No Dia do Músico, filme sobre Billie Holiday chega ao Curta!

Divulgação Curta!

Logo nos primeiros minutos do documentário ''Lady Day – As Várias Faces de Billie Holiday'', o escritor Albert Murray faz uma pergunta para a câmera: “Quantos outros artistas que criaram obras-primas tiveram problemas pessoais insuperáveis?”; e conclui: “Nós celebramos o fato de que alguém com esses problemas pôde alcançar um nível tão alto de realização estética”. As palavras sintetizam o que o espectador verá dali em diante, no filme que acaba de chegar ao Curta!, celebrando o Dia do Músico, comemorado em 22 de novembro.

A vida conturbada de Holiday e seu vício em heroína, contudo, não são explorados de modo sensacionalista pelo diretor Matthew Seig. A narrativa enfoca as dificuldades que a artista teve de superar e os seus inúmeros sucessos musicais. A atriz Rudy Dee participa da produção lendo trechos da autobiografia de Holiday, publicada em 1956, apenas três anos antes de sua morte, aos 44 anos.

Na verdade, como mostra o filme, o livro foi escrito não pela própria cantora, mas pelo escritor William Dufty e tem passagens romantizadas da vida de Holiday. Ela teve uma infância pobre em Baltimore, onde cantava em bordéis e outras espeluncas. Aos 12 anos, foi para Nova York, onde passou a se apresentar em bares clandestinos e muquifos de venda de maconha. Foi num clube de jazz que o produtor John Hammond a ouviu pela primeira vez e a levou para a indústria fonográfica. Ela passaria pelas bandas de Count Basie e Artie Shaw antes de estourar com sua interpretação dramática da canção de protesto “Strange fruit”.

O longa-metragem conta essa história com um vasto acervo de imagens de época e performances de Holiday. Entre os entrevistados, estão o escritor Albert Murray, a cantora Carmen McRae e o trompetista Buck Clayton, que tocou ao lado de Holiday. 

As comemorações do Dia do Músico no Curta! ainda vão contar com a exibição do filme “A Música Segundo Tom Jobim”, dirigido por Nelson Pereira dos Santos e Dora Jobim. A exibição de “Lady Day – As Várias Faces de Billie Holiday” é na Segunda da Música, 22 de novembro, às 23h.

Não à violência contra a mulher: Curta! exibe ‘Mexeu Com Uma, Mexeu Com Todas’

O Curta! endossa as campanhas do Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher, celebrado em 25 de novembro, e exibe o documentário “Mexeu Com Uma, Mexeu Com Todas” na Sexta da Sociedade. O filme, dirigido por Sandra Werneck, tem como título uma frase de protesto carregada de empatia, um dos símbolos do movimento de apoio às mulheres que sofrem assédio e violência.

O documentário reúne depoimentos de mulheres, públicas e anônimas, que passaram por situações de violência: a farmacêutica Maria da Penha, que empresta o nome à lei de 2006 que criminaliza a violência contra a mulher; a nadadora Joanna Maranhão, que deu nome à Lei de 2012 que mudou o prazo de prescrição nos crimes contra dignidade sexual praticados contra crianças e adolescentes; a ex-modelo Luiza Brunet e a escritora Clara Averbuck são algumas das mulheres que relatam experiências de abuso. O documentário foi produzido pela Cineluz Produções e viabilizado pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A exibição é na Sexta da Sociedade, 26 de novembro, às 22h35.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 22/11

21h30 – “A Música Segundo Tom Jobim”

Conheça a história do cantor e compositor Tom Jobim, considerado a principal força por trás da Bossa Nova. "A Música Segundo Tom Jobim" apresenta uma seleção de performances das principais canções de Tom Jobim gravadas em filmes e/ou vídeos, no Brasil e no exterior. Além dos intérpretes famosos do passado e de diversas nacionalidades e línguas, participam do filme jovens intérpretes brasileiros em cujo repertório destaca-se a obra de Tom Jobim. Diretor: Nelson Pereira dos Santos e Dora Jobim. Duração: 85 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 23 de novembro, terça-feira, às 01h30 e às 15h30; 24 de novembro, quarta-feira, às 09h30; 27 de novembro, sábado, às 15h15.

23h – “Lady Day – As Muitas Faces de Billie Holiday” (Documentário)

"Lady Day: As Muitas Faces de Billie Holiday" conta a história de uma das maiores cantoras de jazz de todos os tempos. Embora Billie Holiday tenha vivido uma vida cheia de tragédias, este documentário se concentra mais em suas conquistas como cantora e em sua excepcional habilidade de transmitir emoções por meio de sua voz, em vez de entrar em detalhes sobre seu vício em drogas e álcool e relacionamentos destrutivos. O filme apresenta várias performances brilhantes de Billie Holiday. Colegas como Carmen McRae, Annie Ross, Mal Waldron, Buck Clayton, Harry "Sweets" Edison e Milt Gabler oferecem suas perspectivas em primeira mão. Direção: Matthew Seig. Duração: 59 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 23 de novembro, terça-feira, às 3h e às 17h; 24 de novembro, quarta, às 11h; 27 de novembro, sábado, às 22h45.

Terça das Artes – 23/11

20h – "Immersive.World” (Série) — Episódio: “Imersão, Fantasia e Storytelling”

Criadores de várias disciplinas procuram novos caminhos que misturam mídias imersivas, fantasia e storytelling. Seja em realidade virtual ou experiências teatrais, a ideia é oferecer ao público a oportunidade de fugir do mundo real. Os festivais de cinema cada vez mais dão espaço para as narrativas de realidade virtual que lidam com fantasia para o público infantil e juvenil, como pode ser visto no Tribeca Film Festival, mostrado neste episódio. Em Londres, o fenômeno Secret Cinema cria elaboradas cidades cenográficas inspiradas em filmes conhecidos, como “Moulin Rouge” e “Blade Runner”. Em Nova York, o espetáculo imersivo “Pip’s Island” testa o interesse das crianças pelas mídias participativas. Direção: Guto Barra. Duração: 25 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 24 de novembro, quarta-feira, às 0h e às 14h; 25 de novembro, quinta-feira, às 08h; 27 de novembro, sábado, às 21h30.

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 24/11

22h25 – “Ex Isto” (Documentário)

“Ex Isto” é um filme livremente inspirado na obra “Catatau”, de Paulo Leminski. O poeta imaginou uma hipótese histórica: "E se René Descartes tivesse vindo ao Brasil com Maurício de Nassau?". Interpretado por João Miguel, o personagem envereda pelos trópicos, sob o efeito de ervas alucinógenas, investigando questões da geometria e da ótica diante de um mundo absolutamente estranho. Diretor: Cao Guimarães. Duração: 86 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 25 de novembro, quinta-feira, às 2h25 e 16h25; 26 de novembro, sexta-feira, às 10h25; 27 de novembro, sábado, às 13h35.

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 25/11

22h30 – “Bruta Aventura em Versos” (Documentário)

Ícone da poesia marginal dos anos 1970 no Rio, Ana Cristina Cesar se matou em 1983, aos 31 anos, deixando inúmeros leitores e fãs. Ela criou versos, traduziu poemas e contos, pesquisou sobre cinema e literatura, escreveu artigos, deu aulas e redigiu cartas. Seu estilo direto, porém delicado, visceral e comunicativo influenciou a literatura e a poesia de diversos artistas. O documentário procura captar a beleza e a originalidade de sua escrita, seja através da dança de Marcia Rubin, de um espetáculo de Paulo José e Ana Kutner ou da poesia de Alice Sant’Anna. Todos, de maneiras diversas e particulares, conviveram com as vírgulas, as pausas, a voz e os olhos da poeta.  Diretora: Letícia Simões. Duração: 74 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 26 de novembro, sexta-feira, às 02h30 e 16h30; 28 de novembro, domingo, às 13h15; 29 de novembro, segunda-feira, às 10h30.

Sexta da Sociedade – 26/11

22h35 – “Mexeu Com Uma, Mexeu Com Todas” (Documentário)

"Mexeu com uma, mexeu com todas" é um dos gritos de protesto das mulheres que tomaram conta das ruas no Brasil e se organizaram em redes sociais para fazer frente ao machismo e ao conservadorismo. Por meio de depoimentos de mulheres que passaram por situações de violência, o documentário revela que, apesar de conquistas legais, a mulher ainda permanece em situação de vulnerabilidade. Entre outras depoentes, estão Maria da Penha, Joanna Maranhão, Luíza Brunet e Clara Averbuck. Diretora: Sandra Werneck. Duração: 71 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 27 de novembro, sábado, às 02h35 e às 12h15; 29 de novembro, segunda-feira, às 16h35; 30 de novembro, terça-feira, às 10h35.

Sábado – 27/11

18h – “Balanço Black” (Série) – Ep. “Foi no Baile Black”

O episódio aborda o surgimento dos bailes blacks no Rio de Janeiro e em São Paulo no início dos anos 1970, das Equipes de Baile e o momento em que a cultura soul alcança a população negra periférica nessas grandes cidades, além de mostrar a importância dos DJs Big Boy, Adhemir, Funky Santos e das equipes Soul Grand Prix e Chic Show, entre outros. Direção: Flavio Frederico. Duração: 26 min. Classificação: 12 anos. 

Domingo – 28/11

15h50 – “Gaga — O Amor Pela Dança” (Documentário)

Filmado ao longo de oito anos, o documentário captura a beleza elusiva do mundo de Ohad Naharin, renomado coreógrafo e diretor artístico da Companhia de Dança Batsheva, de Tel Aviv. Diretor: Tomer Heymann. Duração: 100 min. Classificação: Livre. 
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem