Home Top Ad

National Geographic estreia documentário sobre expedição inédita à Península Antártica

Share:

Divulgação Nat Geo

No próximo domingo, 11 de outubro, às 19h, a National Geographic estreia o documentário A Península Antártica em seu site global da National Geographic Society. O filme é um registro da expedição inédita que a National Geographic - por meio de sua iniciativa de preservação marinha, Pristine Seas - realizou à Península Antártica em conjunto com os governos e cientistas do Chile e da Argentina. O objetivo desta iniciativa foi apoiar a proposta do Chile e da Argentina de criar uma área marinha protegida de 460.000 km2 na Península Antártica.

''É vital que os países atuem para proteger o oceano ao redor da Península Antártica. Muitas criaturas do oceano, de baleias a krill, dependem dele. Precisamos apoiar esses esforços internacionais para proteger um dos lugares mais espetaculares da Terra. O que acontecer com a Antártica acabará acontecendo conosco'', disse Alex Muñoz, líder da expedição e Diretor da National Geographic Pristine Seas na América Latina.

A expedição científica entre Chile e Argentina aconteceu em janeiro de 2019 a bordo do navio da Marinha do Chile, OPV Marinero Fuentealba, que zarpou de Punta Arenas até a Península Antártica. Durante três semanas, uma equipe internacional de cientistas da National Geographic e dos institutos Antárticos do Chile e da Argentina realizaram estudos com a última tecnologia da National Geographic. Mergulhadores profissionais dos Estados Unidos, Espanha, Austrália, Chile e Argentina coletaram dados importantes sobre as espécies presentes nesta área e carregavam câmeras de profundidade chamadas DropCams, criadas nos laboratórios Nat Geo e que já foram utilizadas até na Fossa das Marianas, a 11 mil metros de profundidade.

Ao redor da Península Antártica concentra-se uma fauna espetacular, composta principalmente por diferentes espécies de baleias, pinguins, focas leopardo, entre outras espécies de grande porte. Também existe a pesca do krill, um crustáceo do qual essas espécies dependem para se alimentar.

Durante a expedição, a equipe de exploradores recebeu a visita do Presidente do Chile, Sebastián Piñera, que faz parte do documentário junto com o presidente argentino, Alberto Fernández.

Pristine Seas é uma iniciativa da National Geographic dedicada a explorar, registrar e ajudar a proteger os últimos locais oceânicos intocados em todo o mundo. Em seus 12 anos de existência, eles ajudaram a criar, junto com governos e comunidades locais, 22 grandes áreas protegidas que cobrem mais de 6 milhões de quilômetros quadrados.

Proposta Binacional

O Chile e a Argentina vêm trabalhando juntos para desenvolver uma proposta de área marinha protegida para a Península Antártica. Em 2017, os dois países apresentaram uma Proposta Preliminar para o estabelecimento de uma Área Marinha Protegida (AMP) no oeste da Península Antártica e no sul do Arco da Escócia. A proposta é resultado de vários anos de trabalho conjunto de cientistas do Instituto Antártico Chileno (INACH), do Instituto Antártico Argentino (IAA) e das Chancelarias dos dois países.

A decisão sobre o estabelecimento desta área marinha protegida deve ser tomada pela CCAMLR (Convenção para a Conservação dos Recursos Marinhos da Antártida). Esse órgão é formado por 26 países, entre eles Rússia, China, Estados Unidos, União Europeia, Chile e Argentina. Eles se encontram todos os anos no final de outubro em Hobart, Tasmânia.



Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.