Home Top Ad

Angélica apaga 'Vou de Táxi' de sua memória em programa sobre música

Share:

Divulgação Globo

Que música marcou a sua vida? Quem nunca sonhou arrancar uma música chiclete da cabeça? No ‘Simples Assim’ deste sábado, que tem como tema a música, Angélica se diverte com o assunto no esquete gravado com Maria Clara Gueiros. A atriz vive a Dra. Ana Júlia, terapeuta com quem ela vai tratar de um trauma de sua mocidade e não tem dúvidas ao deitar no divã. “Eu preciso de ajuda! Eu nunca mais consegui pegar um táxi na minha vida!”, reclama ela. E a médica oferece como solução uma espécie de hipnose com regressão que vai deletar para sempre ‘Vou de Táxi’ da cabeça de Angélica.

Em outro esquete, Angélica tem a companhia de Luana Martau para interpretar, respectivamente, Daiana e Danuza, uma dupla de ‘feminejo’. Elas se apresentam numa live, em que imitam os trejeitos e sotaques de Simone e Simaria. Mas diferentemente das duas, elas não se dão muito bem e acabam disputando os fãs, os holofotes e até quem tem mais histórias de sofrência para contar.

Além do esquentes temáticos, o ‘Simples Assim’ começa com uma dinâmica em que e Angélica pede para os personagens cantarem a trilha sonora da própria vida em um karaokê. Mas eles serão surpreendidos quando o intérprete ou compositor da música dá sua nota em uma participação via internet. Mas a avaliação é simbólica: uma surpresa para o personagem que não imagina que o artista estava ali o tempo todo o ouvindo cantar.

“A música tem uma importância enorme na minha vida. Foi a música que me lançou, me mostrou para o Brasil inteiro. Não foi só através da televisão, a música que abriu essas portas todas também, e de forma maior até que a TV na época, então devo muito à musica, aos shows que eu fiz. Cantar foi um divisor de águas na minha vida”, comenta Angélica, sobre a trilha de sua própria vida.

O dilema joga luz em uma dúvida que já passou pela cabeça de muitos artistas: se manter em um emprego ou largar tudo para investir na carreira musical. E o experimento vai mostrar o poder que a música tem sobre nós. Apaixonados por diferentes ritmos musicais serão convidados a entrarem em uma cabine e terão seus sinais vitais monitorados sendo surpreendidos pelo seu ritmo favorito. O resultado é surpreendente.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.