Home Top Ad

HBO adiciona novos títulos à coleção sobre crimes reais

Share:

Divulgação HBO

Como parte da Temporada de Documentários da HBO, que vai até 16 de dezembro, três novas produções sobre casos de crimes reais são adicionadas à coleção do gênero true crime disponível na HBO GO: LOUCO NÃO, DOIDO, lançado no dia 24 de novembro, A COBRA DO ALABAMA, que estreia no dia 15 de dezembro, às 22h, e A ARTE DO ASSASSINATO POLÍTICO, no dia 16 de dezembro, às 23h.

NOVOS TÍTULOS:

LOUCO NÃO, DOIDO | DISPONÍVEL NA HBO E HBO GO

O ganhador do Oscar® Alex Gibney apresenta um documentário assustador sobre psicologia forense que mergulha na mente de assassinos. Por seres humanos matam? Por que alguns matam e outros resistem à tentação? O que torna alguém um serial killer? A Dra. Dorothy Otnow Lewis, uma psiquiatra que trabalhou com diversos assassinos em série, entre eles Ted Bundy, Arthur Shawcross e Joel Rifkin, procurou responder a estas perguntas durante décadas. Fascinada pelo cérebro humano e pela capacidade de crueldade, ela se dedicou a investigar a vida íntima das pessoas violentas.

A COBRA DO ALABAMA (2020) | ESTREIA NO DIA 15 DE DEZEMBRO ÀS 22H NA HBO E NA HBO GO

Dirigido por Theo Love e produzido por Bryan Storkel, o documentário explora um incidente em Scottsboro, Alabama, em 1991. Glenn Summerford, um ministro pentecostal, foi acusado de tentar assassinar a própria mulher com uma cobra cascavel. Os detalhes da investigação e o julgamento posterior marcaram essa cidade ao sul dos Apalaches durante décadas.

A ARTE DO ASSASSINATO POLÍTICO (2020) | ESTREIA NO DIA 16 DE DEZEMBRO ÀS 23H NA HBO E NA HBO GO

O documentário, dirigido por Paul Taylor, mostra a turbulenta Guatemala no pós-guerra e a luta pela justiça. Baseado no livro homônimo de Francisco Goldman, a produção revela a verdade por trás do brutal assassinato do bispo guatemalteco Juan Gerardi, um crime que aterrorizou um país devastado por décadas de violência política. Apenas dois dias após apresentar um relatório em que culpava os militares pelas atrocidades da guerra civil, o bispo Gerardi foi encontrado morto em casa. O documentário foi produzido por George Clooney e Grant Heslov.

OUTROS TÍTULOS DE CRIMES REAIS DISPONÍVEIS NA HBO GO:

DIGA O NOME DELA: A VIDA E A MORTE DE SANDRA BLAND (2018)

No dia 10 de julho de 2015, Sandra Bland, uma mulher afro-americana de 28 anos nascida em Chicago, foi presa por uma infração de trânsito em uma pequena cidade no Texas. Depois de três dias sob a custódia polícia, encontraram Bland enforcada em sua cela. Sua morte, rapidamente classificada como suicídio, levantou suspeitas de um assassinato cometido e encoberto pela polícia, e instigado por motivos raciais. Seu caso e seu nome se tornaram um grito de guerra contra a discriminação. Direção de Kate Davis

AMÉRICA NUA E CRUA: PARAÍSO PERDIDO (1996)

Este documentário retrata os julgamentos do caso conhecido como "Três de West Memphis", de três jovens acusados de assassinar e mutilar sexualmente três crianças como parte de um suposto ritual satânico. Direção de Joe Berlinger e Bruce Sinofsky.

OS ASSASSINATOS DE CHESHIRE (2013)

Este documentário analisa a pena de morte a partir do caso do assassinato da mulher e das filhas do Dr. William Petit em Cheshire, Connecticut. Dirigido por Kate Davis, a obra mostra como o sistema judiciário acaba tomando a polêmica decisão de, em função do possível custo de um longo processo de pena de morte, condenar os assassinos à prisão perpétua.

THE JINX: THE LIFE AND DEATHS OF ROBERT DURST (2015)

Com o filme Entre Segredos e Mentiras (2010), inspirado na biografia do criminoso e grande herdeiro de imóveis em Nova York Robert Durst, Andrew Jarecki conquistou a admiração do milionário, acusado de três assassinatos em três décadas e jamais condenado. Esta série documental de seis episódios, dirigida por Jarecki, analisa a complexa vida do magnata a partir de mais de 20 horas de entrevistas ao longo de vários anos.

CUIDADO COM O SLENDERMAN (2016)

Ao apresentar uma visão arrepiante do caso de duas jovens de Wisconsin que apunhalaram uma colega 19 vezes para homenagear o personagem fictício da internet Slenderman, este documentário vai além e analisa as possíveis causas que levaram as duas garotas a cumprir esse mandado com consequências irremediáveis para todos os envolvidos. Direção de Irene Taylor Brodsky.

MAMÃE MORTA E QUERIDA (2017)

Dirigido por Erin Lee Carr, o documentário conta a história por trás do assassinato de Dee Dee Blanchard, cometido pela sua filha, Gypsy Rose Blanchard, e pelo namorado dela, Nicholas Godejohn. Durante anos, Dee Dee abusou da filha, a quem convenceu de que sofria de uma série de doenças como leucemia, asma, distrofia muscular, e que tinha a capacidade mental de uma menina de 7 anos devido a um dano cerebral. Dee Dee sofria de uma doença mental chamada Síndrome de Münchausen por Procuração.

EU TE AMO, AGORA MORRA: O CASO DE MICHELLE CARTER (2019)

Em julho de 2014, Conrad Roy se suicidou aos 18 anos dentro do carro, em um estacionamento de Fairhaven, Massachusetts. Ao investigar o caso, a polícia descobriu uma série de mensagens alarmantes da namorada dele de 17 anos, Michelle Carter, que pareciam incentivá-lo a se matar. Dirigido por Erin Lee Carr, o documentário aborda em dois episódios a complexa relação entre o casal de adolescentes, o suicídio e as descobertas que levantaram questões sobre tecnologia, redes sociais e saúde mental, ao mesmo tempo em que se avaliava se uma pessoa poderia ser responsabilizada pelo suicídio de outra.

QUEM MATOU GARRETT PHILLIPS? (2019)

O caso do assassinato do garoto de 12 anos Garrett Phillips, encontrado morto em casa em Postdam, Nova York, é o tema deste documentário dirigido por Liz Garbus, ganhadora do Emmy® e indicada duas vezes ao Oscar®. A produção mostra a vida da família Phillips cinco anos após o crime e o julgamento do treinador de futebol americano Nick Hillary, da Clarkson University. A obra busca revelar a verdade por trás do assassinato em meio à luta por justiça dos pais de Garrett, e à tentativa de Nick de provar sua inocência enquanto cria seus cinco filhos.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.