TV Brasil - Programação de Filmes de 02 a 10 de outubro

Divulgação

Confira  a programação de filmes da TV Brasil de 02 a 10 de outubro.

Sábado, 2 de outubro

Cine Retrô – Zé do Periquito
18h30, na TV Brasil 

País: Brasil. Ano: 1960. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Ismar Porto. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Nena Viana, Amélia Bittencourt.

Em "Zé do Periquito", Amácio Mazzaropi interpreta Genó, um tímido e pobre jardineiro de um colégio que se encanta por uma das alunas, Carmem. A jovem é filha de um empresário bem-sucedido que passa por dificuldades financeiras.

Para poder conquistar a moça, Genó deixa o emprego de jardineiro e vai para outra cidade onde trabalha com seu realejo em busca de dinheiro. O realejo fica famoso e, em pouco tempo, Genó consegue uma pequena fortuna.

As filmagens foram realizadas nos Estúdios da Vera Cruz, com locações em Santos. O longa conta ainda com números musicais de Mazzaropi, Agnaldo Rayol e Hebe Camargo, Cely Campello, Tony Campello, George Freedman, Paulo Molin e Carlão.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 18h30

Domingo, 3 de outubro

Cine DOC – O Fantástico Patinho Feio
09h00, na TV Brasil
País: Brasil. Ano: 2017. Gênero: documentário. Direção: Denilson Félix.

Nos anos 1960, quatro jovens de Brasília decidiram construir um carro para competir na segunda maior corrida do país, os 500 km de Brasília. Pilotando contra outros 33 veículos, a maioria de grandes marcas internacionais, eles largaram em último lugar mas conseguiram terminar a corrida na segunda posição.

Os quatro amigos da equipe Camber se revezaram no volante durante seis horas e celebraram a segunda colocação como se fosse a primeira. No filme, eles relembram os detalhes da história e contam como o Patinho Feio se tornou o grande símbolo do automobilismo em Brasília.

O documentário reconstrói os melhores momentos da história do Patinho Feio, ao mesmo tempo em que mostra como a cultura e a formação de Brasília incentivaram o automobilismo. A produção reúne depoimentos dos pilotos Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet, Roberto Pupo Moreno, dos jornalistas Roberto Nasser, Reginaldo Leme, Galvão Bueno, entre muitos outros especialistas e entusiastas.

Com direção de Denilson Félix, "O Fantástico Patinho Feio" foi eleito o melhor filme na Mostra Brasília, do 50º Festival de Brasília.

Reprise. 74 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 09h00

Domingo, 3 de outubro

Sessão Família – O Segredo do Vale da Lua
14h00, na TV Brasil

Título original: The Secret of Moonacre. País: Reino Unido. Ano: 2008. Gênero: aventura. Direção: Gábor Csupó. Elenco: Dakota Blue Richards, Ioan Gruffudd, Tim Curry, Natascha McElhone e Juliet Stevenson, Michael Webber.

Bela Bontempo (Dakota Blue Richards) é uma órfã de 13 anos, que após a morte de seu pai, precisa se mudar da mansão luxuosa em que mora com várias mordomias para a sombria casa de seu tio Benjamin (Ioan Gruffudd), no misterioso Vale da Lua. Ao passear pela floresta próxima a sua nova residência, ela descobre uma maldição que divide duas famílias há séculos e que põe em risco o próprio vale.

Em um mundo misterioso e cheio de disputas de interesse e poder entre o tio e a sinistra família de Coeur De Noir, a jovem descobre que ela é o centro de tudo, uma vez que é a última princesa herdeira da linhagem. Bela será guiada por uma legião de estranhos aliados na tentativa de manter a honra de sua família e evitar que o Vale da Lua desapareça para sempre.

Para salvar o local, ela precisa quebrar o feitiço antes da 5.000ª lua cheia. A jovem conta com a ajuda do chefe Pierre (Michael Webber), um cozinheiro maluco, a sra. Lavandísca (Juliet Stevenson), sua babá, e o cão Rufus. No decorrer do filme Bela conhece Robin (Augustus Prew), o mais jovem da família Coeur De Noir, rival da sua, e os dois acabam se afeiçoando um pelo outro, ajudando a salvar o Vale da Lua.

Reprise. 103 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 14h00

Segunda-feira, 4 de outubro

Sessão Família – A Menina no País das Maravilhas
13h00, na TV Brasil

Título original: Phoebe in Wonderland. País: Estado Unidos. Ano: 2008. Gênero: drama. Direção: Daniel Barnz. Elenco: Elle Fanning, Felicity Huffman, Bill Pullman, Emily Blunt, Patricia Clarkson e Max Baker.

A jovem Phoebe Lichten (Elle Fanning) sonha em participar da peça "Alice no País das Maravilhas", que será encenada na sua escola, mas a menina é sempre rejeitada pelos colegas de turma.

O comportamento de Phoebe piora a cada dia, o que deixa seus pais – Hillary (Felicity Huffman) e Peter (Bill Pullman) – preocupados por não compreenderem a filha.

Eles tentam ajudar a filha, mas a garota se esconde em suas fantasias, confundindo realidade com sonho. Agora, Phoebe terá que enfrentar um duro, doloroso e emocionante processo de autodescoberta e transformação pessoal.

Reprise. 96 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 13h00

Segunda-feira, 4 de outubro

Cine DOC – Vai Guarulhos – o filme
22h30, na TV Brasil

03h45, na TV Brasil (madrugada de segunda, dia 4/10, para terça-feira, dia 5/10)
País: Brasil. Ano: 2017. Gênero: documentário. Direção: Fabrício Gallinucci.

O documentário "Vai Guarulhos- o filme" acompanha os desafios e os bastidores de um pequeno time de futebol em sua disputa na quarta e última divisão profissional do campeonato paulista.

O filme investiga a razão pela qual a Associação Desportiva Guarulhos (AD Guarulhos) não consegue gerar engajamento e empatia junto à população da cidade, que tem 1,3 milhão de habitantes.

A equipe representa a cidade mais populosa dentre todas no campeonato, mas possui a pior média de público da competição. Enquanto concorre por uma vaga na final, a AD Guarulhos tenta ganhar visibilidade em uma cidade ofuscada por São Paulo.

Reprise. 74 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de segunda, dia 4/10, para terça-feira, dia 5/10)

Terça-feira, 5 de outubro

Sessão Família – Jill & Joy - O Segredo do Orfanato
13h00, na TV Brasil

Título original: Onneli, Anneli ja Salaperäinen Muukalainen. País: Finlândia. Ano: 2017. Gênero: infantil, drama, aventura, família. Direção: Saara Cantell. Elenco: Aava Merikanto, Lilja Lehto, Jaakko Saariluoma, Joonas Saartamo, Elina Knihtilä, Eija Ahvo, Sonja Halla-aho, Aleksis Koistinen.

Jill (Aava Merikanto) e Joy (Lilja Lehto) são duas garotinhas comuns, talvez um pouco mais alegres que as demais, pois vivem em um lugar especial, Rose Alley, em uma casa feita especialmente para elas. As meninas costumam brincar no campo perto de onde moram.

Certo dia, um orfanato é aberto perto da casa das jovens. Um garoto chamado Pekki desaparece. Ele foge de lá e busca abrigo no jardim de Jill e Joy. Quando é descoberto por elas, o menino conta que a vida no orfanato não é nada boa. A situação ocorre por causa da rigorosa diretora da instituição.

Para ajudar Pekki e as demais crianças que residem no local, Jill e Joy reúnem seus amigos de Rose Alley e juntos formam uma equipe para salvar o orfanato. A turminha está disposta a fazer de tudo para transformá-lo em um lugar melhor para se morar.

Reprise. 75 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 13h00

Terça-feira, 5 de outubro

Cine Retrô – Chofer de Praça
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de terça, dia 5/10, para quarta-feira, dia 6/10)

País: Brasil. Ano: 1958. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Celso Faria, Ana Maria Nabuco, Carmen Morales, Maria Helena Dias, Roberto Duval, Elk Alves, Benedito Liendo. Participação especial: Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol.

No filme "Chofer de Praça" (1958), o saudoso ator e cineasta Amácio Mazzaropi é o protagonista da trama e também acumula as funções de produtor e roteirista. A partir dessa obra, o humorista passa a colaborar frequentemente com os diretores. 

A comédia "Chofer de Praça" foi o primeiro trabalho de Mazzaropi com a atriz Geny Prado. A artista foi seu par constante ao longo da carreira. Os números musicais do longa são apresentados por artistas como Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol que fazem participação especial na produção.

Na trama dirigida por Milton Amaral, Amácio Mazzaropi interpreta o humilde Zacarias, que se muda com a mulher Augusta para uma vila em São Paulo com o objetivo de arrumar um emprego e ajudar o filho Raul a pagar a faculdade de Medicina. O sonho do sujeito é ver o rapaz formado.

Disposto a fazer o possível e o impossível para ajudar a família, o protagonista consegue um trabalho como chofer de praça. Zacarias começa a dirigir um modelo de carro antigo, muito barulhento e fumacento, que rapidamente vira motivo de muitas piadas e de viagens repletas de trapalhadas.

Reprise. 97 min.
Classificação Indicativa: 10 anos.
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de terça, dia 5/10, para quarta-feira, dia 6/10)

Quarta-feira, 6 de outubro

Sessão Família – O Segredo do Vale da Lua
13h00, na TV Brasil

Título original: The Secret of Moonacre. País: Reino Unido. Ano: 2008. Gênero: aventura. Direção: Gábor Csupó. Elenco: Dakota Blue Richards, Ioan Gruffudd, Tim Curry, Natascha McElhone e Juliet Stevenson, Michael Webber.

Bela Bontempo (Dakota Blue Richards) é uma órfã de 13 anos, que após a morte de seu pai, precisa se mudar da mansão luxuosa em que mora com várias mordomias para a sombria casa de seu tio Benjamin (Ioan Gruffudd), no misterioso Vale da Lua. Ao passear pela floresta próxima a sua nova residência, ela descobre uma maldição que divide duas famílias há séculos e que põe em risco o próprio vale.

Em um mundo misterioso e cheio de disputas de interesse e poder entre o tio e a sinistra família de Coeur De Noir, a jovem descobre que ela é o centro de tudo, uma vez que é a última princesa herdeira da linhagem. Bela será guiada por uma legião de estranhos aliados na tentativa de manter a honra de sua família e evitar que o Vale da Lua desapareça para sempre.

Para salvar o local, ela precisa quebrar o feitiço antes da 5.000ª lua cheia. A jovem conta com a ajuda do chefe Pierre (Michael Webber), um cozinheiro maluco, a sra. Lavandísca (Juliet Stevenson), sua babá, e o cão Rufus. No decorrer do filme Bela conhece Robin (Augustus Prew), o mais jovem da família Coeur De Noir, rival da sua, e os dois acabam se afeiçoando um pelo outro, ajudando a salvar o Vale da Lua.

Reprise. 103 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 13h00

Quinta-feira, 7 de outubro

Sessão Família – Chico Fumaça
13h00, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1957. Gênero: comédia. documentário. Direção: Victor Lima. Roteiro: Victor Lima e Alípio Ramos. Elenco: Amácio Mazzaropi, Domingos Terras, Celeneh Costa, Carlos Tovar, Nancy Montez, Roberto Duval e Wilson Grey.

Chico Fumaça (Amácio Mazzaropi), assim conhecido por sua paixão pelos trens, é um caipira de Jequitibá, interior de Minas Gerais. Endividado, Chico perde sua vaca de estimação para o dono do armazém, Seu Elias (Domingos Terras), e vê o sonho de se casar com Inocência (Celeneh Costa) se distanciar ainda mais.

A sorte de Chico muda quando sua fixação por trens lhe permite evitar um descarrilamento. Um dos passageiros a sobreviver é um importante político, Dr. Japércio Limoeiro (Carlos Tovar).

Agradecido, Limoeiro resolve levar Chico para o Rio de Janeiro, então capital da República, a fim de lhe entregar uma recompensa. O político deseja, principalmente, usar a figura de Chico Fumaça em sua própria campanha para deputado.

No Rio, Chico se mete em várias confusões, conhece a vida noturna da capital e passeia pelas atrações cariocas. Também conhece uma quadrilha de vigaristas e uma vedete, que lhe tentam aplicar um golpe.
 
Chico precisará se superar para sobreviver às malícias da cidade grande e retornar à Jequitibá para se casar com sua noiva.

Considerado o maior ator de comédia do cinema brasileiro, Mazzaropi produziu obras que se tornaram fenômenos de público por mais de três décadas. "Chico Fumaça" foi o último filme de Mazzaropi realizado pela Cinedistri. O artista, que já era famoso no cinema nacional, criou sua própria produtora, a PAM Filmes, no ano seguinte.

Além de grande elenco, o longa-metragem também conta com números musicais: "Onde Ela Mora" (Getúlio Macedo e Lourival Faissal), com Cauby Peixoto; "Saudade da Bahia" (Dorival Caymmi), com o Trio Nagô; "Nova Ilusão" (Luiz Bittencourt e José Menezes), com Neusa Maria; "Agora é Cinza" (Alcebíades Barcelos e Armando Vieira Marçal), com Mara Abrantes; e "Linda Flor" (Henrique Vogeler, Luiz Peixoto e Marques Porto), com Zezé Gonzaga.

Reprise. 81 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 13h00

Quinta-feira, 7 de outubro

Cine Retrô – Eu Sou o Tal
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de quinta, dia 7/10, para sexta-feira, dia 8/10)

País: Brasil. Ano: 1960. Gênero: comédia musical. Direção: Eurides Ramos. Produtor: Oswaldo Massaini. Roteirista: Victor Lima e Eurides Ramos. Elenco: Vagareza, Mara Di Carlo, Chico Anysio, Daniel Filho, Wilson Grey.

A trama de humor da comédia musical "Eu Sou o Tal" (1960) acompanha as peripécias de Belizário (Vagareza), nordestino que deixa sua cidade natal para tentar a vida como ator no Rio de Janeiro. Vencedor de um concurso de vocação teatral, em que foi o único concorrente, o protagonista traz muitos sonhos na bagagem.

O candidato a ator tem uma qualidade que o diferencia e ajuda bastante. Belizário é capaz de decorar textos com uma facilidade incrível. Apesar de uma prodigiosa memória, o voluntarioso ator morre de medo de encarar o público. O intérprete precisa lidar com uma timidez que praticamente o impede de atuar.

Belizário até ganha algumas oportunidades, mas descobre que sofre um sério problema: sempre que está na frente de uma plateia, ele perde completamente a memória e fica desequilibrado. Essa condição do artista causa todo tipo de confusão.

Protagonista dessa obra, Vagareza é o nome artístico do comediante carioca Hamílton Augusto (1928 - 1997). O ator fez carreira nos palcos, nas telonas e na telinha, com grande repercussão nas décadas de 1950 e 1960.

Produção em preto e branco dirigida por Eurides Ramos, o clássico da comédia "Eu Sou o Tal" (1960) é estrelado por personalidades da dramaturgia. Além de Vagareza, o longa conta no elenco com astros como Mara Di Carlo, Chico Anysio, Daniel Filho e Wilson Grey.

Reprise. 84 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de quinta, dia 7/10, para sexta-feira, dia 8/10)

Sexta-feira, 8 de outubro

Sessão Família – Peter Pan – À Procura da Terra do Nunca
13h00, na TV Brasil

Título original: Peter Pan: The Quest for the Never Book. País: Irlanda. Ano: 2018. Gênero: animação, fantasia, infantil. Direção: Chandrasekaran, Jake Paque.

O terrível Capitão Gancho ataca mais uma vez e rouba o Livro do Nunca, um tomo muito antigo que contém poderes mágicos. Ele deseja usá-lo para despertar terríveis criaturas na Terra do Nunca e destruir Peter Pan e seus amigos. Agora, Peter precisa mais uma vez salvar seu lar, sendo que a única forma de realizar esta tarefa é cumprindo com a profecia descrita no poderoso livro.

O dia mais longo do ano finalmente chegou na Terra do Nunca. As festividades já começaram e as comemorações estão em andamento. Para todos se divertirem, os jogos foram organizados para os meninos perdidos.

Cansado de derrotas, o Capitão Gancho percebe que essa ocasião pode virar a seu favor. Ele cria uma teia de planos perversos para fazer Peter Pan e seus amigos se renderem. O trapaceiro decide interferir nos perigos que espreitam nos pântanos amaldiçoados e no templo dourado.

Determinado a não ser derrotado, o vilão parece estar um passo à frente de Peter Pan neste momento. Então o filme revela o que poderia acontecer se finalmente o Capitão Gancho descobrisse uma maneira de destruir os voadores Sininho e Peter Pan.

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 13h00

Sexta-feira, 8 de outubro

Cine Nacional – Entre Idas e Vindas
22h30, na TV Brasil
03h45, na TV Brasil (madrugada de sexta-feira, dia 8/10, para sábado, dia 9/10)

País: Brasil. Ano: 2016. Gênero: comédia romântica. Direção: José Eduardo Belmonte. Elenco: Ingrid Guimarães, Alice Braga, Fábio Assunção, Rosanne Mulholland, Carolina Abras, João Assunção.

Afonso (Fábio Assunção) é um professor universitário separado que vive com o filho Benedito (João Assunção). Um dia, os dois resolvem fazer uma viagem juntos, mas enfrentam problemas quando o carro deles quebra.

A família é ajudada por quatro operadoras de telemarketing. Amanda (Ingrid Guimarães), Sandra (Alice Braga), Krisse (Rosanne Mulholland) e Cillie (Caroline Abras) decidem viajar pelo litoral quando encontram pai e filho pedindo carona à beira da estrada.

As moças levam os dois de volta a São Paulo. Só que Afonso acaba se apaixonando pela líder delas, Amanda. O que seria uma simples carona acaba se transformando em uma "road trip" repleta de acontecimentos inusitados e revelações pessoais.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 22h30
Horário: 03h45 (madrugada de sexta-feira, dia 8/10, para sábado, dia 9/10)

Sábado, 9 de outubro

Cine Retrô – Um Caipira em Bariloche
18h30, na TV Brasil

País: Brasil. Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone.

Amácio Mazzaropi é Polidoro, um fazendeiro ingênuo que cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista. O larápio engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor. 

Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas no frio argentino, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.

A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para o público. O longa "Um caipira em Bariloche" foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 18h30

Domingo, 10 de outubro

Sessão Família – As Aventuras de uma Super-Professora
14h00, na TV Brasil

Título original: Superjuffie. País: Holanda. Ano: 2018. Gênero: aventura, família, fantasia. Direção: Martijn Maria Smits. Elenco: Diewertje Dir, Hassan Slaby, Harry Piekema, Carly Wijs, Jeevan Dhanpat, Josephine Nollen, e Maarten Wansink.

A Srta. Josje (Diewertje Dir) parece ser uma professora comum. Ela acaba de chegar à nova escola em que vai lecionar e logo precisa lidar com uma sala de aula repleta de alunos sem um pingo de motivação para aprender. A moça de 20 anos tem uma vida pacata como educadora em uma escola primária.

Meio tímida e muito atrapalhada, ela descobre um misterioso artefato na parede de casa. Ao entrar em contato com o objeto, ela liberta uma força potente que se une ao seu corpo e lhe dá superpoderes incríveis. A professora precisa de coragem para vencer seus medos e encarar os desafios.

Ao ouvir o som emitido por um animal em perigo, ela dá uma mordida no giz e se transforma na Super Professora. Josje dispara pelo ar como um tornado verde a fim de salvar animais, com quem consegue se comunicar. A partir de suas novas habilidades, a professora usa os poderes especiais para proteger os bichos. Ela não consegue evitar o desejo, muitas vezes inconveniente, de realizar os resgates.

Algumas crianças descobrem o segredo da professora e ela conta com o sigilo deles. Quando Josje descobre uma conspiração contra o zoológico da cidade, a jovem e seus alunos terão a perigosa tarefa de defender o local sem revelar a identidade da nova heroína da região. Aí, ela precisa decidir se vai resgatá-los ou fugir.

O filme é uma adaptação literária baseada na série de livros homônima escrita por Janneke Schotveld.

Reprise. 84 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 14h00

Domingo, 10 de outubro

Cine Retrô – Meu Japão Brasileiro
03h30, na TV Brasil (madrugada de domingo, dia 10/10, para segunda-feira, dia 11/10)

País: Brasil. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Glauko Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Célia Watanabe, Zilda Cardoso, Carlos Garcia, Reynaldo Martini, Adriano Stuart Elk Alves, Francisco Gomes, Judith Barbosa, Bob Junior, Ivone Hirata, Luiz Tokio, Luzia Yoshigumi.

Em uma comunidade rural nipo-brasileira, Amácio Mazzaropi vive um agricultor chamado Fofuca que enfrenta a exploração descarada do "seu" Leão, responsável por intermediar os negócios entre os produtores e o comércio na cidade.

Após muito penar em suas mãos, Fofuca articula com os camponeses a formação de uma cooperativa agrícola. Leão e seus filhos, entretanto, não vêem com bons olhos esta iniciativa e vão fazer de tudo para impedir Fofuca e seus amigos de conseguirem se dar bem neste Japão brasileiro.

Reprise. 102 min.
Classificação Indicativa: 12 anos.
Horário: 03h30 (madrugada de domingo, dia 10/10, para segunda-feira, dia 11/10)
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV. OBS: Comentários Ofensivos ou Irrelevantes e os que conter publicidades serão todos excluídos.

Postagem Anterior Próxima Postagem