Gênero True Crime é o fio condutor do primeiro episódio do Em Alta CNN

Divulgação

No próximo dia 23 de outubro (sábado), às 12h, estreia o EM ALTA CNN, mais um produto sob o guarda-chuva da marca CNN Soft. Pesquisa realizada pela Nielsen em parceria com a Toluna mostra que 42,8% dos brasileiros assistem a conteúdos de streaming todos os dias. Os usuários deste tipo de conteúdo passam quase 2 horas por dia na frente de uma tela. 

O programa surge, então, com a missão de facilitar a vida dos espectadores de filmes, séries, podcasts e afins, ao  escolher o que de mais interessante tem nas diferentes plataformas de streaming. O episódio de estreia do Em Alta CNN tem como fio condutor o gênero de true crime, que é “uma análise criativa de um crime real e das pessoas envolvidas na história”, como explica Ram Devineni, documentarista, tecnólogo e especialista no tema. Além dos documentários, também entram nesta categoria as ficções que se inspiram na história de crimes que aconteceram na vida real. 

É neste contexto que Mari Palma e Phelipe Siani conversam com Ilana Casoy e Rafael Montes. Os dois são roteiristas dos filmes “A menina que matou os pais” e “O menino que matou meus pais”, que acabaram de chegar à Amazon Prime, contando a história da morte de Manfred e Marísia Von Richthofen, casal assassinado pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, a mando da filha deles, Suzane von Richthofen.

“É importante dizer que o caso von Richthofen é um caso público, qualquer pessoa poderia escrever esses filmes, ou seja, a gente não precisou de autorização, não pagou ninguém para fazer isso, o caso é público, então, qualquer pessoa que tinha acesso aos autos poderia fazer – e a grande questão não é o que contar, mas como contar. E de longas discussões que nós tivemos, eu e Ilana, a gente teve a ideia, então, de já que nós não sabíamos a verdade e não tem como saber a verdade, ou seja, ninguém estava lá antes do crime para contar como é que era, a gente então teve a ideia de contar as duas versões, que são diametralmente opostas e, claramente, cheias de inconsistências e mentiras. Então, o desafio foi exatamente isso que a Ilana falou, esse método de colocar as duas narrativas lado a lado e espelhar, ir vendo o que que tinha em comum e o que que tinha de diferente”, diz Rafael Montes.

Além disso, o Em Alta CNN também vai falar, claro, de tudo o que bombou nas últimas semanas nas principais plataformas de streaming – como “Round 6” que, em pouco tempo, se tornou a série mais assistida da Netflix. Ela foi vista em 111 milhões de lares em apenas 25 dias. Para finalizar, os apresentadores vão indicar o que rolou de melhor na semana.  

* O Em Alta é um programa semanal, com 30 minutos de duração, que vai ao ar todos os sábados, a partir do dia 23 de outubro, ao meio-dia, na CNN Brasil.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem