"A direita emburreceu?" é tema do Linhas Cruzadas desta quinta-feira

Divulgação Beatriz Girão

Nesta quinta-feira (25/11), a jornalista Thaís Oyama e o filósofo Luiz Felipe Pondé debatem o cenário político brasileiro e ao redor do mundo. "A direita emburreceu?" é a questão que conduz o papo, na TV Cultura, a partir das 22h.

Durante uma conversa que abrange diversos pontos, os apresentadores discutem a falta de força nos debates em razão da polarização dos dias de hoje, além de discorrer sobre quais os impactos do empobrecimento da linguístico quando se trata de discussões entre a direita e esquerda no Brasil

Além disso, o programa fala sobre o que está em jogo quando classificamos alguém como conservador ou liberal, o que o conservador conserva e quais os motivos para essa visão de que a direita não funciona mais. Pondé explica, a partir de um olhar histórico, as origens das classificações e comenta sobre a relação entre bolsonarismo e a tradição conservadora e liberal.

" (...) não é uma política que discute, que propõe nada, é uma política que se presta a destruir e, portanto, a emburrecer", pontua Thaís ao comentar sobre os fatores que contribuíram para que a direita brasileira decaísse. Pondé diz que há uma expectativa para que a direita brasileira se torne um pouco mais inteligente caso exista algum candidato que não fosse Bolsonaro e ao mesmo tempo não fosse do PT. "Talvez, você conseguisse falar de uma direita no Brasil que não fosse tão miserável. Inteligência não. Mas talvez alguma eficiência um pouco melhor.", finaliza.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem