Com Rebeca Andrade em ação, SporTV2 exibe os quatro dias de finais do Mundial de Ginástica Artística

Divulgação

Pouco menos de três meses após uma participação histórica nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a ginástica artística brasileira está de volta ao Japão. A partir da 6h (de Brasília) desta quinta-feira, o SporTV2 exibe os quatro dias das finais do Mundial de Ginástica, direto da cidade de Kitakyushu. O narrador Luiz Carlos Jr. estará no comando da transmissão, ao lado dos comentaristas Daiane dos Santos e Diego Hypólito, dois ex-atletas que já sentiram o sabor de conquistar um título mundial deste esporte – ela até hoje a única brasileira campeã entre as mulheres, feito alcançado em 2003; e ele bicampeão, em 2005 e 2007, todas as vezes no solo. No domingo, quando acontece o último dia de disputa, o ‘Esporte Espetacular’ exibe um compacto da participação dos brasileiros nas finais, com a narração de Luis Roberto e dos dois comentaristas. O repórter Carlos Gil estará no ginásio acompanhando de perto o desempenho da campeã olímpica Rebeca Andrade e de Caio Souza, dois representantes do país que avançaram para a disputa de medalhas. 
 
A façanha de Rebeca Andrade em Tóquio, quando conquistou o ouro no salto e a prata no individual geral, gerou depoimentos emocionados tanto de Daiane dos Santos quanto de Diego Hypólito na transmissão da TV Globo. A expectativa agora é de que a ginasta consiga mais uma vez deixar os dois especialistas orgulhosos. Ela disputará três finais em Kitakyushu. No sábado, compete no salto – mesma prova na qual foi campeão olímpica – a partir de 4h45 e, na sequência, nas barras assimétricas. No domingo, briga por medalha na trave, às 5h. Já Caio Souza está na disputa do individual geral nesta sexta-feira, às 6h, e no último dia, no mesmo horário, marca presença na decisão das barras paralelas. “Ficaremos com certeza muito emocionados. A ginástica é a nossa vida. Somos eternos ginastas. O Brasil neste Mundial poderá trazer muitas alegrias. Independentemente do resultado, a história já vem sendo escrita. A cada grande competição somos mais respeitados internacionalmente. Desta vez não teremos o "Baile de Favela" da Rebeca, pois ela não competirá no solo, mas teremos ela brilhando em outros aparelhos e o Caio Souza brigando por medalhas em duas finais”, avisa Diego Hypólito.
 
Neste Mundial o Brasil enviou três representantes ao Japão. Além de Rebeca e Caio, Arthur Nory estava na disputa na barra fixa, mas foi eliminado nas eliminatórias e não tem mais chance de defender o seu título mundial na barra fixa, conquistado em 2019. “É um ano atípico para o esporte e este Mundial também será. Apenas três meses depois das Olimpíadas muitos atletas optaram por descansar e não irão participar. Outros, ao contrário, vislumbram a possibilidade de manter o ritmo de grandes resultados ou dar a volta por cima após a participação nos Jogos de Tóquio. Então, deveremos ter algumas surpresas e a confirmação de jovens atletas promissores. Para a ginástica brasileira a maior expectativa gira em torno da campeã olímpica Rebeca Andrade, sem dúvida alguma”, ressalta o repórter Carlos Gil. 
 
BATE BOLA - DAIANE DOS SANTOS
 
Depois da participação destacada da ginástica brasileira em Tóquio, com sete finais e duas medalhas, com qual a expectativa o país volta ao Japão quase três meses depois daquela campanha histórica? O Brasil já pode ser considerado uma das principais potências da modalidade no mundo?
Com certeza Tóquio traz boas memórias para o Brasil de uma maneira geral. Nossos ginastas competiram muito bem, pegaram várias finais, mais os dois pódios da Rebeca. Foi incrível. As primeiras medalhas da história da ginástica artística feminina. Eu tenho certeza de que agora seremos tão abençoados quanto fomos em Tóquio. O Brasil é uma potência, tanto no masculino quanto no feminino.  
 
- Além da Rebeca Andrade, quais atletas brasileiros você apostaria que podem pegar final e subir ao pódio desta vez?
Teremos, além da nossa campeã olímpica, o Caio Souza, que foi finalista olímpico no individual geral, disputando as finais. O Arthur Nory, que é o atual campeão mundial de barra fixa, acabou eliminado nas fase eliminatória desta prova e não tem mais chance de defender o título dele.
 
- Na transmissão dos Jogos Olímpicos, você e o Diego Hypólito ficaram emocionados algumas vezes comentando a participação dos ginastas brasileiros. Acredita que isso irá se repetir? 
Tanto para mim quanto para o Diego é sempre emocionante quando vemos sair um resultado que tanto esperamos, a expectativa virar realidade. Não tem como não nos emocionarmos vendo a vitória dos brasileiros. Eles estão representando todos nós que vivemos esse esporte. Nós convivemos com eles e temos essa ligação emocional muito forte. Então não tem como não se emocionar e comemorar esses momentos.
 
PROGRAMAÇÃO – SPORTV2

21/10 – Quinta-feira
6h - Final Individual Geral Feminina
 
22/10 – Sexta-feira
6h - Final Individual Geral Masculina - Participação Caio Souza
 
23/10 – Sábado
4h10 - Finais por aparelhos
4h45 - Salto – Participação Rebeca Andrade
6h25 - Barras Assimétricas – Participação Rebeca Andrade
 
24/10 – Domingo
4h25 - Finais por aparelhos 
 5h - Trave – Participação Rebeca Andrade
6h - Barras Paralelas – Participação Caio Souza
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem