Madeira e Vinícius de Oliveira, que estão no elenco série “Um Dia Qualquer”. 

AGENDA LIKE

Quer curtir o melhor da semana? O domingo começa com as dicas de Anne Braune no “Agenda Like”, às 10h. Ela antecipa as estreias, os especiais e as maratonas da TV por assinatura, do VoD e do streaming.

Na segunda, o Discovery Kids estreia episódios inéditos de “As Aventuras de Rocky e Bullwinkle”. Famosos desde os anos 1960, quando protagonizaram a primeira versão da animação que trazia essa dupla improvável em situações engraçadas, Rocky e Bullwinkle retornaram às telas com a nova série. No Space, a novidade é a produção brasileira “Um Dia Qualquer”. Quando o Estado é omisso, forças paralelas assumem seu lugar. Milícia, tráfico e corrupção fazem parte de uma combinação explosiva em que a principal vítima é a comunidade dos subúrbios cariocas.

Terça é o dia das artes no Curta! com o documentário “Movimentos do Invisível”. Pioneira da dança contemporânea brasileira e militante da consciência corporal, Angel Vianna revisita aos 90 anos sua pesquisa e história. O filme acompanha a rotina de Angel no presente e se desenvolve a partir do registro de oficinas realizadas com pessoas de diversas idades, gêneros e profissões.

A quarta será com competição de esportes para cães. O A&E estreia “Os Melhores Cães Policiais”, um evento divertido entre cachorros profissionais K9 e cães domésticos, junto a seus adestradores. A cada episódio, a equipe vencedora do circuito de obstáculos recebe dez mil dólares e se classifica para o prêmio final: 25 mil dólares e uma doação para uma instituição beneficente à sua escolha.

De quinta, 20, ao dia 31, o NOW preparou um presente para os fãs de quadrinhos e seus filmes: 50% de desconto nas produções da DC, como “Aves de Rapina”, “Batman Begins” e “Liga da Justiça: Trono de Atlantis”. No mesmo dia, no Discovery Turbo, tem os novos episódios de “Os Reis da Sucata”, e eles abrem as portas da propriedade onde transformam ferro retorcido e chapas de aço amassadas em dinheiro vivo.

Na sexta, tem dose tripla de dicas. A primeira parte da quinta temporada de “Lucifer” chega à Netflix. Já no NOW, estreia “A Caçada”, longa que mescla ação com paródia sobre diferenças sociais entre americanos de classes sociais distintas ao mostrar um grupo de elite que persegue e mata humanos por esporte. E o TNT Séries começa a exibir a série dramática “The Hour”. Um thriller político e de espionagem sobre o backstage durante a Guerra Fria na Inglaterra. A produção foca em um jornalista, uma produtora e um âncora que trabalham em um noticiário investigativo.

Ambientada no glamoroso mundo da espionagem internacional, “Um Espião Animal” é cheio de comédia, diversão e aventura. A animação estreia no sábado no Telecine Premium. Na dublagem original, Will Smith dá voz a Lance Sterling, o melhor espião do mundo. Lance é convencido pelo inventor Walter Beccket (voz de Tom Holland) a tomar uma poção que o deixará "invisível" aos inimigos. Ele só não imagina no que será transformado: em um pombo. Na HBO é a vez de “Rainhas do Crime”, que se passa em 1978, em Nova York. Kathy (Melissa McCarthy), Ruby (Tiffany Haddish) e Claire (Elisabeth Moss) são casadas com mafiosos e suas vidas mudam quando eles são presos pelo FBI. Elas assumem os negócios, cuidam das falcatruas e eliminam a concorrência. Sábado é “O Dia do Colecionador” no AXN, que preparou uma maratona com todos os episódios da primeira temporada de “Lincoln Rhyme”. Na sequência, depois da série, tem o filme “O Colecionador de Ossos”, com Angelina Jolie e Denzel Washington.

No domingo, a HBO estreia a série documental “The Vow”, que conta as histórias de diversas pessoas que entraram para o grupo de superação pessoal NXIVM. A organização esteve na mira da justiça internacional por várias acusações contra seus líderes, como tráfico de pessoas para exploração sexual e crime organizado. E que tal curtir o domingo com ópera? O Film&Arts exibe “Puccini: Gianni Schicchi”, produção de Woody Allen na LA Opera, em Los Angeles. Baseado em um episódio da Divina Comédia de Dante, a história começa com a morte de um patriarca da família de Florença, que preferiu deixar sua fortuna para um convento do que para sua gananciosa família.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 16 de agosto, às 10h
Assista também: terça, dia 18, e quinta, dia 20, às 10h

MEMÓRIA SÉRGIO RICARDO

Pianista, cantor, compositor, radialista, ator, cineasta, escritor e pintor. Sérgio Ricardo foi um grande guerreiro na luta pelo direito autoral e deixou um legado cheio de canções, filmes, literatura e pintura. No domingo, dia 16, às 15h, o Like homenageia o multiartista e relembra sua carreira com o especial “Memória Sérgio Ricardo”.

João Lutfi, mais conhecido como Sérgio Ricardo, nasceu em Marília, São Paulo. Começou sua trajetória artística em rádio e tocando piano em boate. Seu primeiro passo como compositor foi quando a cantora Maysa gravou a sua canção “Bouquet de Isabel”.

Já no cinema, além de assinar trilhas de filmes, resolveu se aventurar como diretor e estreou com o premiado curta “O Menino de Calça Branca”. Em 1963, foi a vez de lançar “Esse Mundo é Meu”, com pegada do Cinema Novo e temática social. Com elenco eclético, o longa reuniu Antonio Pitanga, Ziraldo e Agildo Ribeiro. Depois, Sérgio Ricardo dirigiu “A Noite do Espantalho”, um musical psicodélico estrelado por Alceu Valença. Rodado no morro do Vidigal, no Rio, onde o homenageado morava, o recente “Bandeira de Retalhos” marcou seu reencontro com o cinema e com Antonio Pitanga, que atuou em seu primeiro longa.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 16 de agosto, às 15h
Assista também: terça, dia 18, e quinta, dia 20, às 15h

ENTREVISTA LIKE EM CASA: "MÚSICA PARA MORRER DE AMOR"

Dos palcos para as telas. No ano em que completa 10 anos, o espetáculo “Música Para Morrer de Amor” ganha filme homônimo e vai estrear nos drive-ins e, depois, no VOD. Para saber mais sobre esse romance cheio de afetos, representatividade e músicas, Hugo Bonemer conversa com Mayara Constantino, uma das protagonistas, e com o diretor Rafael Gomes, que participaram dos dois projetos. O especial vai ao ar no Like na segunda, dia 17, às 20h.

Assim como no teatro, Mayara interpreta Isabela no longa, em que também participa como produtora associada. Ela, Victor Mendes (Ricardo) e Caio Horowicz (Felipe) formam o trio de protagonistas do filme, que ainda conta com Ícaro Silva, Denise Fraga e Suely Franco. Filmado em São Paulo, “Música Para Morrer de Amor” acompanha as histórias amorosas dos três jovens, que se desenrolam e se misturam com músicas marcantes.

“Como foi participar do espetáculo e ver depois virar filme?”, pergunta Hugo. Mayara comenta sobre o intervalo de 10 anos entre um projeto e outro e lembra que, na época do teatro, Rafael (Gomes) já pensava em fazer o longa um dia.  “Fizemos a pela de uma maneira bem despretensiosa e as pessoas curtiram muito. Agora, acho que a questão maior foi se identificar de novo com esses personagens”, diz a atriz, que destaca a maior semelhança entre ela e sua personagem: “Pensamos muito”. Sobre a produção, Mayara reforça: “Aborda o amor mesmo. E, às vezes, é difícil nos abrirmos para esse tema, porque banalizamos um pouco. Mas é difícil falar sobre o amor”.

Rafael também recorda a vontade de realizar o filme desde quando dirigia a peça. “Naquele momento, eu tinha vontade de falar desses assuntos, de amores exacerbados, da nossa educação sentimental a partir das coisas que escutamos e como cravamos a nossa identidade a partir de referências externas, principalmente das músicas, nesse caso. A vontade já era um pouco audiovisual, estava na origem do projeto”, explica o cineasta. Sobre a trilha sonora eclética, Rafael brinca que queria misturar de “óperas do século XIX a Leandro & Leonardo”. “Música Para Morrer de Amor” conta com a participação especial de artistas como Fafá de Belém, Milton Nascimento e Maria Gadu.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar segunda, dia 17 de agosto, às 20h
Assista também: quarta, dia 19, e sexta, 21, às 20h

LIKE E CLARO ENTREVISTAM: “DESAFIO SOB FOGO”

Tem novidade no History com a estreia de “Desafio Sob Fogo” Brasil e América Latina, que conta com a participação de cinco brasileiros: um jurado, Ricardo Vilar, e quatro competidores – pela primeira vez, com uma mulher entre eles. O Like exibe na terça, dia 18, às 18h, um especial com as entrevistas exclusivas.

Em oito episódios, os participantes se enfrentam em novas provas para apresentar armas resistentes e afiadas. As duas primeiras temporadas foram vencidas por brasileiros, os gaúchos Tom Silva, em 2018, e Daniel Jobim, na edição de 2019.

“Minha relação com as armas e as facas está intimamente relacionada com o ‘Desafio Sob Fogo’. Foi assistindo que deu o estalo de começar a fazer facas”, revela Juliana Baioco. Também apaixonado por cutelaria, Sandro Boeck conta que sempre teve facas. “Depois que comecei a fazer, a paixão aflorou, porque eu via a possibilidade de fazer o que eu queria e não ter que comprar. É uma coisa que você passa emoção, amor e compartilha o resultado feito com as suas mãos”, comenta o participante.

“Hoje, eu respiro lâmina”, diz Milton Rodriguez, ao contar como começou a trabalhar com armas e facas: “Em uma dificuldade fiz uma lâmina, gostei e passei a fazer”. Para Cléber Melo, estar no “Desafio Sob Fogo: Brasil e América Latina” é uma realização. “Desde criança, sempre gostei. E, depois, adulto, tive a oportunidade de aprender a fazer facas”, comemora.

Jurado desta edição, o paulista Ricardo Vilar explica que o programa mescla drama e humor com uma competição acirrada. “Temos tudo! São forjadores de excelente nível técnico. É um reality de forjadores, pessoas que vão fabricar facas e espadas para serem testadas ao máximo”, comenta.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar terça, dia 18 de agosto, às 18h
Assista também: quinta, dia 20, às 18h

ENTREVISTA LIKE EM CASA: "UM DIA QUALQUER"

Os dramas do subúrbio do Rio de Janeiro, como as milícias e a violência, são temas da nova série do Space “Um Dia Qualquer”. Na quarta, dia 19, à 0h, o Like exibe um papo especial de Anne Braune com os atores Augusto Madeira e Vinícius de Oliveira, que estão no elenco da produção. Com direção de Pedro von Krüger, a série conta ainda com Mariana Nunes, Tainá Medina, Jefferson Brasil, Pablo Barros, Juan Paiva, Antonio Saboia e André Ramiro.

Augusto interpreta Quirino, policial que passa a controlar o tráfico da região depois da morte de Seu Chapa (Jefferson Brasil). Em meio a essa perigosa disputa está Penha, personagem de Mariana Nunes. A religiosa viúva enxerga em seus filhos a sua maior chance de redenção.

“É uma faceta muito séria da sociedade brasileira, tentamos acompanhar e retratar de uma certa forma. Convivemos com muita banalidade e com a barbárie, principalmente, em uma parcela muito grande da população que está à margem disso. Acho que, na verdade, discutimos é pouco o assunto. Precisamos de muitas produções para falar sobre isso e essas relações”, comenta Augusto, reforçando a importância da série e de muitos filmes como “Cidade de Deus” e “Tropa de Elite”.

Vinícius de Oliveira concorda e completa: “É uma nova abordagem da realidade do Rio de Janeiro. Dá para falar que é relativamente recente, da forma que estão as milícias, que cresceram no Rio de uma maneira muito assustadora e violenta. É um problema da sociedade, então, nós que fazemos arte, principalmente do audiovisual, não só levamos entretenimento para divertir o público, mas, também, para questionar coisas, situações e falar da sociedade”.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar quarta, dia 19 de agosto, à 0h
Assista também: sexta, dia 21, à 0h


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.