Home Top Ad

"Cores e Flores para Tita" estreia no Canal Brasil no Mês da Visibilidade Trans

Share:

Divulgação

O documentário "Cores e Flores para Tita", dirigido por Susan Kalik, estreia no Canal Brasil na quinta, 14 de janeiro, mês em que se celebra no Brasil o Dia da Visibilidade Trans (29 de janeiro). O filme aborda a transgeneridade ao acompanhar a foto-ativista Adeloyá Ojú Bará na construção de uma exposição em homenagem ao seu tio Renato “Tita”, homem trans morto em 1973.
 
Da descoberta da identidade de gênero trans masculina até o suicídio cometido aos 15 anos, o longa remonta a história da vida de Tita, traçando um paralelo entre a sua trajetória nos anos 1970 e a luta contra a transfobia nos dias atuais. Homens e mulheres trans e travestis de diferentes idades, que foram retratados por Adeloyá na exposição fotográfica em homenagem ao tio, em 2016, dão depoimentos sobre suas conquistas, dores, descobertas e, principalmente, a militância e a coragem de lutar para serem respeitados por serem quem são. Entre eles, Kelia Simpson, presidente na Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra).
 
Os entrevistades abordam questões sobre a feminilidade trans, travestilidade e vulnerabilidade social, aspectos históricos, sociais e conflito de classes, violência contra a mulher, estupro, masculinidade x machismo x o papel do homem trans na nova sociedade, nome social, terapia hormonal, família, mercado de trabalho, entre outros temas. 

“Cores e Flores para Tita” foi vencedor do prêmio de Melhor Roteiro na Mostra SESC de Cinema da Bahia de 2017. 
 
Cores e Flores para Tita (2017) (76’)
INÉDITO E EXCLUSIVO
Horário: Quinta, dia 14/01, às 19h.
Classificação: 12 anos
Direção: Susan Kalik
Reapresentação: Terça, dia 26/01, às 11h30.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.