‘Além da Ilusão’: uma história de reparação pelo amor

Reprodução

Falta menos de um mês para o público conhecer e mergulhar no encantador universo de 'Além da Ilusão', a nova novela das seis da Globo. Criada e escrita por Alessandra Poggi, com a direção artística de Luiz Henrique Rios, a trama conta a história de amor de Davi (Rafael Vitti) e Isadora (Sofia Budke/Larissa Manoela), que vão encarar diferenças de classe, convenções sociais e, principalmente, grandes injustiças para poderem viver juntos a plenitude desse sentimento. Com os clássicos elementos de um folhetim, a história que começa em Poços de Caldas (MG) e depois é ambientada em Campos dos Goytacazes (RJ) promete fazer as pessoas vibrarem e torcerem bastante pelo casal. “A novela é um momento de afago nos corações machucados de todos nós que estamos vivendo esse momento tão difícil no mundo. O acreditar que as surpresas da vida podem ser boas é um dos elementos dessa história. A gente vai tentar levar esse carinho às pessoas. Eu estou muito feliz”, celebra Alessandra Poggi.
 
Apostando na leveza e no encanto, a novela que se se desenrola em duas fases -  décadas de 1930 e 40 - tem como pano de fundo um país vivendo importantes mudanças sociais, econômicas e culturais. Com isso, a trama gira, principalmente, em torno da dinâmica de uma fábrica de tecelagem que passa a ocupar um antigo engenho de cana-de-açúcar. A partir das histórias de seus personagens, ‘Além da Ilusão’ vai ao encontro de um passado que possibilita a reflexão de questões que atravessam a vida nos tempos de hoje. E é na força do amor e na sua capacidade de reparar injustiças e transpor obstáculos que se tem o fio condutor da trama.
 
“O que acho mais bonito é que essa é uma história de reparação. Normalmente, enredos de reparação se dão pela vingança, mas no caso de Davi (Rafael Vitti) a reparação se dará pelo amor”, explica Luiz Henrique Rios ao destacar a trama do protagonista, que é acusado e condenado injustamente pela morte de seu primeiro amor, Elisa (Larissa Manoela), na primeira fase. Nós trabalhamos um registro de passado mais colorido, que fala de um passado encantador e que tem essa ideia de ilusão, não como uma ideia de fora da realidade, mas de uma realidade relativamente alterada. A gente quis fazer um passado muito livre, muito próximo do presente. Eu diria que essa novela é uma fábula atemporal, onde a gente usa esse tempo para poder falar do agora, fazendo com que o público viaje para esse lugar com mais entrega. Então, a busca é essa: envolvimento, encantamento e proximidade. Esse foi o caminho narrativo”, acrescenta Luiz.
 
Sobre a trilha da novela, o diretor antecipa que estão sendo trabalhadas canções de diferentes períodos, não necessariamente restritas às décadas em que se passa a trama. “Estamos fazendo uma novela em que buscamos retrabalhar standards de todos os tempos. Então, temos desde músicas dos anos 1920 até 2022. Muitas são regravações, outras são produzidas por nós, mas são músicas de todos os tempos. Todas elas com uma roupagem mais para agora. Estamos brincando um pouco com esse tempo”, conta Luiz. O público também vai poder conferir em cena as músicas da época, já que uma das características do texto de Alessandra Poggi é a referência a diversos artistas e produções musicais do período.
 
Em sua primeira novela de época, a atriz Larissa Manoela, que dará vida às irmãs Elisa e Isadora, celebra o desafio de interpretar as duas personagens que, em diferentes fases, se apaixonam pelo mágico Davi. “Essas meninas são muito fortes. Elas são muito decididas e especiais. Cada uma com a sua personalidade. Ao mesmo tempo em que são irmãs, cada uma vai atrás do seu objetivo, seu foco de vida. É muito inspirador poder viver essas meninas e, ao mesmo tempo, trazer para a minha realidade muito do que a Alessandra (autora) escreve, com toda a sua genialidade, ao lado de sua equipe ”, conta Larissa.
 
Para Rafael Vitti, que interpreta o mágico Davi, o tema principal da história é o amor, o que engloba encantamento, paixão, sonhos e desejos. “O mais importante é que a gente está trabalhando com alegria, feliz, e isso acaba passando para o espectador. E, para além disso, nós temos uma história realmente emocionante e que, com certeza, vai mexer muito com todo mundo”, destaca Rafael.
 
Além da Ilusão’ é criada e escrita por Alessandra Poggi, com direção artística de Luiz Henrique Rios. A obra é escrita com Adriana Chevalier, Letícia Mey, Flávio Marinho e Rita Lemgruber. A direção geral de Luís Felipe Sá e direção de Tande Bressane, Jeferson De e Joana Clark. A produção é de Mauricio Quaresma e a direção de gênero é de José Luiz Villamarim. 
Anderson Ramos

Um site sobre TV paga com as principais noticias envolvendo o setor, e suas principais operadoras. Além das novidades dos canais e streamings! facebook twitter instagram

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do O Universo da TV.

Postagem Anterior Próxima Postagem