CNN Sinais Vitais aborda as principais causas da cegueira reversível

Divulgação

Uma esfera de apenas 24 milímetros de diâmetro e com peso de 7 gramas e meia. Um dos órgãos mais preciosos para a sobrevivência dos seres humanos ao longo da história e para o convívio social. É a partir dos olhos que uma pessoa estabelece cerca de 90% do contato com o mundo exterior. Mas, e quando a visão cessa? Será que a medicina consegue reverter essa situação?

No episódio ''O poder do enxergar'', o ''CNN Sinais Vitais'', com o Dr. Roberto Kalil, que será exibido nesta quarta-feira (01.09), às 22h30min, mostra as principais causas de cegueira reversível e os caminhos e tratamentos disponíveis para que os pacientes consigam voltar a enxergar. 

Um dado alarmante é que a falta de óculos, juntamente com a catarata, são as principais condições que impossibilitam as pessoas de ver adequadamente. De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, os dois problemas, facilmente tratados, são responsáveis por 74,8% de todos os casos de deficiência visual no país. "É inacreditável que existam pessoas no Brasil que não enxergam por falta de óculos. Vivemos um momento de grande avanço da tecnologia e as pessoas não têm acesso a algo tão básico", indigna-se o Dr. Kalil diante desses dados.

A oftalmologia ainda é restrita no Brasil porque a especialidade não faz parte da atenção primária do SUS, o Sistema Único de Saúde. Mesmo diante dessa dificuldade, o programa acompanhou alguns serviços de ponta que atendem pelo SUS e que conseguem devolver a visão aos pacientes. “Hoje, a gente consegue com a ajuda de um celular e um técnico de enfermagem tirar uma fotografia do fundo de olho do paciente que está na periferia. A imagem é enviada para cá e analisada por um médico. Já fizemos 80 mil exames desse tipo pelo SUS. Aí só precisam vir para consulta aqueles que a imagem indicou alteração", conta Rubens Belfort Junior, presidente do Instituto da Visão, ligado à Unifesp.

No episódio, o público vai acompanhar uma cirurgia de catarata e o exato momento em que uma jovem volta a enxergar, depois de um transplante de córnea. Será possível conhecer um dos maiores Bancos de Olhos do mundo, que fica em Sorocaba, interior de São Paulo. “Muitas vezes, o paciente do SUS com problemas na córnea fica aguardando encaminhamento e não precisa. Pode se inscrever no nosso site e terá um atendimento inicial por telemedicina. Confirmando que é uma pessoa que realmente precisa de transplante, ela rapidamente entra na fila de espera", explica Edil Vidal De Souza, superintendente do Banco de Olhos de Sorocaba.

Para o Dr. Remo Susanna Junior, professor titular de Oftalmologia da Faculdade de Medicina da USP, além de recuperar a visão, o grande desafio da sua profissão é impedir que as pessoas fiquem cegas. “Ajudar alguém a voltar a enxergar é muito gratificante. Mas evitar que isso aconteça é ainda mais. Já sabemos que mais de 90% dos casos de cegueira são evitáveis, desde que elas tenham acesso ao especialista e ao tratamento”, diz ele.

*O ''CNN Sinais Vitais'', com o Dr. Roberto Kalil, vai ao ar na quarta-feira (01/09), às 22h30, logo após o “Jornal da CNN”, na faixa nobre da CNN Brasil.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem