Canal Curta! exibe documentário sobre descoberta do fóssil mais antigo do homo sapiens e suas implicações

Divulgação

O documentário francês "Sapiens: o novo início" sai em busca da solução de um grande mistério: a origem da espécie humana. O filme mostra o trabalho investigativo de uma equipe formada por pessoas de diversos países, cujos resultados mudaram o conhecimento da humanidade sobre seus ancestrais mais remotos. 

O cineasta Olivier Julien e sua equipe foram ao Marrocos para documentar o sítio arqueológico onde fora encontrado o fóssil que provocou uma verdadeira revolução na paleontologia moderna. Descoberto por um mineiro em 1960, o crânio do chamado "homem de Irhoud" foi, inicialmente, datado em 40 mil anos pelo método do carbono-14. Porém, 20 anos depois, novas pesquisas indicaram que sua idade girava em torno de 300 mil anos. Portanto, sem que soubéssemos, estávamos diante do fóssil mais antigo de um homo sapiens. Isso mudou a teoria de que o homem moderno teria evoluído de ancestrais primitivos do leste da África, há 200 mil anos.

Produzido pela Arte France e pela Bellota Films, o documentário mostra as técnicas usadas para fazer essa datação (por exemplo, com uso da termoluminescência) e as consequências das descobertas feitas pela equipe de paleontólogos chefiada pelo cientista francês Jean-Jacques Hublin e pelo marroquino Abdelouahed Ben-Ncer. A exibição é na Sexta da Sociedade, 26 de março, às 22h30.

Cinebiografia exclusiva de Ney Matogrosso mostra artista vigoroso e performático desde a juventude às vésperas dos 80 anos

Reconhecido tanto por sua voz singular quanto por suas performances surpreendentes, o cantor Ney Matogrosso, que completa 80 anos em 2021, é tema do documentário “Ney – À Flor da Pele”, exclusivo do canal Curta!. Centrado no impacto do artista na cultura brasileira, o filme apresenta uma antologia audiovisual composta por entrevistas históricas e clipes musicais, contemplando toda a sua bem-sucedida carreira.

Desde cedo quebrando tabus relacionados às questões de gênero e sexualidade, Ney aparece, no filme, refletindo sobre o tema em declarações dadas ao longo de muitos anos. O documentário “Ney À Flor da Pele” é uma produção da Nepomuceno Filmes, dirigida por Felipe Nepomuceno e viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A exibição é na Segunda da Música, 22 de março, às 22h40.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 22/03 

22h40 – ''Ney — À Flor da Pele'' (Documentário)

"Ney — À Flor da Pele" é um documentário de longa-metragem centrado no impacto das performances de Ney Matogrosso na cultura brasileira, desde a segunda metade do século XX até a atualidade. Uma antologia audiovisual, toda composta por imagens de arquivo. Direção: Felipe Nepomuceno. Duração: 70 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 23 de março, terça-feira, às 02h40 e 16h35; 24 de março, quarta-feira, às 10h40; 27 de março, sábado, às 22h40 e 28 de março, domingo, às 15h.

Terça das Artes (Visuais, Cênicas, Arquitetura e Design) - 23/03

22h30– "Guarnieri'' (Documentário) 

Gianfrancesco Guarnieri foi ator de grande sucesso na televisão, autor fundamental na história do teatro brasileiro e imagem-síntese do artista engajado. Ao mesmo tempo em que foi essa figura pública, esteve frequentemente ausente na esfera familiar. Contrariando os caminhos do pai, Flávio e Paulo, também atores, assumiram um total distanciamento entre arte, trabalho e política, privilegiando a família. A partir desses retratos geracionais, o diretor Francisco Guarnieri procura reconstruir a figura de seu avô distante. Valendo-se de materiais de arquivo íntimos e públicos, entrevistas e reencenações, o filme reflete sobre um passado ao mesmo tempo nacional e privado, e sobre o papel do indivíduo na sociedade, na arte e na família. Direção: Francisco Guarnieri. Duração: 71 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 24 de março, quarta-feira, às 2h30 e às 16h30; 25 de março, quinta-feira, às 10h30; 28 de março, domingo, às 00h.

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 24/03

22h – ''Cinema Novo'' (Documentário)

Um ensaio poético, um olhar aprofundado e um retrato íntimo sobre o Cinema Novo, movimento que colocou o Brasil no mapa cinematográfico mundial, lançou grandes diretores (como Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos e Cacá Diegues) e criou uma estética única, essencial e visceral.  Direção: Eryk Rocha. Duração: 93 min. Classificação: Livre.  Horários alternativos: 25 de março, quinta-feira, às 02h e 16h; 26 de março, sexta-feira, às 10h; 27 de março, sábado, às 12h20; 28 de março, domingo, às 19h20.

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 25/03

21h30 – ''Recife Sevilla'' (Documentário)

As principais entradas da poética de João Cabral de Melo Neto são Recife e Sevilha. É igualmente verdadeiro dizer que se entra em Recife e em Sevilha através da poesia de João Cabral. Seus versos guardam, nas entrelinhas, a experiência do homem apaixonado por essas duas cidades. O Recife do menino de engenho e do rapaz mundano e a Sevilha do homem feito andarilho por força de sua carreira de diplomata.  Direção: Bebeto Abrantes. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 26 de março, sexta-feira, às 01h30 e às 15h30; 28 de março, domingo, às 18h20; 29 de março, segunda-feira, às 09h20.

Sexta da Sociedade (História Política, Sociologia e Meio Ambiente) – 26/03

22h30 – ''Sapiens: o novo início'' (Documentário) 

O cineasta Olivier Julien levou sua equipe de filmagem ao Marrocos para documentar o sítio arqueológico onde foi encontrado o fóssil que provocou uma revolução na paleontologia moderna. Encontrado por um mineiro em 1960, o crânio do chamado "homem de Irhoud" foi inicialmente datado em 40 mil anos, pelo método do carbono-14. No entanto, vinte anos depois, novas pesquisas indicaram que sua verdadeira idade girava em torno de 300 mil anos, tornando-o o fóssil mais antigo de um homo sapiens que conhecemos. Isso mudou a teoria de que o homem moderno teria evoluído de ancestrais primitivos do leste da África, há 200 mil anos.  Direção: Olivier Julien Duração: 87 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 27 de março, sábado, às 02h30 e às 14h; 28 de março, domingo, às 22h25; 29 de março, segunda-feira, às 16h30; 30 de março, terça-feira, às 10h30.

Sábado – 27/03

19h10 – "As Canções da Minha Vida'' (Série) – Episódio ''Jards Macalé''

A mãe de Macalé foi quem o levou para o mundo da música. Neste episódio, o artista fala com carinho sobre ela e sobre as histórias que viveu com João Gilberto e outros grandes nomes.  Direção: Bruno Levinson. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 28 de março, domingo, 10h10.
 
Domingo – 28/03

16h25 – ''Aconteceu na Quarta-Feira'' (Ficção)

Um casal de atores vive um casamento insuportável. Julio sempre foi um ator medíocre, mas é famoso por ter trabalhado a vida toda na televisão. É muito mais velho que Julia. Os dois criaram uma dependência perversa na qual Julio é a parte fraca. Amam-se e odeiam-se. Seus sentimentos são tão divididos, ele tem tanta vontade de se separar, que um dia vai embora e, ao mesmo tempo, fica. Sem saber, ganha um duplo. Dois homens não podem ter a mesma vida, isto é logo descoberto. Um deles terá de morrer. O interlocutor do casal é o tímido, estranhíssimo e competente psicanalista Marco. Direção: Domingos Oliveira. Duração: 70 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 29 de março, segunda-feira, 16h44.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem