Home Top Ad

Gloria Estefan homenageia o Brasil no 'Conversa com Bial' desta quarta

Share:

Divulgação Globo

O Brasil já é um velho conhecido da cantora cubana Gloria Estefan, entrevistada desta quarta-feira, dia 7, do 'Conversa com Bial'. Na atração comandada por Pedro Bial, a artista traz detalhes sobre o seu novo disco ‘Brazil305’, com regravações de seus hits ao som de ritmos brasileiros, e uma clara homenagem à música nacional. Gloria Estefan também fala sobre a sua família e a precoce descoberta de seu destino musical, ainda criança, além da relação entre Cuba e os Estados Unidos.   
  
Para Gloria Estefan, a missão do álbum ‘Brazil305’ é clara: “A ideia do disco era mostrar a base que temos em Cuba e no Brasil, a base africana. E que a minha música, que conhecemos no mundo todo, os sucessos, poderia funcionar muito bem com os ritmos do Brasil”. No programa, a cantora também explica que a escolha de incluir no título o número 305 não foi apenas por ser este o código postal da cidade de Miami, nos Estados Unidos: “Eu sou muito fã do Sergio Mendes e "Brasil 66" me influenciou muito. Então é uma maneira de homenagear esse disco tão importante para mim". E ainda: ''Depois que coloquei o nome no disco é que descobri que, no Brasil, há exatamente 305 grupos indígenas, o que foi uma coincidência muito linda.”  
  
A escolha do repertório e de suas parcerias, de acordo com Glória Estefan, foi feita de e pelo coração. Deste recente projeto participam artistas nacionais como Carlinhos Brown e o percussionista Laércio da Costa. Ainda no ‘Conversa com Bial’, a entrevistada analisa o motivo de seu sucesso no Brasil. Segundo Gloria, mesmo não falando o mesmo idioma, o brasileiro “consegue sentir no coração quando uma música é feita com amor”.  A cantora também comenta sobre a infância e a memória que tem da mãe e dos discos de Clara Nunes, Elis Regina e Carmem Miranda. A entrevistada também mostra todo o seu respeito por algumas figuras chave do nosso cenário musical: "Eu adoro o Roberto Carlos. Sou uma grande fã(...) Ele tem uma voz inconfundível."   
 
No programa, Gloria Estefan explica ainda os motivos que a fizeram nunca mais voltar a visitar Cuba e as relações entre a sua terra natal e os Estados Unidos. Ela também fala de quando foi convidada a cantar na Casa Branca, pelo então presidente Barack Obama, e o sucesso ao longo dos anos.  
  
Com direção artística de Mônica Almeida, o 'Conversa com Bial' vai ao ar de segunda a sexta-feira, após o 'Jornal da Globo'.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.