Ad Code

Nova temporada do 'Profissão Repórter' estreia nesta terça-feira na Globo

Divulgação Globo/Patrick Szymshek

A partir desta terça-feira, dia 15, o 'Profissão Repórter' está de volta em uma nova temporada, com repórteres recém-chegados à equipe e o já habitual pé na estrada pelo Brasil e pelo mundo para mostrar todos os lados de uma notícia, trazida por contadores de histórias reais. Um novo ciclo que se inicia, com reportagens especiais trazendo a realidade do país, acompanhadas por algumas novidades, tanto na equipe quanto na forma de produzir conteúdo. O repórter Caco Barcellos passa a filmar algumas de suas matérias também pelo celular. Um símbolo de reinvenção na carreira justamente quando completa 50 anos de reportagens nas ruas. Agora mais cedo, o programa mostra em seu primeiro episódio o resgate das vítimas no município de Franco da Rocha, em São Paulo, após um deslizamento de terra ocorrido no último dia 30 de janeiro, a moradia precária e a trajetória de famílias que vivem em lugares perigosos porque não conseguem pagar por um local seguro.
 
Os novos integrantes da equipe nesta temporada são os repórteres André Neves Sampaio, Chico Bahia e Milena Rocha. O primeiro chega após passagem pela GloboNews. Já o segundo tem experiência em produtoras documentais independentes. Por fim, a piauiense de Santa Cruz dos Milagres foi uma descoberta do projeto Globo Lab. Além deles, os repórteres cinematográficos Gabriela Vilaça, Luiz Fernando Silva e Leandro Matozo passam a acompanhar as pautas nas ruas do país.     
 
André Neves Sampaio e Leandro Matozo presenciaram a tragédia em Franco da Rocha, quando as chuvas fortes ocasionaram um deslizamento, soterrou casas e matou 18 moradores. Dezenas de vizinhos se revezaram na ajuda aos bombeiros com a esperança de encontrar algum sobrevivente nos escombros. Caco Barcellos foi a Francisco Morato, município vizinho ao da tragédia, mostrar que há dezenas de famílias em situações de risco semelhantes. Ele acompanhou o trabalho da Defesa Civil que faz vistoria nos imóveis e tenta conscientizar os moradores a deixar as casas. O programa desta terça-feira também mostra a realidade de quem mora dentro de veículos e como funcionam suas rotinas na capital paulista. 
 
CACO BARCELLOS
 
Como surgiu essa ideia de fazer a filmagem de algumas de suas reportagens pelo celular?
Foi algo que eu sempre desejei fazer. Comecei a experimentar esse formato em uma pauta sobre futebol amador, que eu gravei durante um mês e meio e será exibida ao longo da temporada. E uma das ideias é ocupar o programa inteiro com uma reportagem só, o que é bem diferente daquilo que estamos acostumados a fazer.
 
Como está sendo para você essa novidade?
Eu já tinha trabalhado sozinho, mas como correspondente em Paris, naquele modelo mais tradicional. Sozinho em uma pauta eu posso explorar ainda mais essa aproximação natural que as pessoas têm comigo. Agora mesmo, nesta pauta sobre o deslizamento em Franco da Rocha, a todo momento os moradores me chamavam para conhecer a casa e a vida delas. 
 
E neste ano ainda tem um fato importante a ser comemorado: os seus 50 anos de carreira.
Mais do que 50 anos de profissão, são 50 anos de rua. Eu sempre gostei de ficar solo na rua, sou constantemente abordado por pessoas querendo que eu conte histórias. Eu também tiro proveito disso, ando bastante de metrô e trem sempre que tenho oportunidade para trazer um elenco de pautas para a minha cabeça.
 
A nova temporada do ‘Profissão Repórter’ estreia nesta terça-feira, dia 15, mais cedo, logo após o ‘BBB 22’.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code