Globo exibe programação especial no Mês da Mulher

Divulgação Globo/Estevam Avellar

Potência, diversidade, união, coragem, empatia, escolha, fala, força, esperança. Mais do que palavras, esses substantivos representam muito do que precisamos para fazer um mundo melhor. São um conjunto de valores essenciais para o futuro. Características femininas que traduzem esperança e simbolizam a potencialidade de ser mulher. E são elas o fio condutor das ações desenvolvidas pela Globo para celebrar o mês da mulher em 2021. Com o conceito “Um mundo melhor para as mulheres é um mundo melhor para todo mundo”, que permeia todas as ações da empresa dentro do universo feminino, a iniciativa é composta por uma programação especial nos canais da Globo e uma campanha inédita.
 
O filme, assinado por TV Globo, GNT, Off, Multishow, Gloob, GloboNews, Viva, SporTV, Combate e Première, será lançado na próxima semana. O trabalho traz os múltiplos olhares sobre o território feminino, valorizando a pluralidade e a diversidade, combatendo estereótipos e rótulos. A campanha apresenta os diferentes valores e características femininas, com seus significados ilustrados por cenas da vida real e da ficção. Versões mais curtas e adaptadas a cada canal serão veiculadas até o final do mês. Nas redes sociais, a campanha ganha força convidando mulheres para escolher um dos substantivos femininos das peças e postar um vídeo comentando porque ela muda o mundo, reverberando a força com que essas palavras ecoam.
 
TV GLOBO
 
Abrindo a programação especial, a TV Globo trouxe de volta nesta segunda-feira, dia 1º, na faixa das seis, a novela ‘A Vida da Gente’, sucesso da autora Lícia Manzo, com direção artística de Jayme Monjardim. Na trama, os jovens Ana (Fernanda Vasconcellos) e Rodrigo (Rafael Cardoso), criados como irmãos, se apaixonam perdidamente, tendo de enfrentar a contrariedade de seus pais, Eva (Ana Beatriz Nogueira) e Jonas (Paulo Betti), que, casados, criam juntos seus filhos de outras relações. No elenco estão Marjorie Estiano, Nicette Bruno, Regiane Alves, Gisele Froes, Malu Galli, Angelo Antonio, Alice Wegmann, entre outros.
 
Também nesta segunda-feira estão de volta as personagens femininas que conduzem a história de ‘Amor de Mãe’: Lurdes (Regina Casé), Thelma (Adriana Esteves) e Vitória (Taís Araujo). Durante duas semanas, o público vai poder se reconectar com a novela de Manuela Dias, que tem direção artística de José Luiz Villamarim, e acompanhar a reexibição de capítulos que resumem a história da primeira fase. Os destinos cruzados de Lurdes, Thelma, Vitória e dos demais personagens serão relembrados até o ponto onde a trama foi interrompida, em março de 2020. Os capítulos vão ao ar antes das últimas emoções de ‘A Força do Querer’. E, a partir do dia 15, os desfechos dos personagens serão apresentados em episódios inéditos. Será que Lurdes vai finalmente encontrar Domênico? Em seguida, Tela Quente traz 'Atômica', filme de ação e espionagem com Charlize Theron no papel de uma agente do MI6 enviada a Berlim para investigar um assassinato durante a Guerra Fria. Lançado em 2017, o longa ainda é inédito na TV aberta.
 
A partir de quarta, dia 3, a série documental ‘Em Nome de Deus’, lançada ano passado no Globoplay, será exibida na TV Globo, logo após o ‘Big Brother Brasil 21’. O documentário de seis episódios acompanha a história do médium João de Deus desde a sua infância no interior de Goiás até sua prisão por crimes sexuais, mostrando ainda o trabalho de investigação realizado ao longo de 18 meses, a dualidade e os crimes atribuídos ao curandeiro. Com condução de Pedro Bial e da roteirista Camila Appel, a série traz entrevistas com as vítimas de João de Deus e celebridades que eram próximas ao médium, como Xuxa Meneghel. A força dessas mulheres que se uniram para denunciar o médium foi determinante e é um grande protagonista da série.
 
Já no sábado, dia 6, o ‘É de Casa’ recebe mulheres inspiradoras e conta histórias em homenagem ao Dia da Mulher. No ‘Viva o Verde’, Ana Furtado e Murilo Soares conversam com Dira Paes sobre poda e árvores que atraem pássaros. O programa mostra mulheres que se destacaram na linha de frente da pandemia, seja na arte, na medicina ou no mundo empresarial, além de reunir iniciativas de figuras femininas populares que se mobilizaram em nome do coletivo ou fizeram movimentos para garantir o sustento de quem ficou desempregada no auge da pandemia. Ao vivo, a atriz Lília Cabral participa da conversa com Patrícia Poeta. E, no ‘Belezas da Terra’, Juliana Sana conta a história de Noelle Foletto, uma agrônoma e produtora de arroz de Itaqui, Rio Grande do Sul, que além de ser uma referência no mundo do agronegócio, incentiva outras mulheres do campo a lutarem pelos seus direitos. 
 
À tarde, ainda no dia 6, teremos a volta do ‘Se Joga’, comandado por Fernanda Gentil. Ao vivo e com novidades que vão do conteúdo ao visual, a atração reúne o melhor da semana no mundo das celebridades, da TV, do cinema, da música e das redes sociais. O programa convida o público a relaxar e se divertir com matérias especiais, entrevistas exclusivas, visitas ao passado da TV, spoilers de cenas, interatividade e muitas curiosidades sobre o acontece por trás das câmeras. “A temporada 2021 vem com a proposta de ser intimista, próxima e quente. Vamos bater papo com o público e com os convidados de forma leve e descontraída”, conta Fernanda, que apresenta a atração do estúdio. O programa conta com Érico Brás em entrevistas e quadros com convidados em gravações externas e Tati Machado comentando as novidades da semana. Juliane Massaoka e Cauê Fabiano completam o time com reportagens e notícias dos bastidores.
 
No sábado à noite, o Supercine exibe 'Sex and The City: O Filme', uma continuação da série de comédia dramática de mesmo nome sobre quatro amigas: Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), Samantha Jones (Kim Cattrall), Charlotte York Goldenblatt (Kristin Davis) e Miranda Hobbes (Cynthia Nixon), lidando com suas vidas como mulheres solteiras em Nova York. 
 
O ‘Fantástico’ do dia 7 traz um dos grandes exemplos femininos de força e perseverança, a americana Hattie McDaniel, primeira atriz negra a ganhar o Oscar por seu papel em ‘E o Vento Levou...’. Ela será a personagem retratada na animação da série ‘Mulheres Fantásticas’ e terá sua história contada pela atriz Isabel Filardis. A apresentadora Poliana Abritta entrevista para o quadro a bailarina Ingrid Silva, carioca do Morro da Mangueira, que atualmente brilha no Dance Theatre of Harlem, em Nova York, e se tornou a primeira bailarina negra a ter uma sapatilha personalizada na cor da pele dela.
 
Ainda no dia 7, o Domingo Maior exibe 'A Vigilante do Amanhã: Ghost in The Shell', em que Scarlett Johansson vive a Major Mira Killian. Num futuro próximo, ela tem seu cérebro transplantado para um corpo inteiramente construído por uma grande empresa e passa a combater o crime, até que começa a perceber certas falhas em sua programação que a fazem ter vislumbres do passado quando era humana. Na sequência, o Cinemaço traz 'Até o Limite da Honra', com Demi Moore no papel de uma oficial que torna-se a única mulher em um grupo de elite da Marinha Americana e no treinamento terá de provar que pode suportar semanas de tortura física e emocional, com poucas pessoas acreditando que ela possa vencer. 
 
Na segunda-feira, 8, Dia Internacional da Mulher, as homenagens começam logo pela manhã. Fátima Bernardes comanda um ‘Encontro’ especial, pensado e produzido por mulheres para celebrar a alegria e a força feminina. Fátima conversa com pessoas que mostram a potência da mulher, sua capacidade de se reinventar, de superar obstáculos, de olhar para o passado com carinho e criar algo novo.  Além de contar com a participação de Fafá de Belém, o matinal apresenta também um clipe em parceria inédita de Jeniffer Nascimento e Sophia Abrahão, produzido exclusivamente para a data. 
 
A Sessão da Tarde exibe 'Joy: O Nome do Sucesso ', com Jennifer Lawrence como a protagonista do longa baseado na vida da inventora Joy Mangano. Mãe solo de três e morando com os filhos, ex-marido e pais divorciados sob o mesmo teto, Joy finalmente decide investir em sua invenção: um eficiente e inovador esfregão. Muito elogiada por sua performance, Lawrence recebeu o Globo de Ouro de melhor atriz em comédia ou musical e uma indicação ao Oscar de melhor atriz pelo desempenho no filme. 
 
E, à noite, ainda no dia 8, a TV Globo exibe o especial ‘Falas Femininas’. A atração destaca trajetórias inspiradoras, valoriza a potência da mulher brasileira e provoca uma conversa franca sobre alguns dos dilemas femininos da atualidade. Em formato documental, a equipe acompanha o dia a dia de cinco mulheres que representam o país em sua diversidade cultural, social, racial e religiosa. Do Rio de Janeiro vem a rapper e estudante universitária Carol Dall Farra, de 26 anos; a auxiliar de enfermagem Cristiane Sueli de Oliveira, de 44 anos, e a diarista Sebastiana do Santos Oliveira, a Tina, moram em São Paulo; a ambulante Gleice Araújo Silva, conhecida como Ruana, de 29 anos, é de Salvador; e, em São Raimundo Nonato, no Piauí, o ‘Falas Femininas’ encontra Maria Sebastiana Torres da Silva, de 59 anos. O especial promove um encontro entre elas nos estúdios da Globo em São Paulo, em um bate-papo mediado por Fabiana Karla. O programa, feito por uma equipe majoritariamente feminina, vai ao ar depois do ‘BBB 21’. 
 
É também em março que o divertido trio, formado por mulheres dispostas a recuperar suas próprias identidades e os sonhos que ficaram no passado, volta a animar a faixa das sete. A partir do dia 22, o público poderá rever as aventuras de Alexia (Deborah Secco), Kyra (Vitória Strada) e Luna (Juliana Paiva), desde o primeiro capítulo, em ‘Salve-se Quem Puder’.  Escrita por Daniel Ortiz e com direção artística de Fred Mayrink, a trama mostra a história das três mulheres que têm seus destinos entrelaçados ao tentarem sobreviver à chegada de um furacão em Cancún. Como se não bastasse, elas também se tornam testemunhas acidentais de um assassinato. De volta ao Brasil, são obrigadas a viver sob a custódia do Programa de Proteção à Testemunha e começam uma nova vida repleta de aventuras e dramas. Os capítulos inéditos de ‘Salve-se Quem Puder’ começarão a ser exibidos em maio. 
 
 GLOBOPLAY
 
No Dia Internacional da Mulher, dia 08, o Globoplay estreia a série exclusiva ‘Filhas de Eva’, que percorre o universo feminino, a busca por liberdade e a amizade. A trama apresenta os sonhos, os conflitos e os desejos de três mulheres em diferentes fases de vida: Stella (Renata Sorrah), Lívia (Giovanna Antonelli) e Cléo (Vanessa Giácomo). Com autoria de Adriana Falcão, Jô Abdu, Martha Mendonça e Nelito Fernandes e direção artística de Leonardo Nogueira, a obra é um drama com pinceladas de humor. Nas diferenças entre as personagens, se encontram impasses, dúvidas, obstáculos, decisões e reflexões inerentes à vida de qualquer pessoa: se você pudesse, o que gostaria de mudar na sua vida? E o que te impede? Quem está, de fato, disposto e aberto às mudanças? ‘Filhas de Eva’ provoca essas e outras indagações. 
 
Outras histórias protagonizadas por mulheres também são destaque no Globoplay, que terá um agrupador especial no mês de março com séries como “Por que as Mulheres Matam”, “Killing Eve”, “Todas as Mulheres do Mundo”, “L.A.'s Finest”, “Meu Nome é Liberdade”, “Hebe”, “Aruanas”; e documentários como “Marielle”, “Simone De Beauvoir”, “A Sexualidade Feminina”, “Michelle Obama: Esperança vira Mudança”, “Jackie Kennedy e A Luta Pelos Direitos Civis”, entre outros.
 
GLOBONEWS
 
No dia 08 de março, o ‘Em Pauta’ terá uma edição especial em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Com apresentação de Aline Midlej e Ana Paula Araújo, o programa recebe jornalistas mulheres para analisar temas relevantes do universo feminino, como liberdade reprodutiva, mulher em espaços de poder e mercado de trabalho. Durante a atração, todas vão compartilhar relatos de conquistas e experiências pessoais e profissionais.
 
SPORTV
 
No esporte, tem novidade nas transmissões do futebol. Ainda em março, Renata Silveira estreia como a primeira mulher a narrar partidas na cobertura multiplataforma do Esporte da Globo. Renata começou a carreira em 2014, ao vencer um concurso da Rádio Globo para narrar jogos da Copa do Mundo, e quer se tornar inspiração para jovens que, como ela, crescem apaixonadas pelo esporte mais querido do Brasil.
  
GNT
 
No ‘Papo de Segunda’, durante todo o mês, o quadro 'Mulheres de Março' vai entrevistar mulheres relevantes nas redes sociais. No dia 03, às 22h30, o ‘Saia Justa’ volta para o debate ao vivo e presencial. Com Astrid Fontenelle, Pitty, Mônica Martelli e Gaby Amarantos, a atração traz novos quadros e discussões com o Mês da Mulher como mote. 
 
Nos dias 7 e 8,  a estreia da plataforma Diálogos GNT traz o evento virtual "Mulheres do Presente", com reflexões sobre autocuidado, empoderamento, maternidade e longevidade. O público poderá acompanhar as conversas a partir das 17h, no canal oficial do GNT no YouTube, além de conferir flashes ao vivo durante os intervalos da programação na TV. Ainda no dia 8, à 00h, logo após o Papo de Segunda, o documentário  ‘Como Ela Faz?’ traz uma imersão na vida de doze mulheres, acompanhando suas rotinas e evidenciando os obstáculos que enfrentam por mais equidade. 
 
No dia 10, às 23h30, logo após o 'Saia Justa', ‘Falas Femininas’, especial da TV Globo, chega no GNT para mostrar o dia a dia de cinco mulheres, que representam o país em sua diversidade cultural, social, racial e religiosa. Com uma equipe majoritariamente feminina, liderada pelas diretoras Antonia Prado e Patrícia Carvalho, o programa destaca as trajetórias inspiradoras, valoriza a potência da mulher brasileira e provoca uma conversa franca sobre alguns dos dilemas femininos da atualidade. 
 
No dia 15, à 0h, logo após o ‘Papo de Segunda’, ‘Mulheres Reconstruindo a América’ dá foco para as mulheres que ganharam protagonismo no movimento feminista americano. O documentário compartilha suas trajetórias de lutas e vitórias na última década. O filme conta com depoimentos de America Ferrera, Natalie Portman, Shonda Rhimes e Gloria Steinem, além de muitas outras mulheres diretamente envolvidas com os movimentos Black Lives Matter, #MeToo e Time's Up.
 
 MULTISHOW
 
O Multishow celebra o Dia da Mulher com um TVZ Especial dedicado ao tema. A partir de 18h30, no dia 08, Dedé Teicher conversa virtualmente com artistas que trazem o girl power em forma de música e humor. Estão confirmadas Simaria, Preta Gil, Isabelle Marques, Cacau Protásio e Titi Muller. E como não poderia ser diferente, uma seleção de clipes femininos dá o tom dessa programação. Já o YouTube do canal vai relembrar cenas hilárias com as personagens femininas ao longo da semana. No TikTok e no Reels do Instagram, artistas convidadas participam de desafios e esquetes especiais para o Dia da Mulher.
 
VIVA
 
O VIVA exibe quatro episódios emblemáticos da série ‘Mulher’, sucesso de 1998 da TV Globo. Estrelada por Patrícia Pillar e Eva Wilma, a atração mostra duas diferentes gerações de médicas ginecologistas tão movidas pela paixão e o compromisso ético com suas funções que, por vezes, privilegiam o trabalho e deixam de lado a vida pessoal. Os episódios serão exibidos aos sábados, a partir das 20h30, com reexibições aos domingos, a partir das 12h15, e no sábado seguinte a partir das 16h.
 
CANAL BIS
 
De 08 a 12 de março, às 21h, o Canal Bis enaltece a força das brasileiras que fazem história na música com a exibição de performances de importantes cantoras nacionais como Pitty, com o show inédito no canal “Matriz Ao Vivo”; Teresa Cristina, Maria Gadú, Rita Lee e Fernanda Abreu, também com a apresentação inédita “Amor Geral (A) Live”. No sábado, 13, e domingo, 14, às 21h30, é a vez de conferir documentários sobre Maria Bethânia e grandes nomes femininos do funk como Anitta, Pocah, Kelly Key, Tati Zaqui e MC Rebecca. Na mesma semana, os seguidores do @canalbis conferem o bate papo de duas artistas em lives especiais no Instagram do canal.
 
CANAL OFF
 
Ao longo de março o Canal OFF está com uma versão atualizada do #MaréFemininaNoOFF. Toda segunda-feira, o OFF Docs traz matérias com novos rostos, opiniões e ideias do surfe feminino. E no dia 8 de março, uma programação especial durante todo o horário nobre mostra documentários marcantes. Às 18h o canal exibe ‘Blue Crush’, primeiro filme de surfe 100% feminino que fez o diretor Bill Ballard quebrar todos os paradigmas da época, em 1998. Também inclui uma sessão especial dedicada à surfista havaiana Rell Sunn e sua batalha contra o câncer de mama. Na sequência, às 19h, vai ao ar ‘Britney's Crew: Confinadas’. Filmado durante a pandemia de Covid-19, o documentário mostra como a quarentena chegou abalando as estruturas das skatistas do Britney's Crew e as forçou a pausar todos os planos, projetos e ideias que iriam fazer em 2020. 
 
Às 19h30, o inédito documentário ‘Tidal’ segue a jornada de Lisa Beasley após um terrível acidente que a encoraja a retornar ao oceano. Ressignificando seu amor pelo mar, Lisa se torna uma guardiã da vida marinha. Às 20h, o também inédito ‘Jamie Anderson's Unconditional’ mostra a snowboarder com mais medalhas olímpicas e títulos de X-Games da História. O documentário acompanha a atleta na busca por pistas ainda mais desafiadoras.
 
‘Três Irmãs Big Riders’ vai ao ar às 20h30 contando a história de três irmãs da Nicarágua, Valentina (15 anos), Candelaria (12 anos) e Maxi (9 anos). Elas dropam ondas gigantes e vivem um lifestyle de viajar e surfar pelo mundo na companhia do pai, técnico e maior incentivador. Às 21h, ‘A Land Shaped by Women’ mostra o motivo da Islândia ter sido classificada em primeiro lugar em igualdade de gênero pela ONU por nove anos consecutivos. 
 
Às 22h, o documentário ‘Conquista da Agulha do Diabo’ acompanha a reunião de um grupo feminino para mostrar o quão inseridas estão as mulheres em ambientes de montanha. ‘The Dirt Chix’, às 22h30, mostra a história de quatro amigas de uma cidade canadense que superaram adversidades para se reunir uma vez por semana para praticar Mountain Bike e formaram um grupo com mais de 160 ciclistas. Às 23h30, vai ao ar o documentário ‘Menina Da Pipa - Marina Carbonell Na Arte e No Surfe’ e, encerrando o especial, meia-noite, ‘Zero to 100 - A Lakey Petersen History’ nos leva ao redor do mundo em uma jornada inspiradora que mostra a ascensão de uma das mulheres mais progressistas no surf até hoje: a americana Lakey Peterson.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem