Home Top Ad

Séries AgroMais debate o ''Made in Amazonia'': como harmonizar a produção com a preservação da floresta

Share:

Reprodução
Séries AgroMais apresenta nesta quarta-feira (16 de setembro), às 20h30, Amazônia 2030. O programa traz uma série de debates à tela do canal sobre os desafios e oportunidades da bioeconomia na maior floresta tropical do Planeta. A cada encontro, o jornalista Marcello D’Angelo promove uma conversa com especialistas selecionados pelo professor Ricardo Abramovay para abordar questões que já ocuparam a pauta do Brasil e do mundo. Patrícia Cota Gomes, do IMAFLORA, e Eduardo Roxo são os convidados desta edição. 

Patrícia é a principal articuladora do Selo Origens Brasil, que reúne organizações não governamentais (Instituto Socioambiental e Instituto ATA,) e grandes empresas (Alpargatas, Wickbold, Mercur, entre outras) envolvidas com comunidades indígenas e ribeirinhas. Roxo é biólogo e trabalhou durante anos em pesquisas voltadas a viabilizar produtos da biodiversidade florestal. Atualmente, ele é consultor e investidor em iniciativas que buscam integrar produtos da biodiversidade florestal à cadeia de alimentação animal ou à alimentação humana.

O primeiro debate foi realizado no começo de setembro sobre “O que é fazer negócios na Amazônia hoje?”. Em outubro, a série voltará com mais três episódios que vão se aprofundar em “Ciência, tecnologia e educação na Amazônia”, “O agronegócio e a economia da biodiversidade florestal” e “Infraestrutura: eficiência e destruição”.

Amazônia 2030 continua a sua programação em novembro com mais dois debates. O primeiro será “Amazônia: incubadora de Startups”. E, para fechar a programação que visa discutir o uso econômico da biodiversidade florestal alinhado com a preservação de um dos maiores patrimônios nacionais, o tema será “O que o mundo quer da Amazônia, o que a Amazônia quer do mundo?”.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.