Home Top Ad

Canal Like - Destaques da programação de 11 a 17 de outubro

Share:

Divulgação

Especiais, entrevistas exclusivas, dicas imperdíveis e muito mais! A semana do Canal Like (530 da Claro) será movimentada e Maytê Piragibe, Hugo Bonemer e Anne Braune prepararam programas especiais com as principais novidades da TV por assinatura e do streaming.

O domingo já começa com as dicas de Anne Braune no “Agenda Like”, a partir das 10h. Logo depois, às 15h, o Like exibe o “Momento Monet: Outubro”, com os principais destaques e curiosidades da edição. Com 17 anos, a revista mensal tem papos exclusivos, reportagens especiais e conteúdos sobre entretenimento e cultura pop. Na segunda, dia 12, o Like exibe entrevistas exclusivas sobre dois filmes brasileiros. Às 20h, Anne conversa com o diretor Bruno Risas sobre a estreia de “Ontem Havia Coisas Estranhas no Céu” na Netflix. Em breve, “Sem Seu Sangue” também chega à plataforma e, à 0h, é a vez do papo de Maytê com a diretora Alice Furtado. Na terça, dia 13, às 18h, o “Estreia Online: ‘Blitz’” reúne informações e curiosidades sobre o filme de Rene Tada Brasil. 

AGENDA LIKE

Quer curtir o melhor da semana? O domingo já começa com as dicas de Anne Braune no “Agenda Like”! A partir das 10h, ela reúne os principais especiais, lançamentos e maratonas da TV por assinatura, do VoD e do streaming.

Para comemorar o Dia das Crianças, a nova série “Caçadores de Monstros” abre a semana do Discovery Kids. A animação é protagonizada por dois adolescentes aspirantes a heróis e uma garota fantasma: os três tentam desenvolver as habilidades necessárias para se tornarem verdadeiros, inspirados por um vizinho excêntrico que também é o grande mentor do trio. E tem premiado no Lifetime. Vencedor do Oscar® na categoria de melhor documentário de curta-metragem, “Aprendendo a Andar de Skate em Zona de Guerra (Se Você For Menina)” conta a história de estudantes no Afeganistão que ensinam crianças afegãs a ler, escrever, aritmética e a andar de skate.

Na terça, a dica é a nova temporada de “Ed Stafford: Contra Todos”, no Discovery. Acostumado a fazer expedições grandiosas e solitárias, o aventureiro compete com adversários de mesmo quilate em corrida na natureza selvagem da China.

Que tal passar a quarta com Karol Conká, Phelipe Cruz e Dane Taranha? Na TNT, vai ter cobertura completa do “Billboard Music Awards® 2020”. Apresentado por Kelly Clarkson, a premiação tem Garth Brooks como o homenageado da noite e as performances confirmadas de Alicia Keys, Bad Bunny, Luke Combs e Post Malone.

Na quinta, mais uma vez, o Lifetime dá voz às vítimas de abuso com a impactante série documental “Sobreviver a Jeffrey Epstein”. Com o mesmo espírito de denúncia de séries como “Sobreviver a R. Kelly”, a produção traz depoimentos de vítimas, advogados, psicólogos e especialistas que trabalham no caso.

“La Révolution” se passa na França, de 1787, e chega à Netflix na sexta. Ao investigar uma série de assassinatos misteriosos, Joseph Guillotin — futuro inventor da guilhotina — descobre um vírus desconhecido chamado sangue azul. A doença se espalha rapidamente pelos aristocratas e os faz matar pessoas comuns, gerando revolta. E se a Revolução Francesa não tivesse acontecido como aprendemos? Bom, isso você vai ficar sabendo depois de maratonar.

Dirigida pelo vencedor do Oscar® Tom Hopper, a adaptação de um dos mais assistidos musicais da Broadway é o destaque desse sábado no Telecine Premium. “Cats” conta com um elenco de estrelas que inclui Jennifer Hudson, Judi Dench, Taylor Swift, James Corden, Idris Elba e Ian McKellen. Já na HBO, tem “Greta”, filme com Marco Nanini, Denise Weinberg e Demick Lopes. Ainda no sábado, “Óvnis: Investigação Secreta” está de volta ao History.

No dia 18, Van Damme completa 60 anos e a dica é maratonar no NOW. O ator belga é uma das maiores estrelas de filmes de ação e artes marciais, e tem especial na plataforma, com produções com desconto: “Soldado Universal”, “Kickboxer: O Desafio do Dragão”, “Street Fighter: A Última Batalha”, “Mercenários 2” e “A Colônia”.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 11 de outubro, às 10h
Assista também: terça, dia 13, e quinta, dia 15, às 10h

MOMENTO MONET: OUTUBRO

Como o Like, a revista Monet tem as melhores dicas da programação televisiva da Claro e explora esse vasto mundo da era digital - além dos variados canais, inclui conteúdos de todas as plataformas de streaming disponíveis na Claro TV. Com 17 anos, a publicação mensal traz entrevistas exclusivas, reportagens especiais e conteúdos sobre entretenimento. No domingo, dia 11, às 15h, o Like traz os principais destaques do mês no “Momento Monet: Outubro”.

Depois de meses de pandemia, muitas produções estão lentamente voltando às gravações presenciais. Na edição de outubro, a revista mostra os processos, protocolos, pensamentos e curiosidades dessa nova fase da produção audiovisual.

Entre os destaques, Tata Wernéck e a gravação de seu programa de entrevistas, o “Lady Night”. Nessa nova temporada, ela tenta combater o caos e a angústia com o seu tradicional senso de humor, que consegue desarmar quase qualquer pessoa e situação. Mas até para uma comediante do calibre da Tata, não é uma tarefa fácil, já que é importante não tratar a situação do momento com uma leveza que seja desrespeitosa com os que estão sofrendo. E não é só a Tata que está finalmente encontrando caminhos para poder voltar ao estúdio de gravação. O apresentador Fábio Porchat adaptou o “Que História É Essa Porchat?”, reunindo os convidados e a plateia em um cenário com projeções virtuais, mesclando os formatos digital e presencial. 

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar domingo, dia 11 de outubro, às 15h
Assista também: terça, dia 13, e quinta, dia 15, às 15h

ENTREVISTA LIKE EM CASA: BRUNO RISAS (“ONTEM HAVIA COISAS ESTRANHAS NO CÉU”)

Em outubro, tem estreia nacional na Netflix: “Ontem Havia Coisas Estranhas no Céu”, Bruno Risas. Para saber mais sobre o filme, Anne Braune conversou com o diretor, que é destaque na produção, ao lado de sua família. O Like exibe o papo na segunda, dia 12, às 20h.

Os personagens da vida real são a avó, os pais e a irmã do cineasta. Uma família vive em crise quando o pai fica desempregado e eles são obrigados a se mudar para uma velha casa no interior de São Paulo. Em meio a brigas, a avó adoecendo e problemas financeiros, eles seguem vivendo, enfrentando as dificuldades do cotidiano. Certo dia, a mãe é abduzida, mas a vida continua como se nada tivesse acontecido.

Bruno Risas explica como surgiu a ideia do longa. “Começou a ser feito sem ter a certeza de que era um filme. Eu já trabalhava com cinema, tinha um gosto por filmar, por alguns cineastas que gostam de filmar suas vidas. É engraçado porque convivendo, você naturaliza certas coisas, e não percebe o que esses gestos significam. O que esses gestos carregam. Quando revi essas imagens um ano, um ano e pouco depois, de repente, percebi que alguma coisa ali estava desajustada. Comecei a enxergar nessas imagens umas perguntas. ‘Quem são essas pessoas? São meus pais. Mas quem são essas pessoas? Quais são seus desejos? Como elas estão passando por todas essas experiências?’”.

O cineasta também revela que pensou em fazer uma ficção, com atrizes que eram suas amigas, mas mudou o conceito com o tempo. “Os anos foram passando e, a ideia de a vida impregnar o cinema e o cinema impregnar a vida, essa ficção constante, começou a ser mais importante para mim. Então, o caráter documental vem de um acúmulo de imagens ao longo de muitos anos, e em uma metodologia mesmo. Acho que o que o filme acaba trazendo de ‘ele é como a vida’, é exatamente essa disposição de não tentar dar conta da realidade”, comenta.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar segunda, dia 12 de outubro, às 20h
Assista também: quarta, dia 14, e sexta, dia 16, às 20h

ENTREVISTA LIKE EM CASA: ALICE FURTADO (“SEM SEU SANGUE”)

Em breve, mais um filmaço nacional chega à Netflix: “Sem Seu Sangue”, que mescla romance, drama e horror. Na segunda, dia 12, à 0h, é a vez de Maytê Piragibe conversar com Alice Furtado sobre seu primeiro longa como diretora.

Entre os destaques da produção, Alice comenta a química de Luiza Kosovski e Juan Paiva, que interpretam Silvia e Artur. Ela é uma jovem introvertida que possui completo desinteresse pela própria rotina. Quando conhece Artur, acredita ter encontrado nele um sentimento que a faz se sentir mais viva e menos tímida. Silvia fica completamente encantada, mas um grave acidente pode complicar ainda mais as coisas.

“O filme surgiu de questionamentos meus, muito pessoais mesmo, naquele momento de vida que eu estava pensando sobre essa questão do amor, do desejo. Acontece quando a gente é muito jovem e, desde muito cedo, aprende a viver em uma condição de ser dois. De repente, de um dia para a noite, passa a ser um só. Como isso acontece no próprio corpo, como isso se passa no corpo. Como é esse novo modo de estar no mundo”, explica Alice. Na época, ela estava fazendo uma residência na França e, quando concluiu, resolveu retomar esses questionamentos. “Tentei dar uma forma fílmica para isso. Era um período que eu estava consumindo muitos filmes de horror. Tentei misturar um pouco esses dois interesses”, completa.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar segunda, dia 12 de outubro, à 0h
Assista também: quarta, dia 14, e sexta, dia 16, à 0h

ESTREIA ONLINE: “BLITZ”

Com direção de Rene Tada Brasil e Rui Ricardo Dias, Georgina Castro e Leonardo Diniz dos Santos no elenco, “Blitz” chega ao NOW. Na terça, dia 13, às 18h, tem especial no Like com mais informações e curiosidades sobre o filme.

No Brasil e lá fora, policiais costumam parar nos jornais associados a episódios envolvendo truculência e morte. Nem todos são bandidos de farda, mas o estigma da violência é forte e os justos acabam pagando caro pelos pecadores. Esse é o cenário do longa “Blitz”, um drama intenso centrado em gente comum lidando com seus fantasmas. O filme é baseado em uma peça de teatro de Bosco Brasil e o roteiro foi escrito pelo próprio autor, em mais uma colaboração com o cineasta Rene Tada Brasil.

Rui Ricardo Dias interpreta o Cabo Rosinha, policial que está sendo acusado de ter matado um jovem durante uma blitz no colégio em que a vítima estudava. Heloisa, sua esposa, personagem de Georgina Castro, se esforça para entender o que aconteceu. Ela quer saber a verdade, se o marido assassinou ou não o estudante. Enquanto isso, seus vizinhos, assim como toda a população, já consideram o Cabo Rosinha culpado e hostilizam o casal. A situação piora ainda mais quando os dois calculam que o menino executado teria a mesma idade que seu filho, que morreu por uma doença no sangue.

Serviço:
Canal Like: 530 da Claro
No ar terça, dia 13 de outubro, às 18h
Assista também: quinta, dia 15, às 18h


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.