Ad Code

Fenômeno das redes sociais estará ao vivo no 'Esporte Espetacular' deste domingo. Em reportagem especial, programa mostra como é a vida dele no Sertão baiano

Divulgação Globo/Henrique Arcoverde

Em poucas semanas a vida de Iran Ferreira mudou completamente. O garoto nascido no Sertão baiano, que fazia vídeos em um campinho de terra batida usando luvas pretas e os encerrava mandando a mensagem “receba”, virou um fenômeno nas redes sociais. "O Cara da Luva de Pedreiro" conta hoje com quase 7 milhões de seguidores no mundo digital, e o número não para de subir. Neste domingo, dia 27, ele estará ao vivo no 'Esporte Espetacular' tomando um café da manhã com os apresentadores Lucas Gutierrez e Carol Barcellos. O repórter Henrique Arcoverde foi até a cidade de Quijingue – que fica a cerca de 340 quilômetros da capital Salvador –, conhecer as raízes deste carismático personagem, acompanhando a rotina dele e dos pais no povoado de Tábua, onde vivem com outras 150 pessoas. Até pouco tempo atrás, Iran trabalhava na roça junto com a família.
 
Envolvidos há mais de um mês em uma guerra que apavora o mundo, Rússia e Ucrânia têm tradição em um jogo que exige muita inteligência e estratégia: o xadrez. E se entre as lideranças políticas o confronto ainda está longe do fim, o mesmo não se pode dizer entre os jogadores dos dois países. Os russos divulgaram recentemente um manifesto contra a guerra e em apoio aos ucranianos. O repórter Álvaro Pereira Júnior retorna exatas cinco décadas para recordar quando um brasileiro se infiltrou entre os expoentes da extinta União Soviética – que tinha no xadrez um dos orgulhos do regime – e conseguiu desbancar esse domínio do Leste Europeu. Mequinho, que completa 70 anos em 2022, é considerado o principal nome dos tabuleiros no Brasil. Em 1972, foi exaltado pela torcida do Flamengo em um Maracanã lotado após ter recebido o título de grande mestre aos 19 anos. A matéria também conta como está o momento da modalidade no país e quem são os talentos nacionais que sonham em repetir o sucesso deste fenômeno que chegou a ocupar o posto de terceiro melhor jogador do mundo.
 
Se no xadrez o Brasil ainda está longe de ser uma potência, no surfe a realidade é completamente diferente. Estreia neste domingo uma série que irá contar como esta modalidade cresceu no número de adeptos e conquistou os brasileiros. Neste primeiro episódio, a repórter Karin Duarte mostra como aumentou a popularidade e a atuação das mulheres nas ondas, tendo como destaque Tatiana Weston-Webb, atual vice-campeã mundial e vencedora da etapa de Peniche, em Portugal, no início deste mês, a terceira desta temporada da Liga Mundial de Surfe (WSL). 
 
Enquanto Barbara Coelho curte merecidas férias, o apresentador Lucas Gutierrez tomou uma decisão arriscada e resolveu se aventurar nas quadras. Nesta semana ele foi acompanhar o time feminino de vôlei do Flamengo – que está nos playoffs da Superliga – para ver como é o treino da líbero Natinha, sob o comando de ninguém menos que Bernardinho. Entre uma série de cortadas e manchetes, ele aprendeu as técnicas para dar o “peixinho” perfeito e conseguir executar as defesas. Será que leva jeito?
 
A resposta poderá ser conferida no ‘Esporte Espetacular’ deste domingo, que começa logo depois do ‘Auto Esporte’.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code