Ad Code

Ciência é Tudo, da TV Brasil, explica conceito de cidades inteligentes

Divulgação

O emprego da tecnologia para o desenvolvimento de cidades inteligentes e o progresso científico nacional sobre o uso de fármacos nos cuidados com a malária são os principais assuntos da edição inédita do programa Ciência é Tudo que a TV Brasil apresenta neste sábado (23), às 9h.

A atração da emissora pública destaca os avanços da ciência brasileira no tratamento da malária. Pesquisadores do país descobriram que a administração de uma dose mais alta de primaquina, substância prescrita para os pacientes com a doença, pode ser eficaz para evitar as recaídas da enfermidade.

Os resultados do estudo foram publicados em um dos mais influentes periódicos de medicina do mundo: a revista "The New England Journal of Medicine". Às vésperas do Dia Mundial da Luta Contra a Malária, data celebrada em 25 de abril com o objetivo de reconhecer o esforço global para o controle efetivo da moléstia, a produção da TV Brasil esclarece aspectos sobre sintomas, transmissão e prevenção dessa doença infecciosa.

A pesquisa brasileira avalia a eficácia do aumento da dose proposta do medicamento para auxílio ao enfermo. A primaquina tem a função de eliminar as formas evolutivas do parasita responsáveis pela recaída da patologia. O estudo traz novas perspectivas para o tratamento da malária na Amazônia e em outros continentes, além de demonstrar o potencial científico do país.

Aprimoramento tecnológico dos municípios

O Ciência é Tudo também apresenta uma plataforma que utiliza uma metodologia para identificar o nível de maturidade dos municípios brasileiros. O uso de tecnologias no processo de planejamento é um dos princípios do conceito de cidade inteligente.

O termo compreende, ainda, outras características. O comprometimento com os princípios da transformação digital é uma das demandas desses espaços urbanos que buscam realizar uma gestão inovadora, conectada e inclusiva.

A serviço da eficiência, essas tecnologias servem ao desenvolvimento sustentável das cidades. As técnicas empregadas baseiam-se em conceitos como internet das coisas, computação em nuvem e big data, por exemplo, com uma infraestrutura de comunicação de alta capacidade.

Esse planejamento considera ferramentas e aplicações que possam melhorar a eficiência da gestão pública e contribuir para a promoção da qualidade de vida das pessoas. O programa da TV Brasil traz métodos para que os municípios verifiquem o nível de maturidade e otimizem ações através da tecnologia.

A matéria especial acompanha o trabalho realizado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) com o Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, uma unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, para auxiliar no desenvolvimento de cidades inteligentes no Brasil.

Apresentada por Waldecir de Oliveira, a produção do canal público ainda aborda um estudo que investiga se um composto presente em vieiras pode ser usado no tratamento do câncer. A edição desta semana ainda visita uma startup que oferece gratuitamente capacitação para aumentar a produtividade de pequenas empresas.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code