Globoplay reforça seu catálogo de podcasts com um dos maiores sucessos brasileiros sobre true crime, 'Modus Operandi'

Divulgação Globo

Com a marca de 14 milhões de plays em 2021 e considerado o podcast mais ouvido em 2020 na categoria ‘crime e suspense’, ‘Modus Operandi’ passa a integrar o catálogo do Globoplay, se unindo a outros títulos de renome com a mesma temática disponíveis pela plataforma como ‘Caso Evandro’. Apresentado por Carol Moreira e Mabê Bonafé, ‘Modus Operandi ‘ganhou destaque por seus recortes particulares, ao mergulhar em ângulos pouco (ou não) contados na cobertura de notícias criminais e pela narrativa peculiar das apresentadoras, que sempre buscam traçar um paralelo para contextualizar o cenário, se aprofundando na história dos envolvidos.

Com mais de 100 episódios publicados, as histórias selecionadas envolvem desde casos conhecidos na mídia brasileira, como o de Suzane von Richthofen, até outros mundialmente famosos como o assassinato de Maurizio - herdeiro da Gucci-, intercalados com episódios que navegam por curiosidades, apresentando a fundo origens pouco desconhecidas. Como o ‘Especial Halloween e terror feat’, em que batem um papo com a Bel Rodrigues sobre terror. Outro bom exemplo é o episódio 84 ‘Exodus: a cruel terapia de conversão LGBTQIAP+’, em que se aprofundam na investigação do grupo de religiosos que por décadas promovia terapia de reorientação sexual. Casos menos conhecidos do grande público ou ainda bem antigos, de séculos anteriores, também são investigados, como de ‘Mary Ann Cotton: a mãe assassina’.

“Construímos a relação com o público mostrando a responsabilidade que temos com a narrativa. A gente faz as nossas pesquisas, e a partir disso, contamos a história”, explica Mabê. “Gosto muito de explorar ângulos pouco utilizados no roteiro. Onde tem coisas faltando, mergulhamos e descobrimos várias curiosidades que desencadeiam novos fios. Acabamos percorrendo nos episódios caminhos bem particulares a partir dos nossos questionamentos”, completa Carol.

As apresentadoras, que já aproveitavam suas horas vagas para conversar sobre casos misteriosos e serial killers, passaram a “formalizar” essas conversas por meio da produção em áudio. Outro diferencial da parceria é a forma sensível e autêntica com a qual abordam temáticas sociais e contemporâneas, como o feminicídio, o machismo e questões de identidade que extrapolam a história e trazem recortes da sociedade em diferentes momentos.

O podcast ‘Modus Operandi’ já está disponível no Globoplay e nas principais plataformas de áudio. Com novos episódios uma vez por semana, sempre às quintas. Apresentado por Carol Moreira e Mabê Bonafé desde 2019, é o maior podcast de True Crime atualmente no Brasil, conta com um time de roteiristas e é liderado por uma equipe de produção majoritariamente feminina.

Confira a entrevista com Carol Moreira e Mabê Bonafé, apresentadoras do Modus Operandi:

Como surgiu a ideia de criar um podcast focado em crimes reais e como foi esse processo de evolução nos últimos dois anos?
Mabê: Sempre levamos muito a sério o projeto, mas no início o podcast disputava com os nossos trabalhos, então não tínhamos tanto tempo. Demoramos sete meses para produzir os primeiros cinco episódios, e hoje em dia fazemos 5 episódios em um mês. A nossa própria evolução foi caótica, porque a gente ia testando, e entendendo o que funcionava. Hoje temos roteiristas para nos ajudar no processo de produção dos episódios, e agora já temos o nosso próprio fluxo.

O que representa a chegada do podcast ao Globoplay?
Carol: Tudo partiu de uma iniciativa entre amigas, mas aos poucos foi virando profissional. O Globoplay representa bem isso: o quão grande o podcast ficou. É um reconhecimento que o trabalho está bom, sensível, com um cuidado por se tratar de casos reais. Sem falar que é muito chique estar na Globo.

Quando se fala em crimes reais, como fazem para dosar o protagonismo de personagens que tiveram suas histórias marcadas por assassinatos?
Carol: Debatemos muito sobre essa questão no primeiro episódio. Temos curiosidade, mas penso que é um processo similar ao de uma montanha russa. Ao mesmo tempo que você quer estar seguro, tem curiosidade pelas emoções. Abordamos histórias curiosas, com personagens interessantes.

Mabê: Conseguimos construir uma relação com o público mostrando a responsabilidade que temos com a narrativa. A gente faz as nossas pesquisas e, a partir disso, contamos a história.
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem