‘Globo Repórter’ mostra como a natureza está se recuperando dos incêndios do ano passado no Pantanal

Reprodução

O 'Globo Repórter' desta sexta-feira, dia 30, volta ao Pantanal para mostrar como a natureza está se recuperando dos incêndios que atingiram a região no ano passado. As repórteres Eunice Ramos e Claudia Gaigher percorrem o Pantanal em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul para ver como a maior planície alagada do planeta, no coração do Centro-Oeste, está agora após enfrentar a maior tragédia de sua história, na qual 26% da vegetação pantaneira foi queimada.
 
A repórter Claudia Gaigher, que há 22 anos vai ao Pantanal todo mês, observa e compartilha a transformação da paisagem. “À primeira vista, o Pantanal está verde, parece que renasceu. Mas quando observamos detalhadamente – os observadores confirmam isso – esse incêndio de 2020 provocou uma mudança muito grande no sistema. Só depois de muitas pesquisas será possível avaliar o tamanho e o impacto dessa devastação”, conta a repórter. “Percebemos uma transformação na paisagem e um impacto muito grande na biodiversidade. Os animais começam a voltar, mas eles não encontram comida. O apoio dos pesquisadores para alimentá-los ainda é fundamental. A dificuldade da natureza de se regenerar sozinha também chama a atenção. Choveu menos esse ano, não teve aquela inundação necessária para trazer a vida de volta ao campo. E agora, no período de estiagem, a preocupação é que os incêndios retornem”, alerta a repórter.
 
Ainda é difícil precisar, mas pesquisas indicam que mais de 10 milhões de animais, incluindo serpentes, pequenos mamíferos, roedores, aves e, em menor quantidade, animais de grande porte, morreram nos incêndios ou foram afetados pelas queimadas. Alguns sobreviventes foram resgatados e enviados para centros de reabilitação, onde são tratados e preparados para serem soltos novamente na natureza. A pesquisa chama a atenção para a convivência pacífica entre animais que não costumam ser vistos juntos na natureza, por conta da escassez de água. A presença de filhotes também é um bom sinal de que as espécies estão conseguindo reproduzir. Como no Pantanal estão os dois maiores redutos de araras azuis do mundo e os dois foram devastados pelo fogo, essa espécie também merece uma atenção especial. O programa mostra que as araras continuam reproduzindo, mas estão nascendo mais frágeis agora. 
 
O ‘Globo Repórter’ vai ao ar na noite de sexta-feira, dia 30, depois do ‘Big Brother Brasil’.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem