Home Top Ad

Dança Afro em performances de videodança é tema de programa na TV Brasil

Share:

Divulgação Rede Minais

Em mais um episódio inédito, o programa Retratos da Dança revela a ancestralidade e a força da Dança Afro com a dançarina e coreógrafa mineira Júnia Bertolino, da Cia Baobá Minas. O programa, que vai ao ar na TV Brasil às 23h30 de domingo, dia 1o, faz parte da série "Fora dos Palcos", que mostra o trabalho dos bailarinos no período de quarentena.

"Fazer a arte fora do palco, fora do teatro, é um desafio, mas ao mesmo tempo é gostoso”, relata Júnia sobre suas experiências com a videodança, que começou a produzir desde o começo da pandemia.

A artista explica que, embora sinta falta dos palcos e da interação com o público, decidiu mexer em seu arquivo pessoal e retomar projetos que estavam engavetados. E dos momentos de isolamento e introspecção surgiu sua vontade de fazer videodança.

Mesmo para Júnia, que já participou de diversas transmissões ao vivo e já se acostumou a dar aulas à distância, “o isolamento é um desafio para que a gente também trabalhe nossa mente, nosso equilíbrio, o olhar para si e ter um outro olhar para o outro. Um olhar de afeto.”

Graduada em Jornalismo pela PUC Minas e em Antropologia pela UFMG e pós-graduada em Estudos Africanos e Afro-brasileiros, Júnia Bertolino atua como arte-educadora em projetos sociais, escolas, centros culturais e universidades. É diretora e coreógrafa da Cia Baobá Minas, além de idealizadora do Prêmio Zumbi de Cultura. Como artista e bailarina, levou seu trabalho a Guiné-Bissau e Senegal e à Alemanha, Índia, Inglaterra e Itália.

A Cia. Baobá Minas foi fundada em 1999 por Júnia Bertolino, William Silva e Jorge Áfrika com o objetivo de divulgar a cultura brasileira.

Com 16 episódios, Retratos da Dança revela as impressões de artistas que fazem do corpo seu grande espetáculo. Cada edição recebe um artista que ajudou a moldar o cenário mineiro da dança: bailarinos, coreógrafos, performers e intérpretes contam sua vida e demonstram os movimentos que conquistam o mundo.

Ao combinar depoimentos emocionantes com performances incríveis, a série mergulha nos movimentos e histórias dos convidados, como Éden Peretta (Coletivo Anticorpos), Rede Sola de Dança, Cia NósLáEmCasa, Grupo Contemporâneo de Dança Livre, Cib Maia, Marise Dinis, Dudude Herrmann, Thembi Rosa, Suely Machado e Paola Rettore.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.