CNN SÉRIES ORIGINAIS traz a série 'A Sociedade da Intolerância'

Divulgação

O CNN Séries Originais estreia a série A Sociedade da Intolerância. Em três episódios, será retratado como agem os intolerantes, bem como haverá histórias de vítimas desses ataques no Brasil. Cada programa traz um recorte específico: o primeiro episódio trata da intolerância religiosa, o segundo fala sobre racismo e xenofobia e o último sobre homotransfobia.

Mas, afinal, o que é intolerância?

"Intolerância é você associar diferença a inferioridade. Intolerância é você constranger, humilhar, ofender, ultrajar, vilipendiar ao outro", explica Hédio Silva Júnior, coordenador do Instituto de Defesa das Religiões Afro-brasileiras.

O primeiro episódio “Os ataques às religiões” que vai ao ar nesta quinta-feira (05.08), às 22h30min, mostra o que está por trás dos ataques às religiões. De acordo com o IBGE, dos 212 milhões de brasileiros, mais de 190 milhões são religiosos, e pelo menos 5 milhões já foram alvo de intolerância religiosa. De todas as denúncias registradas no Ministério dos Direitos Humanos, 51% são contra religiões afro-brasileiras. Qual a razão que leva pessoas a oprimir aqueles que professam uma fé diferente?

"Não se sabe exatamente as motivações e os objetivos relacionados a esse tipo de intolerância, de prática em relação a esses grupos, o que existe claramente é o discurso de que essas religiões, as religiões de matriz africana são religiões proibidas ou religiões que que estão associadas ao mau", explica o procurador da República, Julio José Araújo, que investiga um grupo de traficantes cariocas que se autointitulam "Traficantes de Jesus".

Fanatismo e o uso de textos fora do contexto estão entre as principais chaves causadoras da intolerância religiosa, segundo estudiosos. "Tocando nessa dimensão mais profunda do fanatismo, que é próprio do ser humano, usam essa couraça da religião para insuflar as pessoas a desenvolverem esse instinto de destruição do outro, para reafirmação da sua identidade", diz o teólogo Valdinei Silva.

Contra a prática da intolerância religiosa, a saída está na própria mensagem das religiões com base nas lições perpetuadas no amor e no respeito. "O exercício do amor, a vivência do amor, é um desafio. Eu acredito que nós vivemos uma cultura que tem medo do amor. Porque o amor nos torna vulneráveis. Ninguém pode se defender do amor. E o amor te leva por caminhos que você não conhece", explica o Padre Júlio Lancellotti.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem