Home Top Ad

Inédito, filme ''Favela É Moda'' acompanha modelos das periferias do Rio de Janeiro

Share:

Divulgação Canal Curta!

Terceiro filme da “trilogia do corpo”, do documentarista carioca Emilio Domingos, ''Favela É Moda'', estreia no canal Curta! após ter se sagrado vencedor do Prêmio de Melhor Documentário pelo voto popular no Festival do Rio 2019 e de Melhor Longa Metragem do XIII Prêmio Pierre Verger. Assim como nas produções anteriores da trilogia, também exibidas no canal — “A Batalha do Passinho” e “Deixa na Régua” —, o diretor lança um olhar sobre as manifestações culturais e tendências comportamentais dos jovens das favelas cariocas, partindo de suas práticas corporais. 

A narrativa de “Favela É Moda” segue o dia a dia de jovens modelos, em especial de Camila Reis e Caio Guimarães, em sua árdua batalha na luta contra preconceitos e dificuldades de ordem financeira, social, familiar, afetiva e psicológica. E mostra que, apesar da dura realidade em que vivem, eles ainda sonham com as passarelas internacionais. O filme acompanha também o surgimento de agências de modelos nas comunidades, empresas que pensam a cultura da juventude como um negócio que obtenha retorno financeiro, além de visibilidade e reconhecimento a seus locais de origem.

“Favela É Moda” é uma produção da Espiral e da Osmose Filmes, viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Após estrear no canal, o longa-metragem ficará disponível na plataforma Curta!On, o novo clube de documentários do NOW, da Claro NET, onde se juntará às outras duas produções da trilogia. A estreia é na Sexta da Sociedade, 22 de janeiro, às 22h30.

Série mostra relação da fotógrafa Claudia Andujar
com os yanomamis

A série “Coleção Arte Presente em Inhotim” investiga as múltiplas linguagens presentes nas obras de dez grandes nomes da arte contemporânea mundial; todos têm parte de seu acervo exibida no museu-parque Inhotim, em Minas Gerais.

No episódio dedicado à fotógrafa Claudia Andujar, a equipe do diretor Pedro Urano acompanha a montagem da galeria que leva o nome da artista, dedicada a seu trabalho fotográfico com os índios yanomami. Com base em conversas com a própria Andujar e com o grupo de indígenas presente na abertura da galeria, a série analisa as fotografias como uma experiência de transitar entre culturas e diferentes modos de compreensão da própria imagem. A exibição é na Terça das Artes, 19 de janeiro, às 21h30.

Segunda da Música – 18/01

21h – “O Som e o Silêncio” (Série) – Ep. “Contrabaixo”
O contrabaixo do craque André Vasconcelos é vivo e está em permanente transformação. A passagem do tempo ajuda o instrumento a ficar melhor e, sorridente mas fatalista, André lamenta que, mesmo sendo jovem, não vai alcançar o apogeu de seu instrumento. Andrea Spada, o luthier responsável pela manufatura do contrabaixo, concorda com Vasconcelos e confirma,  para o apresentador Marcos Suzano, a estimativa: 70 anos é um prazo realista para um contrabaixo amadurecer. No seu ateliê em Santa Teresa, no Rio de Janeiro, enquanto dá os retoques finais em nova encomenda, ele define seu ofício como uma contribuição ao músico na busca do som ideal.  Diretor: José Joffily e Pedro Rossi. Duração: 27 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 19 de janeiro, terça-feira, às 01h e às 15h; 20 de janeiro, quarta-feira, às 09h; 23 de janeiro, sábado, às 17h30; 24 de janeiro, domingo, às 08h45.

Terça das Artes - 19/01

21h30 - ''Coleção Arte Presente em Inhotim'' (Série) — Ep. "Claudia Andujar"

O programa acompanha a montagem da Galeria Claudia Andujar, dedicada ao seu trabalho fotográfico com os índios yanomami. Por meio de conversas com a artista e com o grupo de indígenas presente na abertura da galeria, abordamos as fotografias de Claudia como experiência que nos confronta com o desafio do trânsito entre culturas e diferentes modos de compreensão da própria natureza da imagem. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 20 de janeiro, quarta-feira, às 1h30 e às 15h30; 21 de janeiro, quinta-feira, às 09h30; 24 de janeiro, domingo, às 16h45. 

Quarta de Cinema – 20/01

20h – ''Nós, Documentaristas'' (Série) – Ep. ''João Moreira Salles''  

No primeiro episódio da série, João Moreira Salles, diretor de filmes como “Notícias de uma guerra particular”, “Entreatos” e “Santiago”, fala sobre o trabalho de criação de sua mais recente obra, "No Intenso Agora". No decorrer do episódio, João vai revelando memórias, abordando dificuldades e resgatando histórias de seus filmes que, intercaladas com trechos das principais cenas, nos fazem mergulhar na sua trajetória. Diretor: Susanna Lira. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 21 de janeiro, quinta-feira, às 0h e 14h; 22 de janeiro, sexta-feira, às 08h; 23 de janeiro, sábado, às 10h.

Quinta do Pensamento – 21/01

22h – ''O Guia Pervertido da Ideologia — Parte 1'' (Documentário)

Os realizadores de "O Guia Pervertido do Cinema" retornam com essa busca por significados escondidos em grandes filmes. O filósofo Slavoj Zizek expõe sua interpretação de cenas de filmes como "A noviça rebelde" e "Titanic" para apresentar uma jornada cinematográfica ao coração das ideologias. Direção: Helena Solberg. Duração: 84 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 22 de janeiro, sexta-feira, às 02h e 16h; 24 de janeiro, domingo, às 0h; 25 de janeiro, segunda, às 10h. 

Sexta da Sociedade – 22/01

22h30 – ''Favela é Moda'' (Documentário)

"Favela É Moda" revela a força estética e política de jovens negros das periferias do Rio de Janeiro em busca de realização pessoal no mundo da moda. O documentário aborda a recente tendência do surgimento de agências de modelos nestas periferias e revela os dilemas, sonhos e desafios dos jovens em busca de visibilidade, distinção e ascensão social. Apresenta, ainda, uma geração que acredita na afirmação de identidades e sexualidades. O filme acompanha o desenvolvimento de modelos de uma agência que tenta reverter o cenário de sub-representação dos corpos negros e fora do padrão estabelecidos na moda.  Diretor: Emilio Domingos. Duração: 75 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 23 de janeiro, sábado, às 02h30 e às 14h20; 24 de janeiro, domingo, às 21h20; 25 de janeiro, segunda-feira, às 16h30; 26 de janeiro, terça-feira, às 10h30.

Sábado – 23/01

15h45 – ''John Lennon: Imagine – O Filme''

Imagens exclusivas de John Lennon e Yoko Ono filmadas na Inglaterra e nos Estados Unidos para acompanhar o álbum “Imagine”. Diretores: John Lennon e Yoko Ono. Duração: 70 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 05 de novembro, terça, às 2h30 e às 16h30; 06 de novembro, quarta, às 10h30; 9 de novembro, sábado, às 22h45; 10 de novembro, domingo, às 13h45. Horários alternativos: 24 de janeiro, domingo, às 22h45.

Domingo – 24/01

20h – ''Uma Garota Chamada Marina'' (Documentário)

Com linguagem cinematográfica mista e roteiro não linear, o documentário musical “Uma Garota Chamada Marina” retrata a trajetória da cantora e compositora Marina Lima, que tem mais de 40 anos de carreira. O longa-metragem é composto por imagens de arquivos audiovisuais, imagens inéditas do acervo privado da artista, registros de ensaios, gravações e shows e entrevistas com a artista e pessoas que a cercam.  Diretor: Candé Salles. Duração: 71 min. Classificação: 12 anos.


Nenhum comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.