Do apogeu ao colapso: 'Adeus, Camaradas!' mostra trajetória da União Soviética

Divulgação/Curta!On

Os reflexos da ditadura de Stalin, a expansão do bloco socialista, o gulag, os segredos por trás da explosão da usina de Chernobyl, a conquista espacial, a queda do muro de Berlim. Esses e muitos outros acontecimentos que fazem parte dos anos em que a União Soviética dominava politicamente uma boa parcela do planeta — do fim da Segunda Guerra até o início dos anos 1990 — são relembrados e analisados na minissérie francesa ''Adeus, Camaradas!'', na programação do Curta!On.

Dividida em seis episódios de cerca de 50 minutos, a produção da ARTE-France é dirigida pelo documentarista russo Andrei Nekrasov. “Apogeu”, “Ameaças”, “Esperança”, “Revolução”, “Despertar” e “Colapso” são os títulos dos capítulos que contam a história do auge do “império” comunista, passando pelo início de seu declínio até o colapso total. De forma criativa e didática — por vezes utilizando recursos do humor, mas também dando tons de pesar diante de momentos mais trágicos —, a série destaca acontecimentos a partir da década de 1970, quando a União Soviética lançava os primeiros foguetes e começava a conquista espacial, símbolo maior de seu apogeu.

A condução da série é feita por uma personagem — interpretada pela atriz Tatiana Nekrasov — que revela ter estudado História para não esquecer o passado. Ela questiona o narrador, a quem chama de pai, que lamentava o que considerava “a morte do socialismo”, após assistir pela televisão, em 25 de dezembro de 1991, a renúncia de Mikhail Gorbachev à presidência da União Soviética e a dissolução do bloco. “Aquela superpotência nunca antes derrotada acabou derrotando a si mesma”, analisa.

Filmados em 12 países que antes compunham a chamada Cortina de Ferro, como Alemanha e Romênia, a série apresenta uma análise do bloco socialista europeu e suas lideranças, além de mostrar as dificuldades enfrentadas enquanto a União Soviética se desmantelava. Passado o auge do regime, muitos países começaram a lutar por independência e ondas nacionalistas e separatistas ganharam força, aumentando os conflitos nos domínios soviéticos. Os episódios trazem imagens históricas e entrevistas com pessoas que participaram do desenrolar dos acontecimentos, como, por exemplo, Alexei Kondaurov, oficial da KGB, o serviço secreto soviético, de 1973 a 1991.

“Adeus, Camaradas!” mostra, ainda, os últimos suspiros da antiga potência mundial e o início de novos caminhos que a Rússia tomaria dali em diante: a implementação da Perestroika e do Glasnost pelo presidente Mikhail Gorbachev, em 1986, em prol de uma reestruturação econômica e de uma maior abertura política.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem