CNN SINAIS VITAIS trata da principal causa de morte no mundo

Divulgação

O CNN Sinais Vitais, com o Dr. Roberto Kalil, que vai ao ar nesta quarta-feira (04/08), às 22h30min, fala sobre a principal causa de morte de homens e mulheres no Brasil e em todo o mundo. O episódio “Coração em alerta: a vida por minutos” trata do infarto agudo do miocárdio que é a doença cardiovascular que mais preocupa e tem aumento de incidência tanto entre o público masculino como o feminino.

''O infarto mata quatro vezes mais do que o câncer de mama, por exemplo. O ataque de coração já ultrapassou a incidência de AVC nas mulheres", destaca a Dra. Roberta Saretta, gerente médica do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês e uma das entrevistadas do programa.

O programa vai mostrar que, na maioria das vezes, o infarto acontece por conta de uma doença chamada aterosclerose, que é a formação de placas de gordura e cálcio nas paredes dos vasos do coração, principalmente. A formação dessa placa provoca um estreitamento que dificulta a passagem de sangue, e que pode causar infarto, AVC e até a morte. “Estudos mostram que a prevenção pode diminuir a mortalidade, globalmente, em até 50%. Ou seja, milhões de pessoas salvas ao diminuir os principais fatores de risco, como cigarro, sedentarismo, obesidade, diabetes, hipertensão e colesterol alto", reforça o Dr. Kalil.

O episódio aborda a história de uma professora universitária que infartou aos 64 anos e nunca tinha ido a um cardiologista antes. ''Eu demorei para acreditar, acho que eu queria me enganar. Puxa vida! Infarto, eu? eu danço tanto! eu pulo tanto! eu viajo, eu ando. Foi muito estranho", desabafa Célia Dias, professora aposentada. 

O telespectador também conhecerá o caso de um jovem fisioterapeuta que teve um infarto fulminante e só sobreviveu porque trabalha dentro do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, instituição ligada à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. O local atende 100% dos pacientes pelo SUS e possui o maior centro de hemodinâmica da América Latina. Foi neste local que a produção acompanhou um cateterismo e uma angioplastia para mostrar todos os detalhes da desobstrução de uma artéria infartada. 

"O ideal é que o paciente chegue a um centro de cateterismo nas primeiras três horas após o infarto, no máximo, seis horas depois. Dessa forma, a chance de ele morrer cai de 25 para 5%", explica o Dr. Fausto Feres, diretor do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia.

O ''CNN Sinais Vitais'', com Dr. Roberto Kalil, vai ao ar na quarta-feira (04/08), às 22h30, logo após o “Jornal da CNN”, na faixa nobre da CNN Brasil.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem